quarta-feira, 30 de março de 2011

Famílias sem carinho, com agressividade e muita crítica. Dicas para melhorar o ambiente dentro de casa.




Família Tóxica possui muito negativismo e tensão. Aprenda a se defender para conseguir se expressar com gentileza e cordialidade




O texto abaixo é o desabafo de uma pessoa que não conseguia mais conviver com sua família por causa das críticas e desavenças constantes.

São família que querem viver unidas, mas não conseguem viver em paz e harmonia.

Após o texto, coloquei uma série de dicas e reflexões que vão te ajudar a gerar harmonia entre as pessoas.

Caso não queira ler o texto, sugiro que pule para as orientações (só rolar o texto para baixo).


"Mãe e pai queridos, vejam por que não posso ir para casa.
Posso falar com qualquer um de vocês muito bem, quando estiverem sozinhos
Mas a mesa de Ação de Graças estará cheia.
Se conversarmos, um de vocês provocará uma briga.

Andava pelo campo de batalha tentando atenuar o que foi dito
Tentando ganhar uma medalha, tentando levar um tiro na testa.
Pensava que devia defender e implorar,
Mas fiquei no meio do fogo cruzado de sua guerra velada.






O barulho da TV ecoa pelo ar para vocês não começarem.
Vocês defendem seus territórios nos quartos,
Para ficarem separados.
Os dias santos nos aproximam,
Depois de ficar o dito pelo não dito.
Vocês nos ensinaram a não dar chutes sob a mesa.
Chutem o ar em vez disso.


Amo vocês e jamais quero vê-los sangrar
Quando comentários cortam como faca,
Portanto, para controla-los eu entraria na frente e
Levaria o tiro por vocês como se não sentisse nada.
Acharia que ele passaria por mim
E não tenho cicatrizes para ocultar.
Estou aberto e tento amar,
Mas descubro que elas ainda estão aqui.

Porque andava pelo campo de batalha
Tentando defender, implorar.
Por favor, controlem-se um pouco mais
Até o próximo tumulto.
Aguentei tudo na infância,
Mas não aguento mais.
Porque levei muitos tiros em sua guerra velada."

de David Wilcox  (retirado do Livro: Não Seja Bonzinho, Seja Real)












DICAS DE UMA FAMÍLIA FELIZ

A família que tem muito amor é uma família viva, feliz; na qual milhares de situações acontecem.

No amor, as pessoas se permitem brincar, errar, divergir.

No amor não existe paz absoluta. Porque o amor é forte, criativo e permite a transformação.

Onde há transformação, há divergência e diferença.

A família que encanta pelo amor é aquela que perdoa e auxilia.

No mundo do amor há dinamismo, há aprendizado, há conquistas; por isto, existem as diferenças e divergências.

Mas, o amor acolhe as diferenças e diz: "fica do meu lado, porque juntos será sempre melhor".


Regis Mesquita
http://caminhonobre.com.br/





Dicas, pensamentos, orientações e novidades do site Psicologia Racional







RESPONDA: VOCÊ SE ENCAIXA EM ALGUMA DESTAS SITUAÇÕES?

Tem gente que não percebe o que é bom até perder.

Tem gente que corre atrás do que não tem e despreza o que possui.

Tem gente que sorri para desconhecidos e fecha a cara para a família.

Tem gente que ainda não aprendeu a dar valor ao que existe no aqui agora.

Tem gente que se magoa fácil com os outros e não percebe que suas atitudes também ferem.

Tem gente que escuta o outro e despreza o que outro lhe fala.


Dica de leitura:
Quem eu amo é diferente de mim



USE ESTAS FRASES PARA REFLETIR SOBRE A VIDA EM FAMÍLIA


Fuja das desculpas. Elas destroem lares, amizades, amores, famílias e até nações.

Se sua família é negativa, você não precisa ser.

Se sua família possui crenças que atrapalham seu crescimento, você não precisa manter estas crenças. Mantenha o amor, o carinho e a gratidão.

Uma das maiores dificuldades das famílias são as respostas imediatas, no calor da emoção negativa. Preste atenção nisto e faça um pacto familiar ou pessoal de não responder imediatamente e negativamente. No começo é difícil. Depois, só depois, entendemos o quanto é benéfico esta atitude.

O amor desconsidera a maioria dos erros. A crítica transforma simples erros em gigantes que destroem a paz.









CRIE NO SEU LAR UMA CULTURA DE PAZ:


1 – evite crítica. Ao invés, estimule a melhora.

2 – não despreze a dificuldade do outro. Ao invés, esteja preparado para passar segurança.

3 – pratique a gratidão. Fale das boas ações e das conquistas positivas.

4 – pratique o autocontrole. Se for “explodir” tenha a bondade de se isolar e voltar quando puder dialogar racionalmente.

5 – ame sem controlar. Ao invés, aceite as diferenças entre os membros da família.

6 – se afaste de notícias que repetem sempre negatividades e futilidades. Ao invés, tenha fontes de informações que sirvam para sua vida hoje e daqui a 10 anos.

7 - uma vez por semana desligue tudo e fique exclusivo da boa e velha conversa ao vivo.

8 - preste atenção nas necessidades do outro e não as desqualifique. O que pode ser fácil para um pode ser difícil para o outro.

Autor:
Regis Mesquita

Dica de leitura:

Trate seus familiares como trata as visitas

Toda mãe deve aprender a se valorizar perante os filhos



Leia também:

Criança mimada: a falta do cultivo de bons valores, como o servir e o autocontrole

Crianças e adolescentes precisam é de bons valores - limites são menos importantes

Filhos inseguros, mães inseguras: um bom caminho para uma péssima educação

A coragem do amor cria a bênção do perdão

O preço da vida das pessoas na miséria e na ausência de justiça

Briga de casais: não se esqueça que seu cérebro completa e inventa a realidade

E quando todo mundo está certo? Viver sem brigas.



A IMPORTÂNCIA DE SE DEFENDER


Se você está em uma situação ruim você deve aprender a se defender.

São duas as funções da defesa:

1 - construir seu próprio caminho sem deixar que a baixa autoestima domine sua vida.

2 - ter força interior para se comunicar com gentileza, educação e paciência.

Um dos piores traços de quem vive em situações negativas é deixar com que as emoções tomem conta da vida, gerando pouco espaço para a reflexão.

Tanto a paciência, como a cordialidade, a educação e a reflexão demandam tempo para produzirem efeitos.

Por isto, você deve construir seu próprio caminho, sem ficar dependente, sem esperar e se magoar.

Mas, sua força interior somente aumentará quando você aprender a agir em paz, com serenidade. Você deve permitir que a ternura e a flexibilidade tomem conta da sua vida.

Lembre-se: a maior maldição é levar os conflitos dentro de você. Eles te acompanharão por onde você for e durante muitas décadas. Agora é a hora de ser diferente: se fortalecer, se defender para gerar o que é nobre.

Esta é a sua tarefa para se mudar.

Talvez os outros, baseados nos seus exemplos, também mudem.

Se não mudarem, você estará melhor, seguindo seu caminho, realizando conquistas e, quem sabe, estendo a mão para ajudar quem não mudou.

Não tenha dúvidas: a melhor condição da vida é quando a gente cresceu, amadureceu, superou traumas, mágoas e raivas. Nesta condição podemos ajudar mais, colaborar mais.

Sua paz interior deve ser sua defesa. Desenvolver suas habilidades e gerar conquistas deve ser seu objetivo. Ter força para manter a cordialidade em família é fundamental para te dar força interior para conquistar a paz, desenvolver suas habilidades e multiplicar suas conquistas.

Força! Desenvolva sua força interior.


Autor: Regis Mesquita

Dica:

Sugiro a leitura do livro "A Espiritualidade no Dia a Dia".


Ele explica de forma didática como se desenvolver de modo sadio e profundo.
https://www.amazon.com.br/dp/B01LXTRN1C








Atenção: 

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site. 

É simples! É rápido! É fácil!







Caminho Nobre





Siga no Twitter: https://twitter.com/mesquitaregis


Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...