sábado, 5 de março de 2011

O homem que aprendeu a não levar os insultos a sério. Viver em paz e com alegria.








Mudando a atitude

Um abade do mosteiro de Sceta foi procurado por um jovem que queria seguir o caminho espiritual.

"Pelo período de um ano, pague uma moeda a quem lhe agredir", disse o abade.


Durante doze meses, o rapaz pagava uma moeda sempre que era agredido. No final do ano, voltou ao abade, para saber o próximo passo.

"Vá até a cidade comprar comida para mim".

Assim que o rapaz saiu, o abade disfarçou-se de mendigo e – tomando um atalho que conhecia – foi até a porta da cidade. Quando o rapaz se aproximou, começou a insultá-lo.

"Que bom!", comentou o rapaz com o falso mendigo. "Durante um ano inteiro tive que pagar a todos que me agrediam, e agora posso ser agredido de graça, sem gastar nada!"

Ouvindo isto, o abade retirou seu disfarce.

"Quem é capaz de não se importar com que os outros dizem, é um homem que está no caminho da sabedoria. Você já não leva os insultos a sério, e, portanto, está pronto para o próximo passo."


Autor: Paulo Coelho





Comentário do autor do site Psicologia Racional:

Existe uma diferença entre “refletir sobre algo” e “vivenciar algo”.

A vivência é sempre mais completa. Ela envolve o pensar, o experimentar, o sentir, as intuições, as sensações e ações corporais.

A vivência é um teste prático, na qual a realidade atua para “abrir os olhos da pessoa”.

O refletir sobre algo envolve primordialmente o pensar. Sendo, por isto, adequada para poupar tempo. A pessoa pensa, não precisa agir e nem experimentar. Poupa tempo, mas inibe várias experiências muito importantes.

Para educar alguém ou se educar é muito importante decidir por “vivenciar”.

Este vivenciar envolve superar desafios. Por exemplo: uma pessoa sempre usou seu carro particular para ir até o trabalho. Existia nele a crença de que esta era a melhor opção. Um dia ele resolveu “pensar fora da caixinha” e se preparou para usar o transporte público durante um mês (as vivências devem durar várias semanas, pelo menos). Graças a esta experiência ele reorganizou sua rotina de vida e passou a viver melhor.

Todas as percepções que teve durante este mês de vivência do transporte público serviu para abrir sua mente para várias avaliações sobre sua vida e sua rotina.

Esta é uma ótima dica para romper com crenças mentais que te mantém paralisado. Não adianta apenas pensar e pensar sobre soluções. É importante decidir por experiências que gerarão vivências que gerarão transformação da vida.



O insulto somente se configura como tal se você se opor a ele. Se você se mantiver neutro, ele não entrará na sua mente e não a dominará.

Na realidade, o insulto é uma forma de decidir sobre quem manda em seu destino. Se uma pessoa está passando por uma rua e alguém a xinga, ela pode ficar indignada. Ou seja, o xingamento entrou na mente desta pessoa e se apossou de sua consciência.

A outra opção é ela se manter neutra; neste caso, o xingamento não ficará funcionando dentro da mente da pessoa. Ela continuará com sua vida, pensando naquilo que ela escolheu pensar.


Clique em "Curtir Página" para curtir nossa página no Facebook.




Atenção:

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.

É simples! É rápido! É fácil!



Agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.







Para Refletir:

Quando a perna do bebê fica forte e o equilíbrio é treinado, ele para de cair.
Manter-se de pé foi uma conquista para você.
O que demonstra que se desenvolver vale a pena.

Treine sua mente e se fortaleça.
Seja forte, para não se deixar dominar pela mágoa.
Seja forte, para não se deixar ser conduzido pelo rancor.
Seja forte, para manter a boca fechada quando houver a oportunidade de ser injusto.
Seja forte, para reconhecer o erro e aprender o correto.
Seja forte, para escolher ser feliz quando os outros chorarão.

Vale a pena treinar para se fortalecer.
Sendo assim, não fuja dos obstáculos. Ao contrário, se fortaleça ao enfrentá-los.
Quem se fortalece, sorri sem ser falso.
Quem se fortalece, agradece de coração.
Quem se fortalece, tem verdades para contar.
Quem se fortalece, está imune a muitas maldades.

Que sua vida seja assim: tão rica que poderá estender a mão, ao invés de apontar o dedo para julgar.

Regis Mesquita
Texto originalmente colocado na página Nascer Várias Vezes do Facebook:  https://www.facebook.com/nascervariasvezes




Quando você inicia um projeto pessoal e está todo empolgado, sempre aparece alguém para dar palpites negativos.

Alguns querem te proteger de uma possível frustração. Outros querem transferir todo o negativismo que está incrustado em suas mentes.

Poucos serão objetivos, práticos e transferirão experiências edificantes.

Portanto, saiba não se deixar influenciar por nada. Aprenda a ser racional, precavido e estudioso. Caminhe a cada passo com firmeza e determinação.

Sua caminhada pode te levar a muitas descobertas, sucessos, diversões, aprendizados.

Lembre-se: deve ser sua caminhada. Seu caminho, construído com os recursos que possui e que irá ampliar ao longo desta caminhada.

Nestes momentos de ação, o espírito que você é terá inúmeras oportunidades de gerar o bem, a justiça e desenvolver múltiplas qualidades.

Os ganhos terrenos cessarão aqui na Terra. Os ganhos do espírito continuarão por mais tempo. Ambos podem ser úteis e satisfatórios se não forem usados para gerar o negativo.

Regis Mesquita
Texto originalmente colocado na página Nascer Várias Vezes do Facebook:  https://www.facebook.com/nascervariasvezes








Um Grande Desafio para sua vida


Conheci um homem que todos os dias se dava um presente. Nunca, absolutamente nunca, gastava dinheiro com os presentes.

Dizia ele que ao se presentear era obrigado a olhar ao seu redor e descobrir alguma coisa, situação ou possibilidade que estavam esquecidos ou não percebidos.

Ano após ano aprendeu a descobrir todas as potencialidades que estavam presentes em sua vida; e não as desperdiçava.

Ele conquistou a paz e a felicidade de modo simples e objetivo.

Que tal tentar fazer o mesmo que ele por apenas 30 dias?

Convide outras pessoas para este desafio.


Regis Mesquita




Leia também:










Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...