quinta-feira, 21 de abril de 2011

Meu primeiro jejum. O porquê meu pai fez jejum comigo. Seja um pai que gera segurança em seus filhos.



Frase de São Francisco de Assis. Permita-me que eu te queira bem e cuide de ti.



Quando tinha 16 anos conversei com meu pai: vou fazer meu primeiro jejum.

Meu pai ponderou comigo e no final, vendo que eu iria mesmo fazer o jejum, ele disse:

"Farei o jejum junto com você. Onde você estiver, estarei ao teu lado".

Dias depois fiz meu primeiro jejum, eu e meu pai.

Me dá saudades lembrar deste fato. Me dá vontade de agradecer a Deus o grande companheiro que tive.

Agora, cabe a mim manter VIVA estes lindos sentimentos que sinto pulsar em meu corpo.
Hoje sei o que todo pai deve fazer.

Ser companheiro e mostrar interesse em seguir junto pela vida.

Nada gera mais segurança em um filho do que um pai que aceita seguir junto com ele.

Isto gera força interior e sentimento de que as dificuldades da vida podem ser vencidas, uma a uma.

Hoje eu agradeço: Obrigado, pai.

Obrigado por ter sido um grande companheiro e orientador.

Que eu tenha a mesma sabedoria que o senhor teve comigo.

Obrigado!

Autor: Regis Mesquita



Sobre o jejum:

Jejum é disciplina.

Jejum é a capacidade de estabelecer uma meta e cumpri-la.

Jejum é desenvolver a resiliência.

Jejum é enxergar o mundo com outros valores e outras prioridades.

Jejum é tirar o foco da mente do que é supérfluo.

Jejum é aprender a ter autocontrole e autonomia.

Jejum traz grandes benefícios para a mente e o corpo da pessoa.



Receba os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita existe um lugar para você incluir seu endereço de email. Depois é só confirmar clicando no link do email de confirmação que você receberá (para evitar spam).









Saudades do Pai e da Mãe


A saudade me diz que eu estou vivo e tem algo bom que habita dentro de mim.

Um dia deixei de associá-la à tristeza e hoje a associo à gratidão e plenitude.

Pois, se ela fosse embora, uma parte de mim morreria.

Por isto saudade, venha me visitar de vez em quando.

Me traga o abraço do meu pai e o sorriso da minha mãe.

Me traga tantas histórias que tornaram meus dias melhores.

E que eu, preenchido por você, valorize cada segundo do que vivo hoje.

Preciso garantir que amanhã nascerão novas saudades que me avisarão que continuo vivo.

Elas plantarão lágrimas nos meus olhos, lágrimas de gratidão.

E meu coração dirá: pode vir, pois o que é bom cabe a mim preservar.


Autor: Regis Mesquita

Texto originalmente publicado na página Nascer Várias Vezes do Facebook

Todos os dias uma nova reflexão.




Acompanhe o site Psicologia Racional no Facebook


Clique em "Curtir Página"




Mais reflexões sobre ser pai e ser mãe


1) 

Pai e mãe, quando se sentirem culpados lembrem-se: ofereçam o seu melhor. Não é oferecer o melhor que há no universo. É oferecer o SEU melhor. Procure transmitir tudo o que há de bom dentro de você.

Procure melhorar sempre para poder viver melhor e atingir mais objetivos positivos na vida.

Regis Mesquita

Leia mais em:
Educação baseada nos ensinamentos espíritas. Dicas para educar os filhos sem culpa (1)



2)

Numa casa onde um dos filhos tinha a necessidade de mentir, o pai aprendeu a dizer: "meu filho, eu sei que é mentira, mas continuarei ao seu lado, te apoiando para te ajudar a superar esta dificuldade".

Regis Mesquita

Continue lendo: http://www.psicologiaracional.com.br/2011/09/familia-cinco-dicas-para-viver-em-paz.html 


Dica de leitura: O pai que destruiu a confiança do filho no restaurante Mc Donalds. Estratégias para dialogar com seu filho com sabedoria.







Quer ter acesso a centenas de imagens como estas desta página para você escolher?

Clique aqui (Facebook) ou aqui (Pinterest)







Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...