quarta-feira, 20 de abril de 2011

Saúde de primeiro mundo? Veja você mesmo alguns exemplos da saúde pública do primeiro mundo.

Ao viajar por outros países procurei conhecer como funcionava o sistema de saúde destes países. No caso dos países de primeiro mundo, que conheci, existem problemas gravíssimos. Alguns destes serviços funcionam pior que no Brasil, boa parte são equivalentes e outra parte melhor (com variação de país para país).

Este texto publicado no Blog do Luis Nassif é muito interessante:

"Um amigo que sentia dores no corpo levou semanas para conseguir consultar um médico de família, que lhe receitou alguns comprimidos", conta ela. "No começo, ele disse que era tuberculose. Depois, câncer. Meu amigo teve de esperar meses para consultar um especialista e acabou morrendo. Sofria de uma doença pulmonar. Neste país, se você é pobre e fica doente, está perdido".

País: Inglaterra.

O texto completo está aqui

A saúde está cada vez mais cara. Os limites dos recursos públicos cada vez menor. É uma conta que é dificílima de fechar, em qualquer país do mundo.

No caso do Brasil: um dos nossos problemas é o pedido exagerado de exames que gera custos altíssimos.

Outro problema gravíssimo é o não tratamento de problemas emocionais que se transformam em problemas físicos, gerando o sobreuso do sistema de saúde.

Observe a história desta mulher que tratei: ela ia várias vezes por mês ao posto de saúde. Cada vez com uma doença - doença real. Convidei-a para participar de um grupo terapêutico. A mulher havia sido violentada dentro de sua casa por um parente. Ao tratar o trauma e o stress persistente, ela deixou de ficar doente.

Boa parte do adoecer de pessoas jovens (e velhos, em menor escala) são frutos de problemas emocionais, conflitos internos, traumas, bloqueios psíquicos, e outros.

Toda vez que você encontrar alguma pessoa que tem DOENÇAS CONSTANTES lembre-a de que deve fazer um diagnóstico psíquico profundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...