quarta-feira, 4 de maio de 2011

A explicação para o autoboicote de uma mulher. O que você faz sem ninguém ver é o que te coloca em evidência para todo mundo ver.




Autoboicote e autossabotagem.





A história abaixo foi contada por um pastor (depois vem nossos comentários):

"Quando a pessoa faz algo errado, manda uma mensagem para o diabo vir visitá-lo. O diabo quando chega analisa quem o convidou para saber qual é o melhor caminho para destruir a pessoa e, assim, torná-la cada vez pior.

A mulher em questão tinha uma empregada doméstica. Ela prometeu o salário e mais o pagamento do INSS. Orientada por vizinhas, ela decidiu que não pagaria o INSS. Segundo as vizinhas, nenhuma empregada pede o recibo do INSS, por isto pagar era jogar dinheiro fora.

Ela cedeu ao egoísmo e começou a pagar somente o salário da empregada. "Economizava" todos os meses o dinheiro do INSS.

Deus está dentro da pessoa e sempre avisa o que é certo e o que é errado. A mulher foi avisada por Deus e "não deu bola". Preferiu seguir a opinião das vizinhas e ser mentirosa, enganadora, egoísta e prejudicar o futuro de uma pessoa.

Com esta atitude ela gritava para o diabo: VEM DIABO, VEM CUIDAR DA MINHA VIDA.

O diabo, que é trabalhador incansável, veio e começou a analisar a vida e a personalidade da mulher. Tudo que ele queria é que ela se afundasse cada vez mais no caminho do mal e ajudasse outras pessoas a seguir o caminho do inferno.

A mulher era vaidosa, gananciosa e invejosa. Quando uma amiga honesta foi promovida no emprego, o demônio atiçou a inveja dela. Em pouco tempo ela começou a acreditar em tudo o que o diabo colocava na sua cabeça a respeito da amiga: metida, sem caráter e dava em cima dos maridos das amigas. A amiga virou ex-amiga. Ela se afastou de um bom exemplo - vitória do diabo.

O diabo decidiu que a mulher não poderia ficar com o dinheiro que economizava no trambique do INSS. Todos os dias, quando ela se olhava no espelho, o diabo dizia:
- você é linda, mas tem que se cuidar.
- Você pode ficar mais linda e as outras vão morrer de inveja.
- Se você se cuidar, vai ficar poderosa.

Todos os dias ela escutava palavras de incentivo do diabo para que ficasse cada vez mais orgulhosa e vaidosa. O que ele queria é que ela ficasse insatisfeita com o que era e desejasse ser diferente. Assim que ela conseguia o objetivo desejado, o diabo tratava de aumentá-lo. Era insatisfação na certa.

O dinheiro economizado maldosamente passou a ser gasto na vaidade. Porém, ela nunca ficava satisfeita, porque o diabo sempre trazia algo novo: um objetivo novo, um tratamento novo ou a comparava a outra pessoa. Vendo a insatisfação da mulher, o diabo ficava feliz.

O diabo até a incentivava a fazer um pouco de caridade - para ela ter com o que se iludir, disse o pastor. Ela tirava dos outros cem e dava cinco para a caridade. Era assim que ela se iludia e continuava a tirar os 100.

No trabalho, ela não era humilde e nem se dedicava com disciplina. Suas atitudes a levaram a ser cada vez mais invejosa, sem ânimo, desejando o fim do dia, comentando a vida dos outros. No final do dia estava cansada, frustrada e estressada. O diabo feliz, sentava na cama do casal para assistir o distanciamento entre os dois e as palavras nada afetuosas que trocavam.

A mulher estava se tornando a rainha do stress. 

Até no sono o diabo influía. Ele é incansável! Influía nos sonhos, na qualidade do sono e, principalmente, velava para que a consciência de Deus (que continuava a gritar dentro dela) fosse desprezada.

À noite, diz o pastor, é um momento de muita atenção do diabo. Com a mente aquietada, os gritos de Deus são mais facilmente ouvidos. Por isto, o diabo gosta que as pessoas bebam, fiquem até dormir na frente da tv, se envolvam com inutilidades no computador, etc.

A mulher, em pouco tempo, não tinha mais o dinheiro que malandramente usurpou, não tinha a paz de espírito, estava longe de Deus, insatisfeita, com menos progresso na vida e a vida familiar estava bem pior.

O diabo dominava sua vida. Agora, até podia dar alguns ganhos para ela. Sim, disse o pastor, o diabo pode dar muitas coisas para as pessoas. Ele também tem poder, e gosta que seus dominados também consigam coisas, pois é assim que os mantém amarrados e doutrinados".
Comentário: 

"O diabo" e "Deus" moram dentro de cada um. Quando são feitas escolhas ruins, existem partes dentro da mente que se "rebelam". Todo ser humano é multifacetado e todas as suas atitudes geram reação dentro da própria mente. Ao prejudicar uma pessoa: partes da mente que estão ligadas à moral reagem e desta reação podem surgir desejos de autopunição, baixa autoestima, falta de energia e muitas outras consequências.

Outro fator importante é a lei de causa e efeito: se uma pessoa não é disciplinada, não tem boa vontade, não é capaz de tolerar a frustração e seus objetivos são desviados do que é mais importante, a chance de ser bem sucedida é muito menor. Lembro de uma mocinha que ao invés de estudar, juntou dinheiro para aumentar o seio. Com este tipo de escolha é pouco provável que ela seja bem sucedida. É a Lei de causa e efeito em ação.

Boas escolhas ajudam a ter boas iniciativas e boas atitudes, e tendem gerar mais benefícios.

Más escolhas e más tendências tendem a gerar resultados piores - esta é uma das formas mais comuns das pessoas se boicotarem na vida.

A mulher não desenvolveu o autocontrole de sua ganância, por isto não pagou o INSS da empregada. Com menos autocontrole, ficou mais difícil controlar gastos e estabelecer limites para seus interesses.

Primeiro a pessoa cultiva o que é negativo em um momento da vida.

Segundo, este mesmo negativo estará presente em outros momentos da vida, mesmo que ela não o queira.

Ela fortaleceu o negativo e, sendo forte, ele domina parte da vida da pessoa. Neste exemplo, a falta de autocontrole sobre a ganância.

Pense simples: uma pessoa não tem autocontrole alimentar. Ela se alimenta errado e gradualmente vai ficando obesa. Fica insatisfeita com sua obesidade, mas não consegue voltar a ser "magra". Além da insatisfação, ela desenvolve alguns problemas de saúde, como a diabetes. Ela tem que se cuidar, tem mais trabalho para tentar ficar menos doente. A origem de tudo: a falta de autocontrole. Nesta situação, uma negatividade gera outra negatividade.

É desta forma que a vida funciona. Uma negatividade torna mais fácil surgir outra negatividade. Uma positividade torna mais fácil surgir outra positividade. (Para entender melhor este conceito sugiro que estude o conceito de completude, clique aqui)




Para refletir:

É ilusão achar que sua vida está estagnada.
Tudo sempre se transforma e se sua vida está estagnada é porque você está fortalecendo tudo o que impede sua transformação pessoal.
O nome disto é autoboicote.
Lembre-se: fugir das dificuldades significa reforçar erros e alimentar fraquezas.


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis





Acompanhe o site Psicologia Racional no Facebook.

Clique em "Curtir Página"





Leia também:

O primeiro passo para mudar a realidade é mudar você mesmo

Tentar ser o que não se é gera neurose, depressão e aumenta a baixa autoestima

Frases para esquecer e não acreditar (para não diminuir seu prazer)

Mudar a vida é renascer para a vida

Regras simples para diminuir o stress

Evolução é caminhar do complexo para o simples e do difícil para o fácil

Pense diferente e mantenha o bom humor

A paixão se transformando em amor

Pablo Neruda, o poeta, explica os dois caminhos da vida e do amor

Cérebro e amor: o corpo planejado para ajudar a evolução do espírito





Pare e reflita:

O que acontece dentro do cérebro de uma pessoa que veste uma roupa de grife falsificada? A mente dela sabe que é mentira, ao mesmo tempo ela precisa dar vazão à sua necessidade de vaidade e de busca de autoestima positiva. É lógico que o resultado não é bom. É muito difícil reforçar a autoestima com uma mentira/enganação. O resultado é cansaço mental, angústia, vazio existencial, etc. Ao mesmo tempo aparece o prazer derivado da vaidade - a vida falsa tem pelo menos a recompensa de sustentar a vaidade.

A simplicidade é muito importante por um motivo todo especial: facilita a ação. A simulação mental é quase sempre complicada e desgastante.

E o pior: é quase sempre contaminada pela mentira - autoengano e autoboicote.

A vida que poderia ser de realizações positivas e nobres, passa a ser de simulações mentais e pouca ação verdadeira e significativa.

Construa uma vida baseada na verdade, este é o caminho mais simples e eficiente.

Regis Mesquita

Vídeo: Aprenda a alcançar a felicidade seguindo o exemplo de vida de Chico Xavier  http://youtu.be/UA6CmabUmAE






















Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...