domingo, 24 de julho de 2011

Estratégias para levar uma Vida Simples e aumentar seu tempo livre. Estas dicas vão aumentar seu prazer com a vida.




Seja grato pelo que tem enquanto trabalha pelo que você quer.




Por Regis Mesquita


Os chineses dizem que existe o tempo da expansão e o tempo da retração. O tempo da expansão é o tempo da criatividade, da inovação, das metas, do trabalho extra. O tempo da retração é o tempo do descanso, da parada, da manutenção do básico, do tempo "para si".

Portanto, o tempo livre é o tempo da retração e do tempo para si. Traduzindo: é o tempo da vocação, o tempo da realização do que há em seu interior, o tempo de CULTIVAR O QUE JÁ SOU E USUFRUIR DO QUE JÁ TENHO.


Preste bem atenção: cultivar o que já sou e usufruir o que já tenho. Este deve ser o mantra de grande parte da população. Por exemplo: um conhecido queria ter uma banheira de hidromassagem em casa. Trabalhou, juntou dinheiro, reformou o banheiro para ter a banheira de hidromassagem. Mas, quase nunca entra na tal banheira. Agora já está "perdido" em outros desejos -  e a banheira abandonada. Ele não usufrui o que tem, vive pulando de desejo em desejo.




Explicarei abaixo como cultivar o que já sou e usufruir o que já tenho.

Uma mulher diz: "perdi a minha libido por que olho para meu corpo e não gosto do que vejo". Ela está com vários quilos a mais do que gostaria. Sente vergonha, baixa autoestima, desgosto. Perder a libido também é uma forma de autopunição. O coitado do marido quer transar com ela e ela evitando. O que fazer?

A gordura gerou sentimentos negativos, que tirou o tesão, que a afastou do marido; o que gera conflitos no casal. Mais desgosto, mais insatisfação, mais autopunição. PORTANTO, MAIS TRABALHO.

Ela treinou a mente para ser uma agregadora de necessidades e pensamentos (agregação: para ter libido tenho que ter o peso certo). Acha isto normal. Não é normal, apenas sintoma de imaturidade e da mente reativa.

Aí é que entra a Vida Simples (a mente neutra, para os mais espiritualizados).

O PASSO UM um é: não acredite na sua mente. Sua mente está cheia de "neuroses". É por isto que alguns quilos a mais gera uma crise matrimonial - coisa de louco, não é?

Clique Aqui
A mente da paciente diz: para poder transar com meu marido tenho que estar mais magra, mais isto, mais aquilo. Uma complicação! Para transar ela tem que aceitar dar e receber carinho. No mínimo, transar para servir ao marido. O marido está satisfeito com o corpo da esposa, está pronto para desfrutar do corpo dela e lhe dar prazer. Mas, a complicadinha acha que não vale a opinião do homem que ela ama. Muito mais "sábia" é sua neurose.

PASSO DOIS: se recuse a fazer o que sua mente complicada manda fazer. No caso da paciente - jamais emagreça para transar. Transe, foque no prazer, se entregue, beije, chupe, faça tudo de bom. Dissocie sexo e peso, separe-os na sua mente. Só então, quando você aprender a dissociar, emagreça. O segredo é o FOCO - foque o Fator Mínimo. Ou seja, simplifique seus objetivos para aquilo que é realmente essencial. Você não pode continuar a ser "escravo" de sua mente.

PASSO TRÊS: aprenda a se privar. você já aprendeu que sua mente cria várias conexões mentais (agregações) que são pura perda de energia, tempo e dinheiro. Chegou a hora de se privar das coisas. Isto mesmo! Tem que sobrar tempo, dinheiro e energia para o que é essencial. O que é essencial deve ser INTENSIFICADO.

90% das pessoas não desenvolvem suas vocações porque estão ocupados demais com o que não é essencial. Um exemplo: fiz uma consultoria com um profissional insatisfeito. O sujeito adorava tirar fotos da natureza. Por falta de tempo e dinheiro, ele não se aperfeiçoou e nem foi na natureza fotografá-la. Afinal, ele tinha que sustentar um condomínio de R$2.200,00, além de um carro de mais de 130 mil reais. A mente dele dizia que precisava destas coisas e ele, como um escravo, fazia o que ela mandava.

A mente gerou complicação e ele, bom escravo, obedecia. Ao desacreditar na sua mente, ele se privou: mudou de apartamento, mudou de carro, mudou outras coisas. Bingo! Agora ele tinha tempo e dinheiro. Algumas coisas servem apenas para a gente ficar se autoafirmando e complicando.




Clique Aqui


PASSO QUATRO: seja o maluco da parceria. A vida está cheia de facilidades que complicam a vida. Uma das maiores facilidades chama-se autonomia. Quero minha casa, meu carro, meu isto, meu aquilo, mais isto, mais aquilo e por aí vai. É desta forma que tentamos fazer tudo sozinhos. São dez pessoas fazendo dez vezes as mesmas coisas. Algum tempo atrás visitei uma comunidade alternativa. Poucas vezes vi pessoas com tanto tempo livre e que faziam tanta coisa. O segredo da produtividade? Coletividade e parceria.

Um exemplo interessante surgiu em um grupo de estudos espiritualista cujos membros moravam distantes e pouco se viam. Eles alugaram alguns apartamentos no mesmo prédio, pois descobriram que a proximidade facilita a parceria. Boa parte dos esforços foram divididos, sobrando mais tempo, dinheiro e energia para lerem, meditarem e fazerem os exercícios espirituais. Além, é claro, do aumento de algo absolutamente necessário para o bem estar: convivência social fraterna.

Concluindo: egoísmo, individualismo e isolamento andam juntos. Tudo fica mais difícil e complicado. Falta de tempo é sinal de muitos desejos e de vida complexa. Por isto, opte pela vida simples: a vida rica em sabedoria e repleta de tempo para realizar o que é realmente importante na sua vida.


PS: Para entender melhor a Mente Reativa e a Mente Neutra: leia os textos do blog Caminho Nobre


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis




Curta agora a página Psicologia Racional no Facebook


Clique em "Curtir Página"






Leia também:

A contaminação do corpo humano por produtos químicos

Você prefere ser cego ou obeso?

Pense diferente e mantenha o bom humor

É melhor ser ovelha negra ou ser ovelha branca?

Aceitação: tempo para aprender com as situações da vida

Viciados em negativismo: o caso do ar condicionado quebrado do aeroporto

Oferecer pouco, uma das piores faces da cultura brasileira

Livros do autor Regis Mesquita





Não sofra por coisas imaginárias. Pare de fantasiar o que gera brigas e tristezas.













Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...