quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Filhos inseguros, mães inseguras: um bom caminho para uma péssima educação









Se você é mãe e ama seus filhos, preste atenção nesta historinha abaixo.

Pergunta: Minha filha tem 4 anos e é muito colada em mim. Não vou nem mesmo à uma consulta médica. Como devo fazer?

Resposta: F., parece que quem manda é sua filha. Não tenha receio de fazê-la sofrer, quando for necessário para a educação dela. Caso contrário, você criará uma pessoa egoísta, insegura, insatisfeita, bloqueada emocionalmente. Você quer este futuro para sua filha? Acho que não.

Com carinho, explicando a lógica da vida, avise-a que terá que se ausentar para ir ao médico. Diga que ela pode ficar sem você por algumas horas, e que caberá a ela escolher se ficará feliz ou triste (esta é a única decisão da criança: ficar feliz ou triste na sua ausência).

Quando chegar a hora, vá ao médico. Fique feliz por finalmente estar dando uma oportunidade para a sua filha ter uma vida melhor.

O sofrimento fará parte da criação desta vida equilibrada e sensata.

É impressionante como mães dedicadas possuem tanta dificuldade de entenderem que para serem boas mães elas devem frustrar, privar e fazer seus filhos sofrerem. Só assim se educa, estimula bons hábitos, permite o amadurecimento e a independência das crianças.

Privar sua filha da sua presença gerará sofrimento nela. O amor que educa, não terá dúvidas em fazê-la sofrer. Faça isto por amor, para criar uma filha cidadã, autônoma, capaz de enfrentar as dificuldades da vida.

A privação, o sofrimento e a frustração que você gerará será a medida do seu amor. Você não agirá com raiva, e sim com amor. O mais belo amor.

Clique Aqui
Hoje você tem o sentimento de amor, mas não tem a atitude de amor.

Filhos servem para isto: para estimular os pais a crescerem e desenvolverem. Filhos tornam os pais melhores, quando os pais seguem em um bom caminho.

Portanto, é hora de você usar sua força interior para amadurecer e deixar sua filha amadurecer também. Uma vida melhor para vocês surgirá. Faça isso, a força do amor irá facilitar.

Lembre: se adiar sua mudança de atitude, as situação ficará mais complicada.

Espero ter ajudado.



Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis



Agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.





Clique em "Curtir Página" para curtir nossa página






Para refletir:


A relação entre mãe e filha deve durar para sempre. Se for boa, haverá menos desencontros e menos sofrimentos. 

A condição básica para que este vínculo evolua com satisfação é que as duas amadureçam e desenvolvam o potencial positivo que existe.

Se ficarem presas em suas imaturidades haverá muita dor e desencontros que geraram rancor, desgosto e muitas outras negatividades.

Portanto, a dor do crescimento é a dor mais útil e menos intensa que existe. As outras opções são piores.


Regis Mesquita

Reflexão originalmente postada na página NASCER VÁRIAS VEZES do Facebook








Leia também:




Mãe insegura tem medo de não fazer o dever bem feito na educação dos filhos. Insegurança.










Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.



4 comentários:

  1. OLA,ESTOU COM UM PROBLEMA EM CASA QUE A 3a4ANOS ESTA ME TIRANDO DO SERIO.TENHO UM FILHO DE 10 ANOS,ELE E O PAI COMEÇAM BRINCANDO DE SOQUINHO,LUTINHAS BRINCADEIRAS DE HOMENS,DERREPENTE A COISA COMEÇA A FICAR SERIA UMA QUEDA DE BRAÇO HORRIVEL E DERREPENTE AQUELA BRIGA ENTRE OS DOIS .TENTO CONTROLA-LOS MAS FICA DIFICIL DEPOIS OS ANIMOS VAO SE ACALMANDO E DERREPENTE TUDO FICA NA PAZ ENTRE OS DOIS ,POIS OS DOIS NAO VIVE UM SEM O OUTRO SE AMAM DEMAIS.EU EU NAO SEI OQUE FAZER COMO AGIR O MEU FILHO JA PEGOU AS FORÇAS DO PAI OS DOIS SE COMPORTA COMO SE FOSSEM DOIS IRMAOS DE 10anos OQUE VOCE ACHA DISSO E OQUE EU FAÇO.PRECISO DE UMA ORIENTAÇAO URGENTE ME AJUDE.

    ResponderExcluir
  2. afaste os móveis, dê bastante espaço a eles e vá ler um livro.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de receber estas mensagens no meu watsapp

    ResponderExcluir
  4. Regis Mesquita, o texto fala a verdade. Eu sei mas não consigo mudar. Eu sofri muito com meu pai e minha mãe e não quero que minha filha sofra. O texto me mostrou que não sou a única que sofre com isto. Graças a Deus. Tirou um peso enorme das minhas costas. Só por isto já valeu a pena. Você é forte mas as pessoas não são fortes como você. Queria alguém que entendesse minha fraqueza, que me consolasse e olhasse para mim com ternura. Acho que nunca vou ter isto.
    Regis eu aprendi com você a agradecer. Você me ajudou muito, mas eu não sei o que fazer para superar meus medos.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...