quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Aprenda a usar o ato sexual para revitalizar sua mente e seu corpo




Sexo permite revitalizar a mente e o corpo






Quem quer ter uma vida mais sexual mais ativa deverá valorizar o contato físico, o carinho, a conversa a dois, a atenção no parceiro, o envolvimento. Te garanto que é muito melhor assim.

Tudo começa com uma decisão simples: do que vou abrir mão nesta noite?

Isto significa: desligue a tv, largue o computador, desligue a mente, se desapegue de máscaras sociais. Gaste tempo curtindo quem você escolheu, preste atenção no parceiro, olhe, se dedique a ele (nada dá mais tesão do que a dedicação), brinque, tenha contato físico.

Sua mente vai descansar, sua alma vai se "expandir", você vai relaxar, e o produto final é um bom sexo.

Ou seja, quem prioriza o parceiro nos momentos anteriores ao sexo, faz um sexo melhor.

O pós-sexo também tende a ser melhor.

Qual o tempo que a pessoa fica no pós-orgasmo? Esta é uma boa medida do grau de envolvimento e entrega na atividade sexual.

Se a mente desligar, se o CORPO se entregar às convulsões orgásticas, é possível ficar por horas neste estado pós-orgasmo.

A maior parte das pessoas, por falta de orientação e treino, fica alguns poucos minutos no pós orgasmo. E perdem uma das maiores fontes de revitalização que Deus nos ofertou em sua bondade.

O ato sexual foi planejado para durar horas, no antes, durante e depois.

Começa com a convivência e a atenção no outro, depois entra a intimidade e o "desarme", então vem o ato sexual em si.

Termina com o pós-orgasmo, que também faz parte do ato sexual.

A função, como disse anteriormente, é revitalizar o corpo e mente.

O ato sexual deve ser um contraponto para vida cotidiana dos casais.

O mais comum é ficar desligado do presente e ligado à algum meios eletrônico (computador, televisão, etc).

O resultado prático desta decisão é menos contato físico entre o casal. Menos carinho, menos toque, menos troca de olhar.

O contato físico é fundamental para que o corpo tenha horas de preparo para o ato sexual.

Por isto, o casal deve se acostumar a desligar de tudo e se envolverem. Através de diálogo, contato, atenção. NAMORAR.

Estar juntos, um entregue ao outro.

Em paz, tranquilo, ficando apenas em estar juntos - afinal, um escolheu o outro para ser sua companhia.




Este processo de desligamento do ritmo do dia-a-dia é que permite o surgimento de a atenção focada no parceiro.

Esta atenção focada gera reações psíquicas poderosíssimas: sentimento de ser aceito e ser importante.

É o oposto do stress: é o desarme de cada parte do corpo que sente paz e sente-se valorizado.

O corpo lentamente se prepara para o ato sexual.

Quando, enfim, acontecer o sexo, será entre pessoas que cultivaram a proximidade e, por isto, estão com a mente e o corpo mais bem preparados para dar INTENSIDADE a este ato.

Todo este progressivo esvaziamento mental, relaxamento corporal e cultivo de sentimentos e sensações nobres são poderosos afrodisíacos capazes de gerar um estado mental que pode durar horas.

Aproveitar as oportunidades que a natureza nos oferece é um ato de sabedoria.

Qualidade de vida é aproveitar o que existe no presente e que é bom, nobre e satisfatório.


Autor: Regis Mesquita
@mesquitaregis




Atenção: 

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita existe um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.

É simples! É rápido! É fácil!











Notícias do site Psicologia Racional no Facebook. Curta a página
https://www.facebook.com/apsicologiaracional/





Leia também:



Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...