quarta-feira, 28 de setembro de 2011

A importância dos ateus para tornar a humanidade um ambiente melhor para se viver. Sem discriminação contra ateus.



Os dez mandamentos dos ateus





Amigos do site Psicologia Racional,

Em uma parcela dos países do mundo (principalmente os mais desenvolvidos) está acontecendo um expressivo aumento do número de ateus. São pessoas que fazem o bem, são justas e dedicadas, sem crer na ideia de um Deus.

Existem muitos preconceitos contra elas. Muitos acreditam que os ateus são pessoas más, sem limites. Não é verdade, a própria realidade mostra isto.

Países como Holanda, França, Suécia possuem mais de 30% da população ateia. São países desenvolvidos e civilizados. São países com justiça razoável e com grande respeito aos direitos humanos. Aliás, estes países são bons exemplos para o Brasil.

Abaixo reproduzo uma reportagem que saiu na revista Galileu. Espero que sirva de alerta para os preconceituosos.

Após o texto, faço alguns comentários sobre este fenômeno e o desenvolvimento da espiritualidade.



Filósofo imita estrutura do livro sagrado em guia para ateus

O professor de filosofia da Universidade de Londres A. C. Grayling lançou o livro The Good Book:  A Secular Bibie (O Livro Bom:  Uma Bíblia Secular, ainda sem edição no Brasil), uma espécie de guia para ateus. Ao lado do cientista Richard Dawkins e do escritor Christopher Hitchens, Grayling, 62 anos, é um dos expoentes do chamado Novo Ateísmo, que milita pelo abandono de religiões e superstições.
 
Assim como na Bíblia cristã, a obra de Grayling começa no Gênesis e segue para Lamentações e Provérbios, tudo organizado em capítulos e versos. "A estrutura bíblica é convidativa e acessível. O leitor pode escolher trechos ou seções para ler separadamente", diz o autor.

Porém, nas 608 páginas da obra de Grayling não há sequer uma menção à palavra "Deus" ou qualquer outra referência divina, mas sim citações e conceitos de grandes pensadores como Aristóteles, Isaac Newton e, não podia faltar, Charles Darwin.

O autor acredita que há pensamentos profundos e sérios sobre o bem nas grandes tradições não-religiosas que seriam mais humanos e vivíveis — sem estar sob o comando de uma autoridade. Antevendo críticas, Grayling já declara: "Quase tudo escrito em meu livro vem de grandes mentes do passado. Quem atacá-lo automaticamente atacará Cícero, Confúcio e por aí vai”.

(Fonte: Revista Galileu)



Comentário: os ateus prestam um grande serviço para a evolução da humanidade. Estão ajudando a quebrar mitos. O primeiro dos mitos quebrados é: "sem religião o ser humano perde o sentido da vida e se torna uma pessoa não ética". Deus foi sábio e organizou Sua Obra de forma a criar mecanismos internos de autocontrole. Desta forma, não precisamos de ameaças e repressões para sermos pessoas boas. Ao contrário, a evolução espiritual sempre é acompanhada pela superação dos bloqueios e repressões.

Segundo: a espiritualidade é um fenômeno que em maior ou menor grau emana do interior de cada ser humano. A organização humana chamada religião é um fenômeno histórico que muda com o tempo. Tanto é que existem milhares de religiões e a espiritualidade é uma só. Os ateus ajudam a quebrar crenças e crendices criadas e propagadas pelas religiões, que nada tem a ver com a espiritualidade.

Terceiro: os ateus ajudam a quebrar e a denunciar a sede de poder que sempre acompanha as estruturas religiosas, ontem, hoje e sempre. Grande parte das guerras foram guerras religiosas  e em TODAS as guerras existiram religiosos abençoando a mortandade.  Religião e poder são praticamente indivisíveis.

Por outro lado, a Bíblia do professor parte de uma premissa completamente errada. O filósofo, quando expressa uma verdade, expressa a verdade e as leis que Deus organizou. Talvez não use a palavra Deus, mas esta palavra também é invenção humana.

Não uso o termo criou, mas o termo organizou. A criação passa uma ideia de algo estático, sabemos que a vida é constituída de movimento incessante. Deus organizou o(s) universo(s) para transformar continuamente. Somos pequenas parcelas desta transformação. Não somos o centro da “criação” divina, somos apenas seres que podem usufruir desta organização; daí a necessidade de gratidão.

Voltando à importância dos ateus - existe alguma diferença entre a gratidão de um ateu e de um religioso? Não, lógico que não.

A gratidão mostra algo importante: a pessoa precisa desenvolver a gratidão (que é parte da espiritualidade), mas não precisa ser religiosa. Deus adora pessoas gratas, sejam religiosas ou não.

Em outras palavras: pare com seu preconceito, pois ele te leva ao erro e ao cultivo de pensamentos negativos.

Autor: Regis Mesquita


 Acompanhe o site Psicologia Racional no Facebook.

Clique em "Curtir Página"



Democracia ajuda a superar preconceitos contra os ateus



Leia também:













PS: agradeço às pessoas que acompanham o site Psicologia Racional, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do blog é fundamental. Obrigado!



Quem vive para te julgar nunca vai pagar suas contas. Sem da opinião dos outros





4 comentários:

  1. Meu único mandamento, mantra, cântico, etc.,
    "Amar e não matar tudo que sente dor"

    ResponderExcluir
  2. Desde muito pequena ja era ateia, sofri muito por isso, apanhei muito, e ate nomes orriveis ouvia a meu respeito. Enfim cresci, superei tudo isso, pois sendo ateia entendia a ignorancia dos adultos. E hoje entendo que estava certa.

    ResponderExcluir
  3. eu confesso que suo uma pessoa temente a Deus e ao ler e enteder o texo da matéria agui explixida realmente conseguir entender o que e o porque das coisas existente no universo,,

    ResponderExcluir
  4. Não precisamos de mandamentos, ja tratamos ateu como religião! temos um conceito de moral e ética bem formados, apartir do momento que negamos qualquer divindade e , negamos que iremos para o "céu", aprendemos a dar mais valor a vida que é so uma. Por isso um Ateu tem uma noção mais ampla de justiça pois está analisando de fora das influencias religiosas. Todas religioes sao preconceituosas, inclusive preconceituosas com as outras.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...