quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Pessoas que complicam a vida e ficam eternamente insatisfeitas. Dicas para você descomplicar sua vida. Crie relacionamentos saudáveis.




O amor precisa de duas coisas: ele tem que ser enraizado na liberdade. E ele tem que conhecer a arte da confiança. Osho Casamento




Observe esta frase:  "para ajudar os outros, primeiro você tem que estar bem". Observe a complicação: eu te ajudo, mas antes tenho que ficar bem (cria-se condicionantes que limitam a ação). Este é uma das crenças que geram vidas complicadas, complexas e com pouca satisfação.

A vida boa deve ser simples. Para ser infeliz é só criar condicionantes.

A lei da vida diz: se você ajudar o próximo, será mais fácil se ajudar. Uma lei simples: tenha atitude, dinamismo, boa vontade e tudo isto refletirá em sua vida.

Se preferir: "faça e receberá". Repare que não tem nada de condicionantes.

Criar condicionantes é uma forma de complicar a vida e paralisar a pessoa. Resultado: insatisfação, vergonha, ansiedade, etc.

Esta pesquisa que me enviaram por email diz tudo:

- "29% das mulheres britânicas consideram estar muito acima do peso para fazer sexo. (fonte: Sex in The Nation)

- Das 29% que disseram evitar fazer sexo por estarem acima do peso, 23% afirma que é porque têm vergonha de suas gordurinhas que ficam “balançando”.


- 13% disseram que só “namoram” com as luzes apagadas, por vergonha de estarem nuas.

- uma em cada dez mulheres gostaria de ser mais “aventureira” na cama, mas não o fazem por vergonha de algumas partes de seu corpo".


A mulher pensa: para transar tenho que ter o corpo assim e assim. Tenho que ter tal peso, meu seio tem que de tal forma...

Complicam demais a vida. Ficam insatisfeitas com o peso, ficam insatisfeita com a vida sexual, ficam insatisfeitas com medo do parceiro não lhes desejar, ficam insatisfeitas com medo deles desistirem delas por não fazerem sexo. Talvez até evitem ter algum amor, com medo das intimidades.






Se sairmos do reino da insatisfação, podemos entrar no reino da vergonha e da baixa autoestima; os dois estarão em alta. Tudo isto junto gera paralisação. A pessoa não consegue agir, não resolve os problemas e é ineficiente.

Solução: na vida deve-se adotar a simplicidade, o que é chamado de fator mínimo. O fator mínimo serve para te ajudar a descomplicar a vida. Comece identificando o fator mínimo de cada situação. Ou seja, aquilo que é a essência de cada situação, aquilo que dá sentido, que é o principal.

O fator mínimo da educação é prestar atenção para aprender. Isto jamais pode faltar, pois sem isto ir à escola perde o sentido. Cada situação possui seu fator mínimo ( saiba mais aqui ), e é ele que devemos usar para direcionar nossas decisões e ações.

Descomplicar! Descomplicar para ser mais eficiente e mais satisfeito.

A pessoa pode pensar: mesmo sendo gorda vou ser ótima na cama.

Se a mulher não pensa assim, saiba que é desta forma que o homem pensa. Por isto ele lida muito melhor com a barriga que a mulher.

Outra forma que homem pensa: "sou barrigudo, mas não sou brocha". Ou seja, ele vai se esforçar para ter e dar prazer, nem que seja como forma de autoafirmação. Seria muito bom se as mulheres pensassem assim: "vou triturar meu namorado hoje a noite. Ele que me aguarde". Te garanto que o namorado ia adorar.

Ou seja, o fator mínimo do ato sexual é o envolvimento na atividade, a interação e o compartilhamento de emoções.

Mais do que o peso, é o não envolvimento que torna o ato sexual pouco satisfatório.

Tanto homem, como mulher podem e devem se entregar e se esforçar para gerar um ato sexual que seja satisfatório e que dure tempo suficiente para permitir com que os dois cheguem a um estado alterado de consciência deslumbrante que pode ou não acompanhar o orgasmo.

Com simplicidade é muito mais fácil atingir este objetivo. E isto independe do peso, idade, compromisso afetivo, etc.

Fora disso é se paralisar na insatisfação, acrescentando condicionantes na vida.


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis



Acompanhe a página Psicologia Racional no Facebook

Clique em "Curtir Página"


Dica: 

Na coluna da esquerda, clicando no marcador "casal" abrirão dezenas de textos sobre este tema. Escolha o que prefere e boa leitura.



Não permito que a vergonha me faça maltratar a mim mesma.




Para refletir:


Quem mais te maltrata: você mesmo.
Quem mais te boicota: você mesmo.
Nenhuma outra pessoa será capaz de te judiar da forma como você se judia.
Você tem vergonha de você mesmo. 
Tem pouca confiança em si.
Porque tamanha falta de consideração para consigo mesmo?
É chegada a hora de mudar.
Exija eficiência de você, mas saiba dar risada quando não conseguir.
Quem é tratado com carinho e atenção cresce mais e supera mais obstáculos,
Se perdoe por todas as burradas que já deu na vida. 
E tenha firme determinação de ser cada dia melhor e mais disposto à ajudar.
Como diz o ditado: "viva leve, porque flutuando você chega mais rápido ao seu objetivo".

Regis Mesquita


Dica de mentalização:

Meu tempo é precioso e eu quero me oferecer o que há de melhor


Entenda o que são as mentalizações:



Leia Também:












Desapegue-se da segurança; escolha onde e como ousar. Experiências diferentes, aprendizados diferentes.
Centenas de imagens como esta acima 
para você compartilhar: clique aqui.



Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.




4 comentários:

  1. Post maravilhoso!
    Aumentou a minha auto-estima!
    Parabéns, continue sempre assim!
    B. Cristine

    ResponderExcluir
  2. Não concordo com esta matéria, porque explicar assim é fácil, difícil é viver com a insatisfação com o próprio corpo, quem é complexado e não ter o corpo como gostaria de ter, pode até deixar de fazer sexo por vergonha do corpo e insegurança. Não imaginam a angústia que sente alguém assim. Ser uma escrava do corpo e se frustrar por não conseguir fazer sexo com o parceiro. Então é bom sempre nos colocarmos no lugar do outro, e não tentar explicar algo que não entende.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada anônima,
      você se diz escrava do corpo e relata muito sofrimento. O melhor é buscar a superação do seu problema através de uma terapia.
      Você pode ter uma vida melhor, acredite nisto.

      Excluir
  3. Li este texto na hora certa. Comecei a engordar e ter vergonha do meu corpo e me afastar do meu marido. Me ajudou muito as dicas que li aqui. Vou mandar o link para minhas amigas.
    Eliane

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...