sábado, 12 de novembro de 2011

Louca de amor, ela resolveu ousar




Ousadia, ousar, assumir riscos para poder amar intensamente. Ame muito e não se autodestrua





Julia era uma moça meio entediada, meio recatada.

Filha de uma família super-hiper-crítica, ela não ousava sorrir.

Mas, um dia ela se apaixonou de verdade.

Louca de amor, resolveu ousar.

Queria ser amada, queria sorrir, brilhar.
Ela saiu e foi até uma loja onde comprou o vestido mais lindo que encontrou.

A noite era especial, veria seu amor e queria estar linda.

Educada, trabalhadora, determinada e ainda ...linda.

Cheia de ternura por si, como nunca havia sentido, cuidou de sua aparência.

Queria mostrar o melhor de si.

O amor lhe dava coragem.

E então, linda como uma borboleta em plena primavera, ela deixou seu quarto e entrou na sala de sua casa.

Sua mãe fechou a cara, seu pai mostrou raiva, mas foi seu irmão quem disse:

“você está querendo aparecer? É melhor dependurar uma melancia no pescoço”.


A graça foi embora,

A alegria murchou,

O amor foi esquecido,

E tudo voltou ao que era antes:

Angústia, insegurança e ausência do sorriso tomaram conta do coração dela.

Sua roupa continuou bela, mas sua alma perdeu o brilho.
Ser livre não é fácil, ser o melhor que somos exige coragem.

É por isto que as pessoas preferem uma vida medíocre. Tudo médio, mais ou menos.

Ser o melhor que somos e revelar o que temos de mais belo exige treino e perseverança.

Dói no começo, mas os grandes aprendizados começam por aí.

As pessoas medíocres guardam seu tesouro no fundo da terra, bem protegidos.

Os sábios usam seu tesouro, compartilham e usufruem.

E o tesouro é: o melhor que somos.

É onde mais nos dói a crítica e o descaso dos outros.

Mas, Deus fez tudo certo: este aprendizado de se revelar gera desapego e desidentificação.

A moça tinha que entender que quem quer brilhar de amor tem que aparecer, tem que se mostrar e revelar sua verdade.

Ela deveria dizer: "sim, eu quero aparecer. Quero estar linda e conquistar quem eu quero."

Ela não precisa ser sempre assim - querer aparecer o tempo todo é ruim. Aparecer em alguns momentos é muito importante.

Torne-se forte, mostrando o que há de melhor em você. Este é o caminho dos sábios. É o caminho que te permite viver a vida intensamente. Haverá mais críticas à você; mas os ganhos serão imensamente maiores.

Lembre-se: só vale a pena aparecer se você mostrar e desenvolver o melhor que há em você.

Cuide bem de você. Se dê carinho e lute pelos seus objetivos.


PS: O respeito começa quando existe a escolha de não aumentar o sofrimento de ninguém. Livro Nascer Várias Vezes 



Autor: Regis Mesquita



Acompanhe o site Psicologia Racional no Facebook. 


Clique em "Curtir Página" 




Leia também:








O respeito começa quando existe a escolha de não aumentar o sofrimento de ninguém.



Centenas de imagens como estas deste texto acima para você compartilhar.
Clique aqui (Facebook) ou aqui (Pinterest)




Atenção: 

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.

É simples! É rápido! É fácil!









PS: agradeço às pessoas que acompanham o site Psicologia Racional, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do site é fundamental.

Obrigado!




Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.


2 comentários:

  1. Eu já conhecia esta história, mas gostei muito de ler...

    ResponderExcluir
  2. O pior é que realmente acontece muito isso.
    A humanidade deveria ser extinta.
    Esse lixo de sociedade.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...