sábado, 31 de março de 2012

Os desejos tornam sua vida pior e mais complicada. Pare de se destruir e tenha uma vida melhor. Os males da autodestruição.






Regis Mesquita




Como surgem os distúrbios de percepção (por exemplo, se ver diferente do que se é no espelho)?

Há um processo de negação e/ou desvalorização da própria potencialidade e da sua realidade.

A mente da própria pessoa trabalha para lhe massacrar, transformando em negativo o que existe em você mesmo.

Ao mesmo tempo idealiza o que existe fora.

Sua mente cria mal estar, vergonha, desprezo e angústia. Ela não para de desejar ser diferente.

Se sua própria mente lhe massacra, onde buscar paz, satisfação e prazer?

Fora de si mesmo, copiando modelos externos.

Exemplo: "se eu sigo a moda, me visto como todos os outros, assim me sinto mais seguro. E mais aliviado, pois o que sou fica bem escondido dos outros".

Acontece que a mente continua a negativizar e pressionar. Algumas pessoas adoecem de depressão. Outras vivem cansadas e pouco motivadas. É difícil ser feliz com a mente nos destruindo.

Qual a solução mais simples e viável?

Ser você RADICALMENTE, e usufruir de tudo que você é e possui.



Você pode criticar, mas ela está feliz.


O que "você é" é o que e onde pode usufruir. É necessário ter ousadia para ser você mesmo, pois é necessário que você se mostre, se revele.

Seja intenso! Seja radicalmente verdadeiro! O que "você é" é o bastante para viver bem. Aos poucos, com intensidade e escolhas nobres você vai se aperfeiçoando.

Use tudo de bom que você tem. Use seu amor, seu carinho, sua bondade, seu servir, sua eficiência, sua disposição, sua compaixão, sua sexualidade, etc. É a hora da ação.

Com a mente te negativizando você perdia tempo desejando, sonhando, buscando o diferente. Agora é agir no PRESENTE.

O que deve acontecer com um homem impotente que tem uma esposa que gosta de sexo? 

Serve a esposa, claro! Existem muitas formas dele usar o próprio corpo para dar a ela prazer sexual. SERVIR segundo a realidade. Este é o fruto da ação e do amor.

Servir sempre; e aproveitar o que temos de bom para tornar nossa vida melhor e as outras pessoas mais felizes.

Servir e usar nossos recursos, mesmo nas situações mais difíceis. Viver é partir para a ação

Amar é verbo, é movimento, é ação. Não posso amar de maneira sadia o que o outro vai ser ou o que ele finge ser. Posso amar de modo sadio o que é real e verdadeiro.

Não posso expandir a consciência em cima da falsidade. Não posso sentir o Fluxo da Vida e de Deus se vivo distante do que realmente sou.

Temos um corpo real e é dele que podemos extrair as melhores vivências. E, sendo coerentes, podemos até melhorá-lo.





Porque tentar ter prazer copiando o que vem de fora? Porque querer ser reconhecido sendo o que os outros valorizam? Porque acreditar que é o desejo que te coloca para frente, se ele te destrói a cada pequeno passo que você dá?

Pense nisto! E nesta noite olhe para seu corpo e agradeça. Prometa para si mesmo aproveitar ao máximo dele e retribuir com carinho.

Não complique! Fernando Pessoa já dizia: é sempre mais difícil ancorar um barco no espaço.



Para saber mais sobre vida simples:




https://twitter.com/mesquitaregis



Para você que está conhecendo o site PSICOLOGIA RACIONAL: este site se propõe a ter textos originais que discutam assuntos do cotidiano. São textos que podem servir para reflexão sobre a vida que cada um leva.



Leia também:


Focar o presente e a simplicidade para amplificar a satisfação

O menino que não sabe ser feliz (desejos criando sofrimentos)

O lugar das perdas em uma vida boa

Perder peso sem remédios é absolutamente necessário

Quando o amor dos pais destrói os filhos

Demi Lovato: auto-mutilação, exibicionismo, distúrbio alimentar e a busca do ego inflado

A evolução dos espíritos encarnados no Planeta Terra e o afloramento dos instintos

Aceitação: tempo para aprender com as situações da vida




PS: agradeço às pessoas que acompanham o site Psicologia Racional, seja recebendo as mensagens via email, sendo seguidoras ou visitando-o de vez em quando. De “boca em boca” os números estão aumentando. Sua participação na divulgação do site é fundamental. Obrigado!



Eu agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link por email.








Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional: siga as instruções



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...