terça-feira, 15 de maio de 2012

Regras simples para diminuir o stress




Tenha menos desejos e necessidades. Diminua o stress e a estafa.





A pergunta é direta: "não aguento mais minha vida estressante. Estou sempre correndo, sempre tendo que fazer milhões de coisas. Vivo cansada! Como diminuir meu stress?"

Respondo: a vida boa é equilibrada e equilíbrio depende de ter foco.

Se você está fazendo milhões de coisas é porque acredita que precisa fazer milhões de coisas.

Normalmente, a maior parte deste esforço é inútil ou ineficiente.


Todavia, vamos concentrar em apenas um aspecto do problema: SAIR DO COMPLEXO E ATINGIR O SIMPLES.

Existem várias formas de atingir este objetivo antistress.

Vou explicar uma forma: as pessoas vivem ansiosas, por exemplo, porque acreditam que tem que saber inglês. 

A verdade: apenas uma parcela pequena das pessoas REALMENTE precisam saber inglês. Esta minoria precisa saber EXTREMAMENTE BEM inglês.

Suponhamos que você queira aprender inglês. Dê intensidade ao seu aprendizado. Ou seja, sua meta deve ser estudar pelo menos 1, 5 horas por dia - todos os dias, inclusive sábados e domingos.

Explico: um dos maiores geradores de stress são os comportamentos ineficientes. 

A pessoa cria uma expectativa, gera ansiedade, estabelece meta, sonha e age de modo ineficiente. Dia após dia acredita que precisa saber ou fazer algo (inglês, por exemplo) e ano após ano NÃO aprende o suficiente (não domina a língua).


Normalmente acontece assim: quando o objetivo básico e importante NÃO  é atingido, gera-se outros objetivos secundários. A pessoa fica lotada de objetivos. Aí ela começa a fazer milhões de coisas e o pior: a mente não fica quieta um único minuto.

Esta mente que não fica quieta é uma fonte primordial de stress e insatisfações.

Para sair do complexo chegar ao simples decida assim: falar inglês é difícil, mas eu vou estudar tanto que se tornará algo super simples, super fácil - então vou usufruir desta facilidade.

Atenção: a mente reativa tende a deixar de lado as facilidades e buscar dificuldades. Tenha em claro que sua meta deve ser USUFRUIR das facilidades.

Buscar facilidades e buscar simplicidade é a melhor forma de diminuir o stress. Observe que simplicidade não quer dizer medíocre. Quer dizer foco e criatividade.

Clique Aqui
Uma casa pobre não quer dizer uma casa simples.  Uma casa simples é aquela que tem a "cara" da sua dona e ela mantém esta "cara" com facilidade. Suponhamos que ela goste de cultivar flores. Ela aprende a cultivá-las e produz um belo jardim, porque é nisto que colocou seu foco e desenvolveu conhecimento e habilidade.

Complicação é quando ela deseja um jardim bonito, cheio de flores, sem a intenção de aprender e desenvolver estas habilidades. Este será somente mais um entre centenas de desejos, que tirarão sua paz e gerarão ansiedade.

Escolha poucas coisas - as mais importantes. Dê grande intensidade ao seu foco até que ele fique fácil porque você aprendeu, desenvolveu, gerou sabedoria.

Você fará muito mais com este método; e terá muito menos stress - porque terá muito mais facilidades e usufrutos.


Autor: Regis Mesquita


Curta agora a página do site Psicologia Racional no Facebook.

Clique em "Curtir Página"



Dica:

Você pode receber os textos do site Psicologia Racional no seu email.

Na coluna da direita existe um lugar para você incluir seu endereço de email. Depois é só confirmar quando receber o email de confirmação (para evitar spam).



Aprender te faz viver melhor pois transforma em fácil o que era difícil




Para refletir:


Pessoas imaturas raramente assumem a responsabilidade pela situação da própria vida.

Não acreditam que grande parte dos seus problemas tem origem em seus atos estúpidos, ineficientes, desarmônicos e preguiçosos.

A culpa é sempre despejada em alguém ou algo externo; ou seja, a culpa é do governo, do outro, de Deus, do demônio, da sorte, etc.

Se a culpa é externa, a solução também é.

A mente desta pessoa espera que a solução e a salvação venham de fora.


Regis Mesquita



Para refletir 2:


Ninguém está livre dos acontecimentos desafiadores da vida.

Todavia, quanto mais precisamos ousar para aprender, mais nos apegamos à segurança do conhecido.

Aprender é experimentar o desconhecido, com equilíbrio (de preferência).

É necessário abrir a mente para gerar o novo.

Quanto mais escura for a noite, mais necessário adotar novas estratégias.

O objetivo é sair da escuridão mais forte e melhor preparado.

Somente depois que a noite se vai é que a pessoa percebe o quanto cresceu, amadureceu.

Afinal, a escuridão lhe tirou da acomodação e fez seu potencial se desenvolver.

Lembre-se, portanto, do potencial que existe em seu espírito. Ele já enfrentou outras dificuldades como esta, e sobreviveu.

Abra sua mente para aprender, para que o conhecimento possa se revelar.

A vontade de aprender e a necessidade de inovar, somadas ao potencial interno do espírito, geram ótimas condições para grandes descobertas e aprendizados.


Regis Mesquita

Postado originalmente no Blog Nascer Várias Vezes




Leia também:



Você cria seu stress e cria sua paz. Regras para diminuir o stress.




Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.





Um comentário:

  1. Excelente abordagem
    Abraço
    Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com.br//

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...