terça-feira, 31 de julho de 2012

Considerações sobre como o amor ajuda na evolução humana




Emane amor para que ele energize seu corpo e cure sua vida.



Ya pihi irakema - "fui contaminado pelo seu ser" é o termo usado pelos índios Yanomamis para dizer que estão amando.

Ou seja, amar alguém é permitir que algo do outro entre dentro de si e lá se aloje e cresça.

O benefício é sempre de quem ama, principalmente quando houver desapego.
É dentro da pessoa que ama que o novo está se formando, permitindo descobertas, inovações e novas experiências.

Muitos ficam com medo, pois sentem que ao amarem controlarão menos suas vidas.

A função do amor é esta: diminuir o controle do ego sobre a vida humana e incentivar o ser humano ir além das suas imaturidades, inexperiências e receios.
Afinal, nascemos para evoluir; não existe evolução sem experimentação.


O amor é uma forma de gerar vitalidade e mobilizar o ser humano para a vida ampliada.

O psiquismo da pessoa é que determinará a forma que será dada a esta mobilização e vitalidade.

 Amor é um verbo; movimento e mobilização. Amor é ampliação da consciência e o Fluir.

O amor, portanto, não permite com que o ego de cada ser humano mantenha suas experiências limitadas.

O amor força a pessoa a seguir em frente, sempre. Mesmo quando há sofrimento, o amor é um movimento que faz a pessoa se movimentar. Nem sempre será por um bom caminho, mas sempre será aonde ela colherá experiências e terá a chance de amadurecer.



Para Pensar:

"Enquanto o amor pulsar, algo bom acontecerá. Pois amar é verbo e verbo gera ação.

Enquanto houver amor haverá atitudes, haverá braços estendidos e sorrisos abertos.

Enquanto houver amor a destruição será contida. Pois onde o amor impera sempre haverá o renascer.

Amor é movimento, é o ideal para quem evolui, aprende e amadurece."


"Ainda temos muito à evoluir. A meta é amar o próximo. O treino começa amando os familiares. Depois o amor deve ampliar para colegas; em seguida virão os desconhecidos. O amor deve se expandir cada vez mais para que ele permaneça sempre vibrando.

O esforço da vida deve seguir nesta direção. Este é o objetivo final. Neste momento você deve treinar sua mente e coração para servir e amar. O grande beneficiário será você.

Quem souber enfrentar a realidade com sensibilidade e racionalidade terá dado um grande passo para atingir a meta. Ajude a criar uma cultura de paz.

Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis

Dica de texto:
Que a paz caminhe para dentro do meu coração


Acompanhe o site Psicologia Racional no Facebook.

Clique em "Curtir Página" 


Para refletir:

“Ao amar você é obrigado a vivenciar o Fluir. O amor é uma perda de controle, pois é algo maior que brota dentro da pessoa e a influencia”.  (texto completo

"Permitir que o amor flua de dentro para fora sempre é a meta da evolução. O amor por alguém é o treino.
O amor nos ensina verdades e amplia a consciência com o objetivo de entendermos as Leis de Deus". (texto completo

"Amor é movimento, paralisá-lo é matá-lo. Ele é um sentimento e ao mesmo tempo verbo. Portanto, quem adquire o poder de amar incondicionalmente sente este amor fluindo de dentro de si - é a fonte que nunca seca. Permite que este amor flua intensamente é um dos maiores prazeres que o ser humano pode sentir."  Regis Mesquita


Mais sobre o amor:

O amor é uma “cola” que induz as pessoas a se ligarem. Juntos devem enfrentar as dificuldades e aproveitar os benefícios.

Amar é arriscar viver melhor e aprender a lidar com o que existe de melhor na vida.

Porque nem todo mundo sabe como lidar com a leveza e a satisfação que costumam acompanhar o amor.

Boa parte das pessoas bloqueiam a leveza e focam a mente em aspectos negativos que podem surgir quando se ama.

São pessoas que precisam do drama, da discórdia, do sofrimento. Quando encontram a paz e a plenitude não conseguem mantê-la ativa e vibrante em suas mentes e corações.

Tudo deve ser aprendido. Inclusive viver bem e leve, amando.

Regis Mesquita

Dica de leitura:
A coragem do amor cria a bênção do perdão
Muito lhe foi perdoado porque muito amou. Lucas 7:47



Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...