quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Anjos branquinhos, loirinhos, fofinhos, lindinhos de olhos azuis...






O sujeito acima é a imagem que alguns esotéricos tem de Jesus. Praticamente um Sueco. Uma face aceitável para pessoas de classe média brasileira. 

Bem diferente desta:




Todos nós sabemos como a classe alta e também a classe média brasileira são fortemente identificadas com símbolos de status. Os mais fortes são os símbolos corporais: pele, olhos, cabelos, etc.

A umbanda, por inverter a base da sociedade (os sábios são pretos velhos, caboclos, índios, etc.), sempre foi muito estigmatizada.

As religiões que florescem são as mais apegadas aos símbolos corporais: Maria meiga e bonitinha, e Jesus Gatão.

No meio esotérico florescem anjos, querubins, seres iluminados... cada um mais fofinho e branquinho que o outro.

Dúvida?

Veja estes exemplos tirados do mesmo site:












O uso de símbolos e imagens em religiões é um grande risco. Pois, comumente são instrumentos ideológicos e de distanciamento dos ensinamentos centrais da espiritualidade.

Linguagem rebuscada, imagens ideológicas e megalomania são o suficiente para eu ficar com os "dois pés" distante.

Exemplos de megalomania: "Deus criou o universo, criou o homem e descansou"  (caramba! Como o homem é importante!). "Todo o universo conspira a seu favor" (Maravilha! Sou o máximo!). "O que você pensa acontece" (Além de poderoso, sou mágico!).

A resposta é uma só: mais humildade.

Estas manifestações culturais só mostram como o ser humano pratica MUITO POUCO A HUMILDADE. Passar do discurso à prática exige persistência, reflexão, discernimento, e a luta constante para não permitir que o ego domine a consciência.


Abraço,
Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis




Dicas, pensamentos, orientações e novidades do site Psicologia Racional












Leia também:

O racismo de quem não consegue conviver com quem é diferente. O racista agride, desestimula e ridiculariza quem ele não gosta. Aprenda a enfrentá-los.

A arte de aumentar o próprio sofrimento 

Eu percebo o bem que me fazem 

Focar o presente e a simplicidade para ampliar a satisfação


A ciência descobre a espiritualidade e confirma sua utilidade


Tem certeza de que é você quem controla sua mente? 


A classe social de Jesus




Atenção: 

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita existe um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.


É simples! É rápido! É fácil!





Decida: hoje tratarei bem meus familiares. Mesmo que a raiva e o rancor me levem para a agressividade, irei recuar e me calar.  

















3 comentários:

  1. A maioria da imagens "celestiais" foi idealizada na região da Itália (Michelangelo)... Nada mais natural do que ele representar traços característicos de sua região... Queriam o que? Que ele pintasse um chinês?

    ResponderExcluir
  2. Investigador Leonel,

    obrigado pelo seu comentário.

    Nenhuma das imagens colocadas no texto são de Michelangelo ou de sua época.

    Anjos fazem parte da da cultura de centenas de sociedades.

    Será que não existe um anjo índio, negro, filipino, japonês....

    A Umbanda coloca preto velho, caboclo, índio e todos os grupos mais desfavorecidos da sociedade como centro da sabedoria.

    Um bom exemplo da Umbanda.

    Venha sempre visitar o site Psicologia Racional, coloque-o nos seus favoritos.

    att,

    ResponderExcluir
  3. Olhar etnocentrico europeu do século XIV,pintou a imagem de Jesus a sua semelhança

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...