sábado, 18 de março de 2017

Porque a Holanda fecha presídios e no Brasil o crime aumenta? Direitos humanos é agir com inteligência. Fim da impunidade.






Resposta ao homem que quer vender “filhote de bandido”

Por Regis Mesquita

Prezado vendedor,

Assim como todo brasileiro, você deve estar de saco cheio da violência. Assim como milhões de brasileiros, você deve se cansar de ver na tv pessoas de aparência como deste rapaz “que está a venda” cometendo crimes. Você quer os criminosos na cadeia e eu também. (Não sei se o rapaz da foto é realmente criminoso. Vou acreditar em você e supor que seja.) (1)


Até este ponto nós dois pensamos a mesma coisa: bandidos devem ser punidos. Nossas diferenças começam quando desejo que TODOS os bandidos sejam punidos. Todos mesmo, principalmente os que organizam a criminalidade.


Os verdadeiros chefes

Você passou anos assistindo os “Datenas da vida” acusando pessoas pobres de serem chefes do tráfico, chefe da bandidagem. Como muitos brasileiros você está sofrendo lavagem cerebral. Sabe porque? Porque os chefes são ricos, muito ricos.

O sujeito que rouba o carro na rua ganha de R$300,00 a R$1000,00, dependendo do carro e se foi encomendado ou não. Ele rouba porque tem quem compra. Pessoas pobres fazem o serviço, ganham pouco para que outros mais ricos e poderosos ganhem milhões.

Nenhuma novidade! A novidade é o que você esquece. O ladrão pobre somente se sustenta se tiver um crime mais organizado mantendo-o. Este crime organizado tem poder: dinheiro, muito dinheiro. Dinheiro para distribuir para polícia, promotor, juiz, jornalista, radialista, fiscal, dono da rádio, etc.

Os grandes criminosos tem esta característica: distribuem dinheiro, favores e poder para manter seu negócio funcionando praticamente impune.

(Nas eleições municipais de 2016 um dos candidatos foi um cara que roubou um terreno público. O roubo foi descoberto, tomaram o terreno dele e... nada. Nem prisão, nem "Datenas da vida" falando dele. O cara fez campanha falando em honestidade. O sujeito é milionário, amigo dos donos da tvs, apoiado por aqueles que querem matar os criminosos. É ou não é fazer o papel de trouxa?)


Cabeça manipulada

Seu anúncio mostra como está dando certo a manipulação das mentes aqui no Brasil. Você se acha esperto, mas na verdade está apenas reproduzindo o que interessa ao crime organizado. Sua mente está toda direcionada para atacar os pequenos bandidos, que são facilmente substituíveis. Morre um aparece outro, porque o dinheiro atrai interessados. Este rapaz que você quer vender é um interessado no dinheiro que o crime organizado se propõe a dar para ele executar o serviço sujo.

Pensa bem: você quer acabar com a violência, eu também. Não é mais sensato ter uma polícia que investiga e prende aqueles que controlam o dinheiro? Estou falando de gente poderosa, dos VERDADEIROS chefes. Sem eles, o sujeito quer roubar, só que terá dificuldade em receber pelo roubo.


Roubo é negócio

Quando o sujeito rouba um celular, ele ganha ao vendê-lo. Ao roubar um carro, também ganhará ao vendê-lo. Se tiver volume de roubo (muitos roubos) terá que organizar um esquema de escoamento da mercadoria. Organização! É nesta fase que o crime pequeno torna-se crime organizado. Somente com organização a criminalidade cresce e dá vazão ao roubo (e outros frutos do crime).

Se a criminalidade está grande é porque quem está ganhando muito dinheiro está satisfeito o bastante para ampliar seus negócios. A estratégia destes grandes bandidos é passar despercebido. Basta comprar uma Mercedes e usar terno que serão considerados “pessoas de bem”, empresários, etc.

Na rua, a polícia para o dono da moto e deixa passar a Mercedes. A polícia maltrata e ameaça o dono da moto, sob os aplausos de pessoas como você. E para a felicidade do dono da Mercedes. Você quer ver na televisão que a polícia está fazendo algo. Ela está fazendo: toda a atenção está direcionada para o dono da moto. Afinal, existem muitos bandidos usando moto para roubar.  Existem também muitos jovens trabalhadores que compram moto para melhorar sua qualidade de vida; e são maltratados. O dono da Mercedes feliz e impune, contrata o roubo. É um empresário.







Direitos humanos é agir com inteligência. Inteligência é a verdadeira força.

Você deve ter horror aos direitos humanos. Deve ser daqueles que fala em “direito dos manos”. Você acredita nisto porque você é um manipulado que sofreu lavagem cerebral.

Todos que defendem os direitos humanos querem os bandidos punidos. Todos, absolutamente todos os bandidos devem ser punidos. Mais do que isto, aonde os direitos humanos são levado à sério a criminalidade está diminuindo.

Que delícia a Holanda ou a Suécia – países que incentivam os direitos humanos! Estão fechando penitenciárias. Pessoas andam em paz pelas ruas. Sabe por quê? Sabe o que elas fazem de diferente do Brasil?


1 – lá polícia é sinônimo de inteligência, educação, respeito.

Policial agressivo é tratado, demitido ou preso. Eles sabem que este tipo de policial mais atrapalha do que ajuda.

Pense, querido difamador dos Direitos Humanos: o que acontece se este policial atacar o verdadeiro chefe do crime organizado? O chefe pensará: mereci estas porradas? O chefe agradecerá? Ficará feliz da filha dele ter sido “revistada detalhadamente”? Duvido! Na prática, este policial não ataca os verdadeiros chefes.

Porque você acha que nas telas da TV só aparecem os seus “filhotes de bandidos”? Porque os verdadeiros chefes nunca estão ali na TV?


2- Policial é membro de uma equipe que investiga

Nestes países os policiais são valorizados, mas não é pela agressividade. São valorizados como membros de equipe que investiga e vai atrás de quem é o chefe. A atenção está no pequeno bandido sim. Mas, a maior atenção está na investigação para impedir que o crime ganhe força, poder e influência.

Lá, quem organiza, controla, manda e paga os pequenos criminosos são os grandes alvos. Quando é preso um “filhote de bandido” (lá eles são presos pelos defensores dos direitos humanos) o maior interesse é saber como ele se articula com os bandidos maiores. Ou seja, investigação.

Não é porrada, é inteligência e educação. O resultado, obviamente, é bem melhor.

Na realidade, você e todos os que difamam os direitos humanos são peças úteis para manter criminalidade forte e saudável. Policial “durão” só dá certo em filme americano. Só no filme, porque nos EUA eles dão toda a força para a investigação honesta, inteligente e eficiente.

O Brasil tem que valorizar mais os policiais, dando recursos e condições para realizarem investigações profundas e que vá ao centro do problema.


3 – ressocializar presos

Você quer que o filhote de bandido morra ou sofra muito. O ódio que temos deles nos faz pensar que a agressividade é uma solução. Se ele morrer não fará mal para mais ninguém. Concordo que é uma lógica tentadora.

O problema?

Os lugares em que os presos são tratados com dignidade apresentam os melhores resultados no controle da violência.

"Aqui na Holanda, nós olhamos para o indivíduo. Se alguém tem um problema com drogas, tratamos o vício. Se é agressivo, providenciamos gestão da raiva. Se tem dívidas, oferecemos consultoria de finanças. Tentamos remover o que realmente causou seu crime. É claro que o detento ou a detenta precisam querer mudar, mas nosso método tem sido bastante eficaz", explica Van der Spoel.

O diretor acrescenta que alguns reincidentes normalmente recebem sentenças de dois anos e programas personalizados de reabilitação. Menos de 10% voltam à prisão. Em países como Reino Unido e EUA, por exemplo, cerca de 50% dos detentos cumprindo pequenas penas voltam a ser presos nos primeiros dois anos após a libertação (no Brasil, diversos estudos estimam que a taxa geral de reincidência é de 70%).” (2)


Resultado, meu caro. Pense na delícia que é viver em um país com menos violência. Lá também existem “filhotes de bandidos”. O foco está em recuperá-los.

Não é fácil recuperar bandido, por isto deve-se haver um grande esforço. Porém, não tentar recuperar é muito pior. Os resultados são ridículos.


Alerta para o Brasil

“Procure um delinquente e encontrará muitos malfeitores.
É necessário, então, que você possua imenso cabedal de amor para renová-los, sem fazer-se criminoso também.
Busque identificar uma falta e achará inúmeras.
Chegando a essa situação, é imprescindível que você esteja bastante esclarecido para não acrescentar seus erros aos erros alheios.”

André Luiz e Chico Xavier (livro "Agenda Cristã)



direitos humanos inteligência é força, respeito é sabedoria, equilíbrio é sensatez



Concluindo:

A dominação mental determina aonde você coloca sua atenção e o que você “esquecerá” (3). O “filhote de bandido” é a parte descartável e mais pobre do ciclo de violência (por isto sua implicância com ele ter tatuagem). Para os grandes criminosos é importante que este tipo de criminoso esteja presente e fixado em sua mente. Enquanto isto, propina, favores e outros benefícios mantém a vida boa deles.

Lugares que estão vivendo com qualidade de vida combateram todos os crimes com inteligência e respeito. As pessoas são punidas pelo seu crime, todas elas (mas, principalmente aqueles que organizam o crime).

Por fim, é preciso que nossa sociedade aprenda a respeitar os policiais, os pobres e, mesmo, os bandidos. Porque o ambiente que cultiva ódio cria conflitos constantes. Estes conflitos constantes geram tragédias, problemas de saúde mental e muitas outras maldades. Este processo que acontece no micro ajuda a formar os problemas que existem no macro.

Poucas vezes se fala do sofrimento dos policiais e de suas famílias decorrentes do incentivo ao uso descontrolado de força. Muitos encontram no alcoolismo, drogas e conflitos familiares a escapatória para a pressão negativa. Somente uma cultura de paz e uso controlado de força trará um reequilíbrio emocional para boa parte destes trabalhadores.

Se queremos o bem das famílias, o bem dos trabalhadores policiais, o bem de cada cidadão brasileiro, temos que mudar a nossa percepção da realidade. Busquemos os bons exemplos que já deram certo em muitos lugares.


PS: não se esqueça, todo bandido tem que ser punido. Principalmente quem organiza o crime.

PS2: lição de casa para você memorizar: “inteligência é força, respeito é sabedoria, equilíbrio é sensatez”.







Regis Mesquita é o autor do Blog Psicologia Racional e da coluna “Comportamento Humano” no site Carta Campinas



Curta agora a página Psicologia Racional no Facebook

Clique em "Curtir Página"



Leia também:










Atenção:

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.

É simples! É rápido! É fácil!






Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.


Um comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...