domingo, 20 de março de 2011

A essência da autossabotagem: negativização da realidade e a busca de vantagens. Veja estes exemplos! (Vergonha do corpo, crenças religiosas negativas, etc)





Friedrich Nietzsche A mentira mais comum é a que o humano usa para enganar a si mesmo.





O que fazer quando uma mulher perde seu desejo sexual porque se sente muito mal por estar com alguns quilos a mais?

O sonho desta mulher é emagrecer e, então, voltar a ter desejo sexual. Ela sonha no futuro ter "bem estar".

No presente ela tem vergonha do próprio corpo, baixa autoestima, etc. Ela, principalmente, está treinadíssima em negativizar a vida.

Depois de negativizar, ela parte em busca de qualquer coisa que mude a "realidade".

Acontece que esta realidade está dentro de sua mente. E a mente adora fantasias para disfarçar processos de autossabotagem.







Veja no exemplo abaixo tirado do livro "Escavando a verdade", editora Casa Publicadora Brasileira:

"A disputa por objetos vindos da Terra Santa era incontrolável. Só a coleção de Frederico, o sábio, príncipe da Saxônia (1486-1525), contava com mais de 19 mil peças, entre as quais destacavam-se: um pedaço da sarça ardente, ferrugem da fornalha de fogo onde estiveram os companheiros de Daniel, leite do seio de Maria, uma pena da pomba do Espirito Santo e pedaços do berço de Cristo. Isto para citar apenas algumas. Uma exposição pública desses artefatos em 1516 garantia a quem pagasse o ingresso, uma redução da pena no purgatório que passaria de 1.902.207 anos para apenas 270 dias".

Observe bem: primeiro o sujeito aceita na sua mente uma "realidade" que o negativiza: sou pecador.

Segundo, vem a fantasia, ou seja, vem a penalidade: vou para o inferno ou para o purgatório.

Terceiro, aparece alguém com uma solução para te "ajudar" e melhorar a sua vida: ajude a manter os objetos sagrados e ganhe o perdão dos pecados.

Quarto, a pessoa paga porque quer ser "espertona" e quer levar vantagens.

Resultado: um monte de objetos "sagrados" falsos, um monte de espertalhões ganhando dinheiro e quem se negativiza fica se iludindo que teve uma grande vantagem.

Observe: quando a vida é construída em cima do desejo sempre haverá crenças negativas dominando a mente das pessoas. Como compensação pelo mal estar causado, a pessoa procura "qualidade de vida"; O resultado é que ela vive muitas fantasias, o que mantém seu sofrimento apesar das constantes promessas e dos custos financeiros e emocionais.

Traduzindo: o sujeito que se negativiza como pecador, continuará se sentindo mal. Passado o alívio inicial, a tensão mental volta (aos poucos) ao mesmo nível anterior. O mesmo acontece quando a mulher sente vergonha de si por causa do peso e com isto perde o desejo sexual. Ela compra uma pseudo-solução, depois a tensão volta ao normal.





A pessoa com a mente negativa paga para ter momentos de alívio. Alívio com a roupa comprada, com o novo tratamento, com a nova crença sem fundamentação, etc.

É EXATAMENTE desta maneira que funciona a indústria do "bem estar". Primeiro negativiza. Depois gera uma penalidade. Então, aparece alguém falando em perdão, bem estar, positivismo, alegria, você pode tudo, etc. A pessoa, querendo levar vantagem, segue quem lhe é mais convincente em vender uma solução/sonho.

SEMPRE FOI ASSIM NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE.

Por isto, continua assim.

E a mulher que perdeu seu desejo sexual por ter vergonha do corpo?

Ela é mais uma a sofrer ao SE TREINAR para negativizar maciçamente sua mente (mente reativa, guarde este nome).

Cabe a ela ter um novo treinamento que descondicione sua mente deste processo autodestrutivo (migrar da mente reativa para a mente neutra/mente clara). Você encontra este treinamento no Blog Caminho Nobre.

Grande parte das neuroses, das depressões, angústias, tristezas, dificuldades de relacionamento, etc, tem como origem a autossabotagem.






É um fenômeno muito forte. Afinal, os indivíduos possuem uma capacidade quase infinita de se autossabotarem.

Uma das formas mais comuns de autossabotagem é a ingratidão. Uma das formas de ingratidão é a mulher receber de Deus (receber da natureza) uma grande capacidade de ter prazer e desconsiderar este prazer. Ela coloca na sua "cabeça" a seguinte crença: só posso ter desejo sexual se me sentir bem tendo o corpo de tal forma. Neste caso a ingratidão só é possível porque ela constrói uma condicionante (o peso corporal) que atua como um complicador para ela ter prazer.

Ela poderia mentalizar:
"Obrigado Deus, por ter me dado um corpo são e capaz. Vou aproveitar este benefício e terei muito prazer com o meu corpo. Não complicarei minha vida, não ficarei sempre exigindo mais e mais. Serei simples, serei objetiva, serei uma pessoa humilde que aproveita meu corpo do jeito que ele é. Meu corpo é saudável. Decido amá-lo e valorizá-lo. A partir de hoje, como prova da minha simplicidade e gratidão, terei prazer com o meu corpo da forma como ele é. Obrigado, Deus. Nunca mais desprezarei as potencialidades que você me dá."

(Mentalização é uma forma eficaz de mudança de crenças. Ela clareia o centro do problema (Fator Mínimo), mostra uma verdade e propõem uma saída. Escreva esta mentalização acima em um papel, leve-o consigo e leia várias vezes ao dia. Para potencializar os efeitos, sinta carinho e ternura pelo seu corpo, enquanto lê o texto. Saiba mais sobre mentalizações).


Superar a autossabotagem é fundamental para quem quer ter uma vida eficiente e com pensamentos e sentimentos nobres.


Autor: Regis Mesquita
http://twitter.com/mesquitaregis



Acompanhe o site Psicologia Racional no Facebook


Clique em "Curtir Página"




Dica:

Deseja ler mais textos sobre “Autossabotagem”?

Na coluna da esquerda, vá até o marcador “Autossabotagem”, clique nele que abrirão dezenas de textos. É só escolher o que deseja ler.






Leia também:

Estelionato: se fazer de burro para iludir pessoas que se acham espertas. As principais características das pessoas que são enganadas por vigaristas.

Cinco regras para você aumentar a autoestima e ter muito mais prazer com a sua vida

Crianças vítimas de punição corporal abusiva têm maior probabilidade de adotar a violência quando adultos

A evolução dos espíritos encarnados no Planeta Terra e o afloramento dos instintos

Propagandas que propagam o que te prejudica

Perder peso sem remédios é absolutamente necessário

O lugar das perdas em uma vida boa




Compartilhe este texto com seus amigos e familiares.

Ajude a espalhar informação sadia e construtiva.




Jesus, Gandhi e Chico Xavier venceram porque foram pessoas de ação. Fuja de quem só fala e não age.






Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional: siga as instruções






Um comentário:

  1. Como dizem, o seu maior inimigo sempre pode ser você mesmo. Se auto-depreciar é fácil em uma sociedade que idolatra formas e ideias definidas, o difícil é se libertar do pessimismo.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...