segunda-feira, 25 de abril de 2011

O importância de se entregar para a Vida


Osho

"....À medida que seu ego se torna mais forte, você vai perdendo a si mesmo. Você pode estar lutando e saindo vitorioso, não sabendo absolutamente que não se trata de um ganho, mas de uma perda. Ensina-se a todas as crianças a lutarem, de diferentes maneiras. A competição é uma luta, ser o primeiro da classe é uma luta, ganhar um troféu num jogo é uma luta... Essas coisas são preparações para a sua vida. Depois luta-se numa eleição, luta-se por dinheiro luta-se por prestígio. Toda essa sociedade está baseada em lutas, competição, briga, na colocação de cada indivíduo contra o todo.

... 'Entrega' significa 'nenhuma competição, nenhuma briga, nenhuma luta'... simplesmente relaxar com a existência, aonde quer que ela conduza. Sem tentar controlar o seu futuro, sem tentar controlar as conseqüências, mas, permitindo-as acontecerem... sem nem pensar nelas. A entrega está no presente; as conseqüências estão no amanhã. E a entrega é uma experiência tão deleitosa... um total relaxamento, uma profunda sincronicidade com a existência.


A entrega é uma abordagem totalmente diferente. Seu primeiro passo é o abandono do ego, lembrando-se de que vocês não estão separados da existência: contra quem, então, estão lutando? Você não é separado das pessoas: contra quem, então, você está lutando? Contra si mesmo... e esta é a raiz causal da miséria. Seja contra quem for que você esteja lutando, você está lutando consigo mesmo - porque não há nenhum outro.


...A entrega é uma profunda compreensão do fenômeno de que nós somos parte de uma só existência. Nós não podemos produzir egos separados: somos um com o todo. E o todo é vasto, imenso. A sua compreensão ajudará você a seguir com o todo, aonde quer que ele vá. Você não possui uma meta separada do todo, e o todo não tem nenhuma meta. Ele não está indo a algum lugar. Ele está simplesmente acontecendo aqui.

A compreensão da "entrega" o ajuda a ficar simplesmente aqui, sem quaisquer metas, sem nenhuma idéia de alcançar, sem nenhum conflito, batalha, luta, sabendo que seria lutar contra si mesmo - que é simplesmente tolice.  A entrega é uma profunda compreensão.  Ela não é um ato que você deva praticar.

Qualquer ato faz parte do mundo da luta. Aquilo que você tem de fazer vai ser uma luta. A entrega é simplesmente compreensão.

E aí, então, vem um silencioso relaxamento, fluência com o rio, desinteressado do aonde ele está indo, despreocupado de que você possa ficar perdido... nenhuma ansiedade, nenhuma angústia... porque você não está separado da totalidade, sendo assim, seja o que for que vá acontecer, vai ser bom...

[Compreensão:] apenas deixe-a afundar dentro do seu coração, e você descobrirá uma nova dimensão desabrochando, na qual cada momento é uma alegria, na qual cada momento é uma eternidade em si mesmo".


Este texto do Osho expressa uma postura frente a vida. Focar o presente e tirar a tensão da mente. É um treinamento importante para viver com qualidade de vida e permitir o contato com a espiritualidade.

É importante ter meta, objetivo, planejamento - todavia, isto NÃO é o prioritário. Neste sentido é importante ter uma direção, mas mais importante é viver o presente. É no presente que estão todas as possibilidades a serem desenvolvidas. Sem pressão desnecessária a mente funciona melhor, a intuição aparece mais claramente, os recursos internos podem desabrochar, o corpo e a mente se cansam menos, o trabalho e osesforços inúteis não acontecem.

Viver o presente, sem acrescentar tensão é fundamental. É o oposto do que se costuma fazer. Se uma criança não está aprendendo na escola, os pais já ameaçam que ela não vai conseguir um bom emprego quando crescer. Colocam pressão, falando do futuro e pensam que isto vai resolver. Muitos pais pensam que sem pressão, nada funciona. Esta é uma boa forma de criar neuróticos e pessoas dissimuladas.

Temos que exigir muito, mas exigir baseado no presente, no que é real e nas possibilidades de cada pessoa. Se a criança não aprender, vai ter que estudar mais para aprender. Terá que se esforçar mais, para chegar ao mesmo lugar que poderia chegar se esforçando menos, se prestasse a atenção e tivesse o interesse de aprender.

A cobrança tem que ser no presente. O relaxamento mental no presente. O foco no presente. A capacidade de se organizar e fazer uma coisa de cada vez, com paz e suavidade, está no presente.

A luta é uma ilusão. Normalmente são mecanismos ideológicos que geram tensão inútil, trabalho simulado, dissimulação, rituais dispendiosos; além de raiva, rancor, inveja, desavença, distanciamento emocional, etc.

Por exemplo: não ensine seu filho a ser o melhor da classe. Ensine-o que ele deve aprender muito bem a matéria, deve tirar 9 ou 10. Sempre que ele tiver capacidade, deve aprender tudo ou praticamente tudo. Esta possibilidade é maior se ele estiver relaxado, cumprindo cada função com suavidade e objetividade.

Esta receita deve ser seguida por todos que acordam cansados, sem ânimo, com medo, fobias, stressados, etc.


Para receber as mensagens do Blog Psicologia Racional no seu email é só inscrever. No final do site (parte marrom) tem um lugar para você inscrever seu email. Depois você terá que confirmar que se inscreveu respondendo uma mensagem de confirmação que será enviada para o seu endereço de email.

Um comentário:

  1. Obrigada por suas sábias palavras. Eu me cobro muito e não consigo sair do lugar. Estou trabalhando para melhorar isso.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...