terça-feira, 3 de maio de 2011

Mulheres casadas, sem sexo e muito felizes




Mulheres casadas, sem sexo e muito felizes





Existe uma "ditadura" do sexo. Por esta "ditadura" todos devem estar repletos de desejos sexuais, vivendo o paraíso do orgasmo.

Acontece que as personalidades e as necessidades dos indivíduos mudam muito. Existem pessoas que possuem uma libido muito alta, enquanto para outros a libido é menor. Algumas pessoas possuem uma fase de libido alta e outras de libido (desejo) baixa. É normal no ser humano a oscilação. 



É a oscilação que garante e preserva a consciência humana. Tudo no ser humano é organizado para oscilar. Vontades, desejos, iniciativas, humor, inteligência, etc. Com isto ganhamos diversidade e temos ajuda extra para aquilo que é realmente importante: o amadurecimento que permite viver com mais qualidade de vida.





Em meu consultório recebo muitas mulheres felizes na família, no casamento, na vida, que possuem uma libido baixa e querem se adequar ao padrão: se sou feliz, tenho que ter desejo sexual.


Pergunto: você sente falta de sexo? Muitas respondem: "não de jeito nenhum, estou bem assim; mas, ..."

Como cada um é cada um, é necessário fazer um bom diagnóstico para saber o que pode estar faltando e SE ESTÁ REALMENTE FALTANDO.

O risco maior para o casal é o seguinte: uma das funções da libido é permitir e facilitar o contato físico, não só sexual, mas de carinho, atenção e proximidade, compartilhar espaços, etc.

Ou seja, a libido ajuda as pessoas sentarem mais perto no sofá, darem as mãos, se olharem mais, se observarem, estarem dispostos a servir o outro, se abraçarem, revelarem necessidades interiores, etc.

Se a força da libido não estiver ativa, deverá haver uma esforço extra para atingir estes objetivos que são próprios de uma vida REALMENTE compartilhada, em qualquer idade, e independentemente do ato sexual.

O ser humano teve sua biologia e psicologia ajustada para necessitar de trocas íntimas, contato corporal e desprendimento egoico. A libido facilita este processo, mas não é o único recurso.

Vou apresentar uma pesquisa feita por cientistas para mostrar o óbvio:

Os autores pesquisaram a vida de mulheres casadas há mais de 6 anos, que já tiveram desejo sexual, mas que perderam por pelo menos 6 meses. Eram mulheres felizes. Eles encontraram o seguinte: houve um distanciamento do casal, mas este distanciamento não era percebido como negativo - não consideravam que havia algo errado na relação porque o desejo sexual diminuiu. Houve o que os pesquisadores chamaram de excesso de familiaridade e dessexualização da figura do parceiro. (Sims &Meana. Why Did Passion Wane? A Qualitative Study of Married Women's Attribuitions for Declines in Sexual Desire. Journal of Sex & Marital Therapy, 36:360-380, 2010)

O que a pesquisa descreve não é algo legal. Este fenômeno é típico da mente reativa. É mais ou menos assim: o cara deseja o que não tem. Sai na noite e quer transar com uma mulher. Aí conhece uma, namora e vai "para a cama"; nas primeiras vezes é um tigre, depois amansa. Ele precisa da conquista, depois não consegue sustentar o tesão, justamente no momento que deveria haver o maior usufruto. Ele está namorando, gosta da mulher e... ao invés do desejo aumentar, diminui.

A paixão serve, biologicamente, para ativar o desejo, e assim aumentar a proximidade e dar tempo para a intimidade aumentar e o amor surgir. Se não surgir a paixão, e se a mente reativa dominar, o vínculo esfria. O que acontece com este casal: uma dessexualização dos parceiros. O pior não é a falta de sexo, é o distanciamento corporal e a diminuição das trocas que costuma acompanhar este processo.

Concluindo: sexo não é necessário, é gostoso, aproxima, etc. Quando a libido diminui deve haver o esforço mútuo para preservar as outras formas de proximidade, intimidade e troca que devem existir para que o casamento cumpra a sua função básica.

Segundo: um dos grandes desafios da era atual é a migração que todas as pessoas devem fazer da mente reativa para a mente clara.

Obs: uma das funções daquelas bailarinas televisivas com pouca roupa e muito sorriso, é trazer bem estar para uma parcela da população que não é capaz de desejar o próprio parceiro e que consegue desejar o que não tem, o que está longe, quem não lhe deseja. A mente reativa é complicada assim, despreza quem está ao lado, e valoriza o que não tem. Não presta atenção no presente e fica buscando o passado ou o futuro. É tudo mais complicado.

Para saber mais sobre a mente clara e a mente reativa, tenho um site que só "fala" disto: Caminho Nobre.

Finalizando: nenhum casal precisa de sexo para ser feliz. Sexo não é e nem deve ser prioridade para todo mundo.





Cuidado: se não existe o sexo, deve-se redobrar o cuidado para que não ocorra um distanciamento exagerado do casal. Contato físico (proximidade), carinho e proteção é fundamental para gerar e manter a intimidade e o amor.

Você deve ter coragem de seguir seu caminho, ser você mesmo.  Objetivo: adolescentes e adultos tem que lutar para retomar o comando de suas mentes. 

Use esta frase como refrão:"Eu mando em mim, não o grupo". 



Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis





Eu agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.





Atenção: receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.



Leia também:


Frases para esquecer e não acreditar (para não diminuir seu prazer)

Mudar a vida é renascer para a vida

Regras simples para diminuir o stress

Evolução é caminhar do complexo para o simples e do difícil para o fácil

Pense diferente e mantenha o bom humor

Pablo Neruda, o poeta, explica os dois caminhos da vida e do amor

Dezenas de textos sobre casamento, namoro e relacionamentos













Conheça o blog Caminho Nobre




Acompanhe as novidades do site Psicologia Racional no Facebook.





Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções




5 comentários:

  1. É muito triste a espôsa ainda apaixonada pelo seu marido,se sentir rejeitada na hora que vai pra o seu quarto e fica cheirosa e bonita só para esperar a atençao dêle,aquele toque de carinho,um beijo... mas as vezes o marido interpreta mal a sua mulher,acha que ela já é coroa pra estar se prestando a tal e ingnora,é muito triste,mais eles preferem (não todos)se masturbar vendo videos pôrnos,mas nunca esperou experimentar a sua mulher a fazer um sexo fervoroso,com certeza ele vai se surpreender.Não é a mulher que deixa de querer sexo,é o homem que se individualiza,se detancia,não dialoga, esquece que a mulher que está ao seu lado já foi jovem, mais que ainda tem muito amor para dá.As vezes vc quer fazer uma fantasia para o seu marido e ele próprio ingnora,diz que ta com sono,cansado.O homem deveria pensar melhor em relação ao sexo,o homem é mais homem qdo ele tem caracter e respeita a sua mulher...

    ResponderExcluir
  2. Isso é muito complicado, estou em um relacionamento a 03 anos sempre foi maravilhos a 1 ano ele se distanciou de mim por problemas financeiros e por idealzar um fisico de mulher que não sou eu...Perdeu interesse por sexo comigo, me traiu, hoje moramos juntos só que agora pesa demais é como se todos os dias esfrega-se na minha cara que não sou mulher trabalhamos juntos passamos horas juntos mas quando chegamos em casa na hora da intimidade ele vai para computador e se masturba em bate papo e filme porno. Isso me magoa demais a rejeição chegou a um ponto que não consigo mais lhe dar com ela..me sinto triste presa dentro de mim fora isso é uma pessoa maravilhosa mas está acabando o carinho, aproximação mesmo porque tudo agora me soa facil....ele diz que me ama que não quer terminar sabe desse problema sempre que conversamos ele vira a historia contra mim e acaba assim...ele no computador e eu me sentindo a pior pessoa do mundo..gostaria muito de salvar minha relação mas sozinha não consigo mais..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que é difícil essa situação, vire e mexe me sinto assim tbm.....
      sou casada a um ano e meio , vivemos um namoro em 10 meses maravilhoso....mas depois de casados aos poucos as coisas foram esfriando.....já peguei mensagens no face desagradáveis com outras meninas elogiando e chamando pra sair...e ate fotos de pornografia . Me senti arrasada , ameacei de separar e td
      já voltei pra ksa da minha mae ,,,,mas não contei o motivo,,,ai voltei com ele depois de dois dia já e conversamos e me impôs mas minhas vontades e que não era justo e errado..... lógico que não mudou de um dia pro outro....mas ele foi me dando mais atenção na medida que eu dava mis atenção pra ele....é muito difícil perdoar e voltar como nd tivesse acontecido.... mas se ama perdoa de coração pede ajuda a Deus, se entrega novamente, seja mais forte ...pois eles gostam de mulheres assim ...evita de chorar na frente dele ....ando ele chegar em ksa tenta dar o que vc tem de melhor ...se é o sorriso o bom humor beijos intensos carinhos....arrisque e tenta pra valer, e se caso nd disso der certo pede pra Deus uma luz se a separação é da vontade dele. Deixa Deus ficar no controle. esta sendo assim que estou fazendo, esta difícil trabalho direto inclusive de fds e feriado e faço faculdade a noite e ainda tenho os afazeres de ksa e td isso me desgasta ,uiito mesmo e ter tempo de dar atenção e ser fogosa na cama ainda que coisa que eles gostam é quase impossível....mas tento ter dialogo com ele ...ficar juntinho e fazer o sexo com mais vontade sem preguiça....bom Boa sorte pra vc e não mostre sua fraqueza pra ele pois ele cresce em cima de vc e ainda perde o interesse. não discuta e não gaste a relação espere e fale na hora certa, o que esta engasgado...Deus esta contigo e o melhor esta por vim com ele ou sem ele força... nunca desiste sem lutar!!!! bjus




      Excluir
  3. E quando o sexo acabou, a libido acabou, acabou qualquer tipo de contato físico, o casamento pode existir só no âmbito social? Um casamento que os outros acham perfeito? Eu não sou feliz só com essa idéia de casamento. Mas meu marido se sente acomodado e não parece disposto a nada. Eu também não estou disposta a recuperar o amor (se é que ele existiu), o carinho, e qualquer tipo de contato. Ele também não. É valido? Casamento só social?

    ResponderExcluir
  4. Eu acho q cada pessoa é de um jeito e como diz o texto cada um vive sua libido de um jeito único. O importante é respeitar o jeito e o tempo de cada um. Esse negócio de dizer q só pq casou nao sente mais atração por outra pessoa não existe .mas tem q haver respeito e o mais importante é ter amor próprio e se cuidar p vc mesmo.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...