quinta-feira, 3 de março de 2011

Pare de adiar, pare de procrastinar. Rompa com seu pior para reforçar o que existe de melhor em você




Quando você não se transforma para melhor é porque está repetindo o que tem de pior. Conscientize-se.





"O seu futuro pode começar agora. Desde que você queira mudar, o futuro que te redime começa aqui neste lugar e neste momento. Está em nossas mãos reiniciar o tempo". Paulo Dias


Quando alguém morre, a família tende a enxergar o falecido somente pelas qualidades. Mas, a morte não melhora ninguém. O que melhora é a vida, quando usada na direção do amadurecimento e da superação dos próprios limites.

Superar limites exige uma dose de aceitação dos sofrimentos. Pois ninguém consegue se transformar sem superar obstáculos emocionais, físicos e racionais.

A verdade é que quanto antes a pessoa enfrentar seus limites, mais tempo terá de usufruto. Portanto, uma das piores decisões é adiar. A procrastinação desestimula qualquer mudança futura.

Funciona assim: ao adiar, a pessoa gasta sua energia em tentar minimizar os problemas atuais. Não resolve, minimiza. Quando chega o momento que deveria lutar para realmente resolver o problema, ela estará cansada e pouco estimulada.

O que acontece é que quem acostuma adiar quase sempre não faz bem feito o que tem para fazer.

Veja o caso das milhões de pessoas que querem emagrecer e se perdem na barreira do estilo de vida, do costume, da vaidade, entre outras.


MAIS TEXTOS DA PSICOLOGIA RACIONAL


Como consequência buscam soluções artificiais, como remédios, que logo se mostram insuficientes.

A maior luta é viver diferente e cultivar o que é nobre. O problema é que a  "porta é estreita", porque há o sofrimento que envolve tudo que nasce de novo.

Sofrer é bom, se for numa boa direção, por um bom motivo e gerar o que é realmente prioritário.

Renascer é superar os condicionamentos para criar um novo tempo.


Vale a pena!

Vale a pena porque renascer é gerar o que é bom dentro de você. O que é bom gera bons resultados.

Procrastinar é reforçar o negativo dentro de você. Será que produzirá o que é bom?

O grande desafio é vencer os obstáculos iniciais que mostram que haverá esforço e sofrimento.

LEIA TAMBÉM: Não fazer nada! A arte de esperar para ver se o mundo e o tempo resolvem os problemas para você. Viver com sensibilidade e sabedoria

Os esforços devem seguir em uma ótima direção; só assim valerá a pena o sofrimento que estará presente no início de sua transformação.

Mas, há um segredo: a intensidade dos seus esforços é muito importante. Você deve se exigir uma alta intensidade. É nesta alta intensidade que você conseguirá superar os obstáculos e produzir bons resultados.



Uma pessoa sedentária que caminha um quilômetro fará mais esforço interior do que uma pessoa acostumada a correr e que corre cinco quilômetros.

Além da falta de condicionamento físico, a pessoa sedentária está acostumada a se paralisar. Sua mente não está preparada para superar os desafios. Já o corredor, a mente dele observa os desafios e fica feliz com eles. Ele está acostumado a vencer, enquanto o outro está acostumado a perder.

LEIA TAMBÉM: Vantagens que a Mente Neutra traz para a sua vida

Na sua vida, você deve se acostumar a vencer. Deve colher os frutos e ter recompensas que só aparecem quando as escolhas são boas e NA INTENSIDADE certa - ou seja, alta intensidade.

Vale a pena! 

Lembre: quando não nos transformamos para melhor é porque estamos repetindo o que temos de pior. (leia mais


Autor: Regis Mesquita
Contato, Orientação e Terapia: regismesquita@hotmail.com


SIGA A PSICOLOGIA RACIONAL NAS REDES SOCIAIS





Leia também:












Pare de adiar, pare de procrastinar. Rompa com seu pior para reforçar o que existe de melhor em você





DIREITOS AUTORAIS

 

Os textos do Blog PSICOLOGIA RACIONAL, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão REGISTRADOS e PROTEGIDOS.

 

Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...