segunda-feira, 25 de julho de 2011

O sexo prazeroso prometido por uma igreja evangélica conservadora e a religião repleta de benefícios na Terra





Religiões que repletas de benefícios no aqui agora são as que mais crescem no Brasil. Igreja evangélica.




Mulher, 30 anos, conta da sua expectativa com o casamento daqui a dois anos.

- espero que ele faça valer a pena ter esperado tanto tempo (sendo virgem). Quero que ele seja um bom marido (no sentido de bom amante).

A amiga pergunta: - Pode ser fogosa assim na sua igreja?

- Lógico! É esperado que o casal tenha prazer e alegria no sexo.

Esta mulher faz parte de uma das igrejas mais conservadoras do Brasil. Não pode cortar o cabelo, mas pode esperar por prazer sexual.

Este diálogo reflete uma das preocupações das igrejas e "filosofias" -  benefícios hoje.

Esta é EXATAMENTE a recomendação de vários pesquisadores para as igrejas europeias voltarem a crescer.



A pequisa abaixo revela isto:


Envolvimento com a vida religiosa cada vez mais tardia 

“O aumento da expectativa de vida faz com que as pessoas procurem apoio espiritual cada vez mais tarde, é o que aponta estudo realizado no Reino Unido. Segundo Elissaios Papyrakis e Geethanjali Selvaretnam, autores da pesquisa, para reverter esse quadro, as igrejas devem procurar mostrar os benefícios sociais e espirituais que participar de congregações religiosas traz, para assim atrair mais jovens.
...

Em países desenvolvidos, constata-se uma redução significativa do número de fiéis nos últimos 50 anos. Contudo, em países da América-latina e da África subsaariana a adesão religiosa continua forte. Segundo os pesquisadores, como a religião aponta para benefícios futuros, as pessoas estão adiando procurá-la porque acreditam que vão viver mais.

"À luz do aumento da expectativa de vida, é importante enfatizar os benefícios sócio-econômicos e espirituais que podem ser apreciados durante a vida na Terra, por exemplo, expandir o círculo social de uma pessoa, atividades comunitárias, a plenitude espiritual, apoio e orientação, ao invés da incerteza de recompensas na outra vida. Estes benefícios podem compensar o impacto negativo da expectativa de vida na religiosidade - que na prática reduz a preocupação com a vida após a morte - e, portanto, incentivar o envolvimento religioso", diz Papyrakis.

Fonte: EurekAlert, 10/4/2011




Esta tendência, distância da religião até a maturidade, não irá mudar tão cedo. As pessoas estão menos interessadas em religião. Descobriram que não precisam dela para serem boas pessoas.

Quando se ligam à religião, as pessoas possuem fidelidade menor às igrejas. Portanto, estão dispostas a mudar se receberem algo "melhor" de outro lugar.

É a religião de conveniência. Não considero ruim, se for levada a sério, enquanto durar o vínculo.



Parafraseando Vinícius de Moraes: vínculo religioso, que seja infinito enquanto dure.

O grande problema é a falta de intensidade nos vínculos afetivos, sociais, profissionais, ...

Sem intensidade a experiência é pequena e o aprendizado também.



No Brasil e em uma parcela do mundo Ocidental crescem as igrejas que tem nos ganhos pessoais no presente seu ponto maior apelo para a conversão.

Clique Aqui
O budismo cresce na onda da qualidade de vida. Igrejas protestantes incentivam seus fiéis a desenvolverem bens materiais. Igrejas orientais propõem que a alma da pessoa é perfeita. Todos os tipos de benefícios reais e imaginários são propostos.

As pessoas são muito pragmáticas: o que eu ganho frequentando esta religião? Elas querem ganhar. Sempre encontram alguém disposto a oferecer o que elas querem.

Neste meio floresce o charlatanismo e a exploração emocional.

É tanta exploração, tanta crendice, tanta besteira que a "religião" que mais tem crescido no Ocidente são os sem religião.

Uma parcela dos conservadores estão perdendo aquele ranço que associa sexo ao pecado.

O Papa Francisco está abrindo a sua igreja para uma visão menos rancorosa da realidade.

São avanços. Permitem com que as pessoas vivam com mais simplicidade sua espiritualidade.

A crente pode sonhar com os prazeres do sexo, com a bênção do pastor e da Bíblia.

Cada vez mais a religião é associada a conquistar melhor de qualidade de vida.

"Sou desta religião porque me sinto melhor assim."



O melhor envolvimento com a religião é esta: se a pessoa se aprofunda na vivência da sua religião, ela terá sempre algum aprendizado.

Lógico que deve evitar os pilantras e as charlatanices que existem em todos os meios.

Se envolver com o que você acredita é a melhor forma de amadurecer e ter experiências que possam trazer sabedoria.

Lembre: não seja apenas um "consumidor" que senta e escuta. Participe! É na participação que estão os grandes ganhos.

A religião e a espiritualidade devem gerar benefícios para a pessoa. Os melhores são os benefícios do aprendizado.

Quem aprende e tem mais sabedoria vive melhor e supera com mais facilidade os desafios da vida.

Ter benefícios no presente deve ser consequência de seu envolvimento, aprendizado, estudo e, PRINCIPALMENTE, das ações que tiver ao longo de sua experiência religiosa.

A transformação acontece através da ação. Os estudos são o suporte que deve orientar a ação. Desenvolver qualidades, habilidades e sensibilidade é fundamental para ter ganhos sadios no presente.

Neste sentido, a noiva virgem do início deste texto está de parabéns: ela é coerente com sua crença. Ela vivencia e com isto desenvolve conhecimentos e experiências sadias.

Cada um escolhe seu caminho. Mas, ele deve ser coerente para que não vire hipocrisia.

A hipocrisia foi o traço de personalidade que Jesus apontou para seus discípulos como sendo um dos piores. E é mesmo um dos piores; porque trava o crescimento das pessoas e zomba da fé das outras pessoas.



Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis



Dicas, pensamentos, mensagens e novidades do site Psicologia Racional




Dica: 

Na coluna da esquerda, clicando no marcador "religiões" abrirão dezenas de textos sobre este tema.

Escolha o que prefere e boa leitura.




Leia também:

Saber pedir para Deus e receber o que é realmente importante para sua vida

Surpreenda-se com o pastor que agradece a Deus, em público, por ter uma esposa gostosa. Porque expressar amor e carinho em público ofende algumas pessoas?

Ateísmo do filho, a preocupação da mãe e o medo da liberdade



A pornografia pode te fazer aprender ou sofrer. Histórias de vícios e de descobertas libertadoras.

As pessoas estão tão acostumadas com propagandas enganosas que não se sentem enganadas.





Atenção: 

receba todos os novos textos do site Psicologia Racional no seu email. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email (será mandado um email de confirmação, clique no link deste email para efetivar a inscrição). Outra opção é você se tornar seguidor do site.

É simples! É rápido! É fácil!







Fonte: Facebook

Aqueles que tornam a religião uma piada apenas 
apressam a separação entre espiritualidade e religião.

Na realidade, estes líderes religiosos são frutos de pessoas interessadas 
em ganhar muito realizando pouco.

O que transforma o ser humano são suas ações positivas e caridosas.
Dinheiro não compra nada!
Dinheiro não compra a verdade.
Dinheiro não compra o amor.
Dinheiro não compra a bondade e o servir ao próximo.














Para você que está conhecendo o site PSICOLOGIA RACIONAL: este site se propõe a ter textos originais que discutam assuntos do cotidiano. São textos que podem servir para reflexão sobre a vida que cada um leva.

Para manter contato sugiro que você coloque este site entre seus favoritos. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email, para receber as novas postagens do site Psicologia Racional no seu email. Você também pode se tornar seguidor.






Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções







2 comentários:

  1. Me desculpe, só que o tema do post não tem nada haver com o conteúdo. Procure saber mais sobre o que as igrejas evangélicas pregam e como vivem no meio da sociedade. Receba isso como uma crítica construtiva.
    B. Cristine

    ResponderExcluir
  2. Eu percebo isto com pessoas da minha família.
    Juliana Silva

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...