quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Religiosos esculacham com a religião, e os "sem religião" já são o terceiro maior grupo na humanidade



Ideias são transformadas em objetos de consumo.





Bispa lança perfume com cheiro de Cristo, diz manchete da internet.

Pensei que era mentira do jornal on-line. Mas, era verdade.

A bispa, política e comerciante sabe que as pessoas adoram ser iludidas.

Estas pessoas não se importam com a verdade e nem com o ridículo.

A verdade é que tudo é possível numa época de poucos cuidados com a língua e muito interesse no bolso.

Com a língua solta fala-se e faz-se as maiores besteiras.

Uma parte aplaude. Outra parte fica desconfiada.

O que acontece com quem fica desconfiado?


Quem verdadeiramente confia em um Papa que briga contra o uso de camisinha?

Ou em espíritas que a cada dia inventam uma nova teoria?

O princípio do charlatanismo é gerar uma aura de mistério e de importância naquilo que se faz.

Uma parte idolatra o charlatão, a outra parte fica eternamente desconfiada.




Tem gente que acredita que o mundo vai acabar logo, logo?

Espertões, que tudo sabem, aproveitam a oportunidade para alegrar a vida de pessoas vazias.

A maioria vai se afastando de tudo que "cheira" espiritualidade.

Mais desconfiança!

Para cada crente que o bispo Macedo converte, gera pelo menos 10 raivosos contra a religião.



As religiões deveriam servir para as pessoas estudarem juntas, compartilharem o saber e experiências nobres.

Sozinhas, as pessoas geralmente optam pela preguiça e pela ignorância.

Individualistas, as pessoas acreditam que pelo menos não estão em má companhia.

Clique Aqui
Moral da história: o grupo religioso que mais cresce no mundo é o dos não religiosos. "A categoria "não-afiliada" abrange todos aqueles que não professam nenhuma religião, de ateus e agnósticos até pessoas com crenças espirituais, mas sem ligação com uma fé estabelecida." (Reuters)

Depois dos cristãos e dos muçulmanos, os sem religião é o maior grupo.

IMPORTANTE: 
eu acredito que parte da paz mundial dependerá deste grupo crescer e diminuir o poder das religiões institucionalizadas.

Pelo menos, eles servem de senso crítico quando alguém quer vender a casa para dar a algum pastor, comprar o perfume que cheira cristo, acreditar em alguma ideia maluca espírita ou aceitar a pedofilia em escolas religiosas islâmicas.

A característica de uma sociedade narcísica consumista é a produção de ideias e conceitos que são transformados em objetos de consumo e de desculpa para uma vida vazia e improdutiva.

E pensar que eu leio a Bíblia todos os dias...


Sugiro para você a Filosofia Caminho Nobre, a espiritualidade sem religião, sem megalomania, simples e profunda.



Autor: Regis Mesquita
Contato e Terapia: regismesquita@hotmail.com





CONHEÇA E LEIA, CLIQUE AQUI

O homem que imagina ser completamente bom é um idiota. Friedrich Nietzsche






TEXTO PROTEGIDO PELA LEI DE DIREITOS AUTORAIS


Os textos do Blog PSICOLOGIA RACIONAL, escritos pelo seu autor Regis Mesquita, estão registrados e protegidos.


Proibida a reprodução! Este artigo não pode ser reproduzido por meio impresso, eletrônico ou qualquer outra forma sem a autorização escrita do seu autor (SAIBA MAIS).






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...