sexta-feira, 3 de abril de 2015

Estratégias para viver melhor e sem ansiedade. Desenvolva calma mental para multiplicar sua satisfação.







O que acontece em sua mente quando você que entra em um restaurante?

Talvez você não perceba, mas (provavelmente ) você entra em um estado de condicionamento mental no qual a ansiedade é fio condutor de sua ação.

Funciona assim:


o cheiro da comida e a visão do ambiente disparam um processo de alienação e automatismo em sua mente.

Neste momento o gosto da comida e o prazer são colocados em segundo plano.

O comportamento impulsivo toma conta. Você começa agir por impulso, com baixo nível de sensibilidade e percepção corporal.

Coloca uma garfada de comida atrás da outra na boca, com a mente desfocada do ato de se alimentar.

Em pouquíssimos minutos você já comeu e pouco aproveitou do prazer - e reforçou o comportamento ansioso.



Se você é um cidadão comum, você possui pouca capacidade de sentir satisfação.

Nas situações mais corriqueiras você fica com a mente desconectada da realidade.

Não completamente desconectada (seria a loucura total).

Mas, suficientemente desconectada a ponto do foco e da atenção não estarem direcionados para o que você está fazendo.

Você está demasiadamente treinado para manter sua mente cheia, tensionada e excitada.

Mil pensamentos, mil desejos, mil projetos, mil sentimentos, mil opiniões.

E pouca realização concreta.

É a receita certa para o stress e para a perda de controle.

O que pode gerar obesidade, depressão, dores no corpo e o mais comum: angústia e ansiedade.



A mente cheia gera alienação, que gera impulsividade e pouca satisfação.

Este processo é intensificado cada vez que você vai almoçar (refeições).

Por isto, a hora do almoço é um momento muito propício para você aprender a aquietar a mente, focar no fator mínimo (paladar e olfato) e atingir a satisfação.

Faça assim:

1) tenha a consciência de que o cheiro da comida e a visão do local vão desencadear um processo de ansiedade e alienação em sua mente.

Por isto, comece a se preparar antes para manter o foco na alimentação.

2) Ao preparar seu prato coloque pouca comida. Se precisar, repita. Mas, coloque pouca comida.

3) Aguarde para começar a comer. Espere pelo menos três minutos (depois que colocou a comida no prato) antes de dar a primeira garfada. Olhe para a comida e sinta o cheiro.

É nesta hora de privação que você vai combater a alienação.

4) Coloque pouca, muito pouca comida no garfo.

5) Sinta o gosto da comida antes de dar as primeiras mastigadas lentas. Agora é hora de sentir o gosto da comida. Saborear, focar em perceber os sabores. Demore com a comida na boca.

6) Mantenha sua atenção focada na alimentação. Qualquer outro pensamento deverá ser descartado e desestimulado.

7) Se você for muito ansioso é fundamental que levante da mesa com fome ou com vontade de comer mais.



Clique Aqui
A função desta estratégia de comportamento é te despertar para aumentar o prazer em sua vida e diminuir a ansiedade.

Mantenha este comportamento por, pelo menos, seis meses. Você precisa de tempo para experimentar em você a satisfação que é ficar com a mente suave, descontraída, serena.

Poucas pessoas conseguem, atualmente, atingir um nível de calma mental que permita a multiplicação da satisfação.

A alimentação é um bom estímulo para aprender a atingir este estado mental.

Para saber mais sobre a mente serena e em paz gerando satisfação: leia e estude os textos do blog Caminho Nobre.



A alimentação se tornou um ponto chave na rotina de muito estímulo e pouca satisfação que as pessoas levam.

Observe:

"As pessoas estão viciadas em sempre querer mudar, sempre querer ser diferente, ser mais.

Converse com qualquer pessoa, ela está sempre direcionada para o que não é.

Sempre cultivando a insatisfação." (Serei um aproveitador de tudo que há em mim)

Esta pessoa direcionada para o que não é terá pouco autocontrole.

Ou seja, terá menos capacidade para manter a consciência focada no sabor e no cheiro, que é de onde virá a satisfação na alimentação (lembre-se que a satisfação tem o poder de irradiação, dura no tempo e se espalha por outras áreas da vida da pessoa).

Este problema não será só na hora de comer. Será em todos os momentos, é uma forma da mente funcionar (mente reativa).



Aquietar a mente e reaprender a manter a consciência focada te trará mais satisfação e maior capacidade de solucionar os problemas.



Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis





Expresse sua gratidão.

Recomende esta postagem no G+, compartilhe no Facebook, retuite ou mande o link deste texto por email.



Acompanhe o site Psicologia Racional no FacebooK

Clique em "Curtir Página"







Preste atenção em você para identificar todos os seus recursos pessoais. Superação e ir além dos limites.






Para refletir:


Um dos maiores vícios modernos é a mania das pessoas de terem opinião sobre tudo.

Não sabem parar os pensamentos, não sabem segurar a língua.

O resultado é muito julgamento, muita negatividade, muita desavença, muito desestímulo.

Penso que um dos primeiros passos para quem quer desenvolver a bondade é parar os pensamentos e não ter nenhuma opinião na imensa maioria das situações.

Primeiro porque ter opinião não muda nada. Segundo porque opinião sem conhecimento profundo da situação é uma porta escancarada para a negatividade.

Prefira manter a mente clara e serena, com poucos pensamentos. Se quiser ajudar, prefira emanar vibrações de paz dirigidas aquelas pessoas. Suas vibrações serão um pequeno estímulo para a pessoa fazer as escolhas delas com mais equilíbrio.

Pode parecer pouco, mas é muito mais eficiente do que a maldade e a ignorância que se escondem na maioria das opiniões.

Regis Mesquita
http://caminhonobre.com.br/


Leia:

A quietude da mente gera paz e serenidade



Dica:

Você pode receber os textos do site Psicologia Racional no seu email.

Na coluna da direita existe um lugar para você incluir seu endereço de email. Depois é só confirmar quando receber o email de confirmação (para evitar spam).



Leia também:

Dezenas de textos sobre autocontrole

Eu acho que eu nunca vou ser a melhor em nada

Usufruir a vida. O que, de verdade, significa isso?

Aproveitar do que se é, a melhor forma de mudar a vida (e o corpo)

Eles preferem sofrer com o que é conhecido por terem medo do desconhecido

Eu vou conseguir, eu vou conseguir. O que é realmente um pensamento positivo?










Gostou das imagens deste texto?
Pode compartilhá-las com seus amigos.

Quer ter acesso a centenas de outras imagens para você escolher?
Clique aqui (Facebook) ou aqui (Pinterest)



Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...