domingo, 13 de fevereiro de 2011

Ateísmo do filho, a preocupação da mãe e o medo da liberdade



Ateu, agnósticos e sem religião. Como conhecer e aceitar esta pessoas.



Por Regis Mesquita



O ser humano tem medo da liberdade.

Imagina sempre que sem as amarras mentais o ser humano irá se perder em instintos egoístas e destrutivos.

O ateu, por exemplo, é visto como uma pessoa que por não ter o "temor" a Deus, é capaz de fazer qualquer coisa.

Perdeu o temor a Deus, perde o rumo, prejudica os outros - será verdade esta idéia?

Convivo com dezenas de ateus. E, talvez, Deus os tenha colocado ao meu lado para que eu pudesse olhar a verdade, sem preconceitos.

São pessoas normais. Alguns são legais, outros chatos. Alguns são bondosos, outros são anti-éticos. Alguns são altruístas, outros são egoístas. IGUALZINHO os crentes em Deus que eu conheço.

Vivemos uma época fantástica. A época em que as pessoas podem seguir suas vocações, experimentar diferentes modos de vida e cultivar diferentes valores e pensar livremente.

Isto permite com que as pessoas possam ter mais oportunidade de serem felizes e evoluírem espiritualmente.

Uma das mais importantes contribuições dos ateus é romper com esta impregnação mental de que precisamos temer a Deus e suas punições para caminharmos rumo à evolução e à uma vida plena da  verdadeira espiritualidade.

Pessoas como o Betinho, o ateu que criou a campanha contra a fome, uma pessoa boníssima e espiritualmente muito elevada serve como uma espada a romper os grilhões do atraso mental em nossas mentes.

Ele fez mais pela evolução espiritual do Brasil do que todos os bispos católicos e evangélicos juntos.

Ele deu o exemplo, ele amou o próximo, ele cultivou a gratidão, a compaixão, o respeito, a bondade. Como poucos, esteve próximo de Deus.

Clique Aqui
Não, o ser humano não precisa de ameaças de um Deus punidor para evoluir e seguir um bom caminho.

Na minha opinião Deus está muito satisfeito com grande parte dos ateus.

Um dia, quando eles tiverem rompido com todos estes condicionamentos mentais religiosos, os ateus deixarão de confundir Deus com religião.

E os religiosos, que acreditam que o humano precisa do temor a Deus, perceberão que terão muito a aprender com os ateus.

 Se o teu filho escolher pelo ateísmo, aceite de bom coração. Apenas o oriente para não confundir Deus com religião. Nem confundir espiritualidade com regras e preceitos religiosos.

Tenha certeza que seu filho ateu terá as mesmas chances de ser uma pessoa honesta, trabalhadora, sensata, educado, caridoso, etc. Um filho ateu pode ser uma graça em sua vida, da mesma forma que um filho religioso também pode ser.

Não se angustie. A vida dele não dependerá desta escolha. Foque em trazer para ele bons valores, bons exemplos e muita orientação. A vida continua e, talvez, no momento certo ele resgate sua fé. 


Este texto foi escrito para responder a pergunta de uma mãe angustiada com a liberdade de pensamento de seu filho.


Autor: Regis Mesquita
Siga-me no Twitter - http://twitter.com/mesquitaregis


No Facebook: https://www.facebook.com/apsicologiaracional/







Leia também:


Os ateus também querem ser amados

A importância dos ateus para tornar a humanidade um ambiente melhor para se viver. Sem discriminação contra ateus.

Jovens sem religião têm menos preconceitos, são mais altruístas e educados. Sem medo de seu filho não ter religião.

Preconceito e ódio no Brasil

Um milhão de cristãos assassinados na última década – direitos humanos violados










7 comentários:

  1. EU SOU ATEU;NÃO ACREDITO NA EXISTÊNCIA DE DEUS,ANJOS;VIDA APÓS A MORTE E NEM NO DIABO E NO INFERNO;PARA MIM EXISTE SOMENTE A TERRA E NÓS SERES HUMANOS,AQUÍ COMEÇA E TERMINA TUDO,APÓS A MORTE NÃO HÁ NADA.COMO ATEU EU VEJO QUE A MINHA POSTURA COMO SER HUMANO É MUITO MAIS CORRETA DO QUE MUITOS CRENTES:COISAS COMO:AMAR O PRÓXIMO COMO A TI MESMO OU HONRAR PAI E MÃE OU NÃO MENTIR,NÃO MATAR;NÃO ROUBAR E TANTOS OUTRAS COISAS QUE OS CRENTES SE GABAM DE SEREM AS BASES DO CRISTIANISMO,COMO SE ELES TIVESSEM INVENTADO ISSO TUDO;NA VERDADE TUDO ISSO SÃO PRECEITOS HUMANOS;DE TODOS OS HOMENS;ANTES DE EXISTIR O CRISTIANISMO;ESSES PRECEITOS JÁ EXISTIAM,DESDE DOS TEMPOS DAS CAVERNAS ISSO VEM SE DESENVOLVENDO.OS CRENTES TEM QUE MUITO AINDA PARA APRENDER CON OS ATEUS.EU NÃO CONFUNDO DEUS COM RELIGIÃO;PARA MIM DEUS NÃO EXISTE,E RELIGIÃO E MITOLOGIA.

    ResponderExcluir
  2. Concorco com vc Rodolfo.

    ResponderExcluir
  3. Amigos, apesar de não concordar com vocês tenho claro que ninguém precisa da ideia de um Deus para ser pessoa honesta e digna.
    Sejam bem vindos sempre.
    Acrescente este site aos seus favoritos e não perca contato com ele.

    abraço,

    ResponderExcluir
  4. Oi! Gostei de seu texto! Mas, queria te chamar a atenção para algumas coisas que acho que ele quase deu um enfoque, mas creio ( palavra temerosa nos últmos tempos ) que poderia ser mais incisivo em alguns contextos que são reais de forma igualitária pelas duas opniões ( religiosos e ateus ). Quero ser educado, oferecer respeito mas vou expor minhas idéias e quem sabe colaborar.Não vou falar sobre a veracidade de ambas posturas pois, não é esse meu discurso!
    1º Ateísmo é um fenomeno humano e sujeito as mesmas falhas de compromissos ou consistências com a postura, igual a religiosa, são os humanos que as exercem.
    2º Muitos ateus agressivos em seus blogs e comentários ( sei que religiosos fazem isso, mas como seu textos parece ser para uma pessoa se apaziguar com o ateísmo enquanto escolha de alguém tomo a de alguém não menosprezar a posição religiosa ) não conhecem tão afundo algumas posturas de intelectuais que lideram o movimento. HÁ linhas de pensamento ateu que argumentam por A+B que não existe moralidade. Então eu acho que falar tão prontamente que não se precisa de Deus, ou religião, para ser correto seria importante lidar com esse ponto!!! Pois como você disse, há uma mãe que se preocupou com a posição do filho, será que o medo dela não era vindo disso que lhe falo? Ela não me pareceria uma boa mãe se não presasse pela boa condução do filho observando como eu disse acima, que HÁ linhas de pensamento ateu que negam a existência da moral!
    3º Vivemos num período onde o Secularismo é cada vez maior, é praticamente a posição pública ( escolas, governo, faculdades públicas ). Eu pergunto: o quanto esse jovem conhece das religiões?? Onde ele conheceu???? Com quem???Séria o mais importante!!! Ao contrário de uma marca que possue um dono, religião é tido como um componente cultural, e que estranhamente é cada vez mais comum se alguém for argumentar a favor, é tido, na melhor das expressões um ingênuo.
    4º Uma modo muito comum é o anacronismo ao falar de religião. Como o caso do youtuber que "debunked" a bíblia por usar a palavra morcego para se referir a uma ave, mas mal sabia ele que o Darwin também, no tempo dele incorria no mesmo erro. Mas ele não rasgava a Origem das Espécies, mas a bíblia era "debunked". Pode se enganar que estou querendo justifica a bíblia ou Darwin, não, não é isso, mas sim ilustrar que há dois um peso e duas medidas na forma de lidar com religião! Será que há mãe não entreolhava isso?
    5º Ciência é ciência, goste ou não! Prolifera o número de pessoas com visões particulares sobre crítica textual em textos religiosos, mas por exemplo no cristianismo há UNIVERSIDADES, que são RECONHECIDAS igualmente a Havard ou Oxford! Não me arrisco a dizer que a mãe em questão soubesse disso, mas será que o filho dela sabia? Que há um estudo nessa orientação. Nota: um caso interessante é o Pondé, qué é ateu e é um professor na PUC na área da religião!
    Sei que é massante textos longos em comentários, mas há uma agressividade no ar, que não tem como eu fazer um posicionamento esperando ter um recebimento justo na apreciação de minha posição sem antes já "minar" os famosos ataques a religião!
    Intuí em seu texto que você é ateu, talvez eu esteja enganado! Mas vou te deixar um link de um ateu e espere que aprecie ( http://www.americanthinker.com/2010/03/secularisms_ongoing_debt_to_ch.html ) e uma dica de leitura de outro Biólgo ateu que não acha religião algo tão permissivo David Sloan Wilson, Darwin's Catedral, e entenda o que talvez não consegui ser claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, não sou ateu. Sou espírita. Inclusive escrevi um livro sobre reencarnação: http://www.nascervariasvezes.com/p/introducao-do-livro.html
      Sua contribuição é bem vinda.

      Excluir





  5. Bom dia, Regis! Eu procurava algo na internet pra ler, que pudesse me ajudar, pois minha filha de 15 anos, se diz ateia e eu não entendia, bem como não aceitava... Com o tempo me ative somente a dizer oq vc mencionou acima, sempre lembrando que Deus não é religião, e que ela deveria tentar ve-lo de uma forma diferente, fora do contexto religioso...Vou tentando, e ler oq escreveu me trouxe mais uma luz, fiquei feliz e sinto meu coração mais calmo, porque de fato, minha filha é alguem especial, bondosa, estudiosa, inteligente, carinhosa, alguem que Deus com toda a certeza se alegra por ter criado... Agradeço suas palavras, e vou acompanhar seu blog, suas palavras me ajudaram muito, obrigada de coração!












    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...