quarta-feira, 20 de abril de 2011

Demi Lovato: automutilação, exibicionismo, distúrbio alimentar e a busca do ego inflado








Este texto não julga a cantora. Ela sofre e é partícipe do seu sofrimento. Ela, como todas as pessoas, precisa saber o que pode fazer para SE AJUDAR.

Leia o texto abaixo com respeito pela cantora. Que o sofrimento dela possa ser um alerta para milhares de adolescentes que também estão sofrendo. É muito importante que você entenda a origem de vários problemas e possa evitá-los.


"Comecei a me mutilar aos 11 anos". Assim disse a cantora teen Demi Lovato. 

Basicamente, ela não gostava de seu corpo e era incapaz de lidar com a frustração, então ela se automutilava, para ter alívio.


Ela continuou insatisfeita com o corpo, começou a comer e forçar o vômito. Depois passou a agredir pessoas.

Acabou internada, de lá mandou cartinhas aos fãs. Continuou se exibindo, numa postura praticamente COMPULSIVA de exibição (Obs: estou me referindo à personalidade da cantora. Outras pessoas que se mutilam possuem outros perfis de personalidade. Leia mais nos links abaixo).

Para quem é psicólogo e está acostumado a fazer psicodiagnóstico, fica com a sensação de que a adolescente está indo direto para o fundo do poço.

O que a leva para o fundo do poço é exatamente o que ela não trata: o ego inflado que tomou conta da sua vida. Ela se reduziu a isto.

ego inflado gera uma tensão psíquica enorme. Quando faltam valores nobres, hábitos saudáveis e referências positivas, o problema se agrava muito.









Ela possui uma mente com sérias dificuldades para lidar com as frustrações e com os impulsos psíquicos. Associado à uma vida com valores distorcidos, vira uma "bomba prestes a explodir". E, o pior, ela super valoriza o que a faz adoecer.

São os novos Michael Jacksons que a indústria do entretenimento não para de produzir.

Ela precisa desenvolver o autocontrole, melhorar sua autoestima e viver com mais equilíbrio.

O que um pai/mãe deve aprender com esta situação:

A educação pressupõem proteger seu filho, sempre e quando suas dificuldades forem potencializadas pelo estilo de vida que ele estiver levando. Isto se chama EQUILÍBRIO.

Exemplo: existem garotos(as) que "não funcionam" de manhã. Portanto, o ideal é que eles estudem à tarde.

Outro exemplo: se seu filho é superprotegido e você tem medo dele se expor em um transporte público, talvez seja necessário ele começar a andar de ônibus e aprender a se virar.

O que quero dizer é que devemos oferecer o melhor para o desenvolvimento pessoal dos filhos. Buscar o equilíbrio e o desenvolvimento de potencialidades que possam neutralizar as dificuldades.

Equilíbrio é a palavra chave.

Propicie ao seu filho outras oportunidades que complementam seu desenvolvimento. A oportunidade de servir, por exemplo. Toda criança e adolescente tem que receber bastante, mas também deve aprender a oferecer, ajudar, servir (leia mais aqui). Deve haver um equilíbrio entre se preparar para um mundo competitivo e saber colaborar, trabalhar em equipe.

Um dos principais ensinamentos deve ser: diminuir o orgulho e a a vaidade para diminuir a agressividade e a raiva (sentimentos negativos).



Quem faz cutting presta seu depoimento
Clique Aqui
A automutilação sempre vem acompanhada da raiva e alívio (veja os links acima). Quando existe uma grande tensão psíquica, a pessoa pessoa precisa extravasar. Extravasar com raiva é sempre uma saída negativa.

Esta cantora precisa diminuir sua necessidade de chocar, exibir-se negativamente. Uma cantora tem que aparecer, é sua profissão. Mas, ela pode aparecer associada ao que é positivo e tolerar não aparecer nos momentos de privacidade (que é quando explode).

É importante notar que a maior parte das pessoas que se automutilam não querem aparecer. Ao contrário, querem "sumir". A cantora se agride nos momentos de privacidade que deveriam ser momentos de paz e descanso. Estes momentos tornaram-se os momentos de maior sofrimento.

Viver em paz, tolerando a angústia e a frustração, com a mente serena e tranquila é o resultado de um treinamento para fortalecer a mente.

Todos podem superar este problema. Com autocontrole e, principalmente, se esforçando para superar a raiva que está dentro de si.


Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis




Complemento:

Aos 21 anos, ela deu uma entrevista na qual afirma que superou a automutilação. Que bom! Ela pode agora servir de exemplo de cura para muitas outras adolescentes (a maioria das pessoas que se automutilam são adolescentes do sexo feminino).

O comentário abaixo foi colocado aqui no site Psicologia Racional: "Hoje, depois de dois anos em que essa matéria foi escrita, a Demi se expõe muito menos, é até raro vê-la em premiações e etc. Ela vive numa sober living room e tem hábitos saudáveis...".

Torço por ela, quanto mais amadurecida melhor lutará contra seus problemas. Fica a dica para as meninas que lerem este texto.





Eu agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link deste texto por email.



PS: o texto é sobre é um alerta! É baseado na personalidade da cantora. Pessoas são diferentes. Possuem histórias diferentes, personalidade diferentes e estrutura psíquica diferente.

Cada tratamento, para ser bem sucedido deve levar em conta as características de cada um.





Clique em "Curtir Página" para curtir nossa página





Leia também:






Frase Dalai Lama. Não permita que o comportamento de outras pessoas destrua sua paz interior.






Entenda o sentido da vida e se fortaleça.






Clique aqui para ler gratuitamente alguns capítulos e/ou comprar o ebook do livro.





Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.



21 comentários:

  1. sei querer ofender o site,quando eu começei a ler o texto sobre a Demi,eu achei meio que ofensivo o texto,como se tivesse colocando a culpa toda nela,tá,tudo bem que ela se cortava mas já falando que ela só quer ficar se exibindo querendo chamar a atenção de todo mundo já é demais,até no video que ela falou que começou a se auto mutilar com 11 anos ela falou que tentava esconder os cortes.E eu tambem sei como é isso,as vezes quando fico com raiva eu corto meu pulso,e é a pura verdade,eu não estou mentino

    ResponderExcluir
  2. Gente a Demi não é exibida

    Eu ja me tratei da auto multilação , pois tive problemas emocionais e nao se trata de ser exibido não, MUITO PELO CONTRÁRIO, as pessoas que fazem isso tentam esconder para não serem julgadas


    ESSE MUNDO DE HOJE EM DIA PRECISA OUVIR UMAS POUCAS E BOAS !

    ResponderExcluir
  3. Queridas colegas,

    não disse que ela se mutila PARA aparecer. Não existe isto no texto. Eu disse que a compulsão é agravada pela contexto de vida dela.

    Observe este trecho: "O ego inflado gera uma tensão psíquica enorme. Quando faltam valores nobres, hábitos saudáveis e referências positivas, o problema se agrava muito".

    Ela precisa ser protegida, tratada e se reestruturar.

    Beijos,

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir
  4. Só mais uma coisa: dizer que ela não é exibicionista é demais...

    Aliás, ser exibicionista não é um defeito, o problema é a falta de equilíbrio do conjunto. Basta ver o resultado da vida dela e de outras pessoas para entender o que digo.

    Beijos.

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ontem soube que seguindo o "exemplo" dessa Demi Lovato minha afilhada de 12 anos começou se automutilar para se sentir aliviada "das pressões". Tenho uma filha de 9 anos e estou profundamente preocupada com os exemplos de hoje em dia.

      A Demi diz olhem entrevistas em inglês "que ficava aliviada quando sentia a dor!" me poupe! Sangue chama a atenção e é LÓGICO QUE ela queria chamar a atenção e AINDA HOJE O QUER!

      Excluir
    2. Ninguém se automutila por seguir exemplos dos outros, e sim por coisas que está acontecendo e não conseguimos explicar a ng e quando explicamos todos julgam, eu me auto mutilo e tenho motivos para isso, e quando as pessoas veem meu braço me julgam as vezes vcs tem que procurar a entender e muitas vezes é porque nos sentimos sozinhas.

      Excluir
  5. na minha opinião não é questão de querer se mostrar mas pelo o q eu vi na internet a Demi quando era criança sofria bullyng por ser gorda se uma psicóloga fala mal de uma pessoa que está precisando de tratamento psicológico pelo amor de Deus será q ela sab realmente o que é auto mutilação ?

    ResponderExcluir
  6. Por favor, ao fazer comentário colocar o nome.

    Se você ler o texto com ATENÇÃO entenderá o que está escrito.

    O blog é um lugar para dar opinião. É muita infantilidade achar que quem precisa de tratamento psicológico não tem de saber da sua própria realidade.

    Coloquei este texto para alertar muitas meninas que se auto-mutilam e que carecem de textos que possam usar para refletir sobre sua própria vida, suas escolhas e atitudes.

    Abraço,

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir
  7. Eu tbm sofro Bullyng na escola! e acho q esse "negocio" de se mutilar nao é para se mostrar é por sofrimento mesmo...

    ResponderExcluir
  8. Nana, converse com seus pais sobre o Bullyng. Não fique sozinha!
    Com relação ao texto LEIA COM ATENÇÃO. Em NENHUM momento eu escrevi que ela se mutila para se mostrar. Aliás, a imensa maioria das pessoas que se mutilam NÃO é para se mostrar.

    Abraço,

    Regis Mesquita

    ResponderExcluir
  9. A Demi nao fez tudo para aparecer...
    Tenho problemas iguais d ate piores que os dela.E uma coisa que eu odeio em vcs(sociedade)é isso vcs JULGUAM PESSOAS como eu...Existem tantas pessoas como eu,acho que a sociedade tem que se preocupar com vc e sua familia.TEMOS PROBLEMAS E NOS NAO QUEREMOS APARECER!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Você NÃO é igual à Demi Lovato. Você é você, ela é ela. Você tem outra vida, outra personalidade, outra história, outra cultura. Assuma a sua vida, será um bom caminho para sair do sofrimento.
    Beijos e boa sorte.

    PS: leia as outras respostas aos comentários.

    ResponderExcluir
  11. Olá, eu estou numa difícil luta contra a automutilação e eu percebo isso, eu sou sim um Lovatic grande fã da Demi e eu tenho essa necessidade das pessoas gostarem de mim. Eu me sinto mal e estranho com os outros, me sinto inferior, um lixo. Nãosei muito bem o que acontece comigo, na maioria das vezes eu não me sinto de alguma forma "digno", me sinto um lixo humano no qual o mundo seria melhor sem mim.

    ResponderExcluir
  12. "Acabou internada, de lá mandou cartinhas aos fãs. Continuou se exibindo, numa postura praticamente COMPULSIVA de exibição"
    Desculpa Regis, mas nessa parte do texto vc se torna ofensivo, até debocha da situação e faz uma acusação clara de exibicionismo intencional por parte da cantora.
    Primeiro, NÃO! Ela não mandou "cartinha" para os fãs. Mas como vc descreve no texto ele vive em um ambiente de exposição constante, aqui entra um problema de PR (Publicidade) para ela e a equipe dela, o fato dela sofrer da doença já era de conhecimento público àquela altura (e era tbm mal visto pelo público em geral) , porém ela nunca havia admitido isso ( o que é uma característica da doença, os "cutters" não se machucam e depois mostram isso, eles escondem, o que vai contra ao senso comum de que fazem isso para chamar atenção).
    E aí a PR entra com a grande sacada, já que não podemos ou não adianta esconder, vamos exibir da forma que satisfaça os nossos interesses.
    Eu, acompanho carreira e entrevistas dela, e não sinto q da parte da cantora haja de fato uma "intenção" de falar do assunto todo o tempo (afinal, ela é a doente), mas a quantidade de vezes que ela continua sendo questionada sobre o assunto me faz acreditar que a PR dela acha interessante divulgá-la dessa forma, afinal sabemos que o que a PR dos artistas não quer que eles respondam, ela simplesmente não deixam a imprensa questioná-los.
    Veja bem, espero que tenha ficado claro que não discordo completamente do texto, mas achei um pouco ofensivo com a cantora que, sim, sofre de transtornos psicológicos que vão além da automutilação.
    De restante, axei o texto muito bom. Principalmente no direcionamento aos pais de adolescentes.
    Como disse gosto e acompanho a cantora, mas me preocupa muito esses adolescentes que a idolatram como uma heroína de um conto de fadas que não possui defeitos como "nós mortais", é preciso saber analisar o quanto da artista é real e o quanto é pura publicidade.

    ResponderExcluir
  13. Olha Regis, na boa, você não sabe nada sobre a Demi. Eu sei pq sou fã dela desde o início do sucesso dela em 2008.
    Na escola, Demi sofria BULLYING, as pessoas diziam que ela era GORDA e FEIA e ela passou a acreditar que por esses motivos ela não tinha amigos. Ela parava de comer para emagrecer mas ainda sim sofria com tudo isso e se auto-mutilava. Em 2010, quando estava em uma turnê com o elenco de Camp Rock, uma das dançarinas que era até amiga dela fez umas fofocas ridículas, e a Demi ficou muito furiosa e deu um soco na menina. Ela viu que o que ela fez foi errado e se auto-internou numa clínica de reabilitação. Assim que saiu, tattoou nos pulsos "Stay Strong" (= Permaneça Forte) para não se cortar mais e lembrar de seus fãs que a amam quando ficasse tentada em se auto-mutilar. Ela nunca fez isso para se aparecer. Sempre sofreu com questões de aparência por que sofria BULLYING por causa dela. Inclusive quando ela estava na reabilitação o pai dela que se separou da mãe dela em 1994 DO NADA apareceu no mundo da mídia alegando que sentia falta da filha e começou a fazer uma cena fingindo que se importava com a filha. Ela fez mais de uma música sobre isso tudo. E com certeza ela está CRESCENDO, EVOLUINDO, APRENDENDO A SER UM SER HUMANO MELHOR, PORQUE PERFEITO, NENHUM DE NÓS SOMOS.
    Portando, NÃO JULGUE SEM SABER, OK REGIS?!
    Atenciosa,

    ResponderExcluir
  14. Julia, na boa, se toda adolescente que é chamada de feia e gorda sair se mutilando vai faltar médicos para cuidar delas. Ela tem (ou tinha) um sério problema mental, que é agravado por um estilo de vida.

    Este texto é um alerta para outras garotas. Já recebi dezenas de emails de agradecimento. São estas pessoas que me interessam.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Gente a questão aqui, não é falar mal, mas apresentar uma situação vivida por uma pessoa da mídia que carregam consigo tais comportamentos que são tidos como transtornos psíquicos, o texto tem como objetivo esclarecer e levar em forma de reflexão para os que sofrem de tais problemas, entendo a defesa de pessoas que gostam ou admiram a artista, porém gostar não significa fechar os olhos para a realidade, esse site não tem como finalidade distorcer a realidade, poderia ser qualquer um artista aqui, porém foi escolhido essa, mais um vez repito entendo as queixas de vocês porém, vejo que quando vocês dizem que vivenciam algo parecido, essa defesa passa a ser não da artista mas de vocês mesmo, então vocês também merecem ser entendidas, pois esse não é um problema fácil, também não se pode fechar os olhos para isso, desejo boa sorte à vocês querida, esse tema realmente se torna polêmico porém, não é a escritora do texto a merecer tais respostas mas sim a doença, essa sim merece ser vista com olhar técnico e humano e ser tratada na raiz..pra que não traga mais momentos de confusão e angústia, abraço..

    ResponderExcluir
  16. Passando pra dizer que hoje depois de dois em que essa materia foi escrita a Demi se expõe muito menos, é até raro vê-la em premições e etc, ela vive numa sober living room e tem hábitos saudáveis...

    ResponderExcluir
  17. Tenho 33 anos e hoje em dia controlo a auto mutilação, a qual comecei aos 15 anos. Sofri muitas humilhações (nada haver com o peso, pois sou magra). Passei a minha vida inteira querendo agradar a todos para ser aceita e amada. Não acho que a Demi faz isto pra aparecer. São varias causas, motivos que começa esse problema. Venho de uma família muito unida e amável. Geralmente são terceiros que vem com o olhar pre conceito apontando você, como se você fosse responsável por isso e no fundo quem sofre com isso, sabe que seria a ultima coisa a recorrer. O corte assim como o sangue alivia a dor tão profunda que nem o choro alivia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu depoimento.

      Existe na automutilação um desejo de ter uma dor que alivia. É uma disfunção psíquica que deve ser respeitada e cuidada.

      No caso da D. Lovato, observe esta resposta: "ela tem (ou tinha) um sério problema mental, que é agravado por um estilo de vida".

      É preciso que as pessoas prestem atenção no que está escrito no texto e nos outros comentários.

      Boa sorte em sua luta.

      Te recomendo este texto: http://www.psicologiaracional.com.br/2013/03/automutilacao-se-cortar-se-bater.html

      Excluir
    2. Concordo sim!!! Quem for pai e mãe deve deixar seus filhos longe bem longe dessa demi.
      Minha irmã passou a se cortar apos começar a ser fã desse demônio.
      Começou a se achar feia.
      Achar defeitos em seu corpo.
      Respira essa mulher vive a vida dessa mulher. N tem mais vida .
      Briga nas redes sociais e com a familia por causa dela.
      E acha a história d vida dela tudo...
      E quer ser e fazer tudo como ela....

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...