quinta-feira, 26 de julho de 2018

Quando sua brincadeira machuca o outro você deve parar imediatamente. Vidas destruídas por pessoas que "zoam" os outros.







Ninguém tem o direito de aumentar o sofrimento de outra pessoa. É comum as pessoas pensarem que zoar alguém é brincadeira. Dizem: "É só uma brincadeira..."

Sim, é brincadeira. Mas, também é maldade que destrói algumas pessoas. Existem as que não ligam, mas a maioria sofre.

Quanto mais frágeis são as pessoas, mais pesadas costumam ser a zoação (leia os depoimentos abaixo).

Quando a zoação termina, a pessoa que zoou segue em frente. E muitas vezes deixa para trás pessoas machucadas, humilhadas e com baixa autoestima.

A regra é: tenha brincadeiras saudáveis.



Você pode dar muitas risadas. Risadas sadias. Você ri e não machuca ninguém.

Evite depreciar, criticar ou diminuir as outras pessoas.

Lembre: brincadeiras não machucam, não depreciam, não humilham, não perturbam a paz da outra pessoa.

Abaixo coloco o depoimento de algumas pessoas que sofrem. São pessoas frágeis que tiveram seus problemas agravados porque foram agredidas moralmente e fisicamente.

Tome uma DECISÃO: vou tomar cuidado para não aumentar o sofrimento de outras pessoas.


Depoimento 1:

Olá, sou Adryélle... Faz 2 anos que comecei a me cortar, não acho isso bonito nem nada, mas é uma coisa que quando faço me sinto tão aliviada, parece que aquele peso que estava nas minhas costas vai embora ... Mas depois olho pro que eu fiz e me sinto um lixo por ter chegado a esse ponto. Isso sempre acaba comigo, o que me leva a me cortar novamente... Sempre que faço isso, é por raiva, medo, rejeição, quando me sinto inútil, culpa, e muito mais coisas. ... Já sofri bullying na escola quando mais nova, por causa do meu cabelo ser enrolado e armado demais meus colegas ficavam me zoando e fazendo brincadeiras desagradáveis, até me colocaram apelido, que era "Vaca Branca", isso é uma coisa que não gosto de falar pras pessoas, pois me sinto muito mal, é como se toda aquela sensação voltasse. Também me zoavam pelo meu pé ser grande, ficavam me chamando de lancha ou algo assim. E por isso tenho vergonha de mim até hoje, por causa do que eu sofri no passado. E é graças a isso que faço o que faço, porque lembro e me dá uma angústia muito grande, aí não tem como escapar...


O respeito começa quando existe a escolha de não aumentar o sofrimento de ninguém. Regis Mesquita




Depoimento 2:

Eu tenho 13, e começei a me cortar a quase 3 meses. ...Eu não me sinto feliz a uns 4 anos. Sofria bullying na escola. Um dia me mandaram em anônimo assim: Você tem que morrer, você não faz diferença nenhuma e ninguém ia perceber que vc sumiu. ... me sinto um lixo, inútil, que não deveria ter nascido, como disseram pra mim algumas vezes, se eu morresse não faria diferença. ... Minha autoestima é péssima, pra falar a verdade, nem tenho.


Depoimento 3:

Me chamo gabi, me corto desde do começo de 2017, ... Ai começou o ano letivo é uns 3 a 4 meninos da minha sala começaram a me jogar em uma poça de esgoto, ... quando chegava na sala a "mais popular" ficava dizendo olha lá vem as cambitos seco...



(para ver mais depoimentos de pessoas que sofrem com a automutilação, clique aqui)


IMPORTANTE: mande o link deste texto para a sua professora.












PARA REFLETIR:

Não se envergonhe de ser quem você é.
Porque tem Alguém que te aceita como você é.
Não se desvalorize!
Não deixe a vergonha e a autodesvalorização tornarem seus dias mais tristes.
Na verdade, todos nascem com suas dificuldades.
É preciso superá-las, uma a uma. É possível!
O primeiro passo é valorizar tudo de bom que você tem hoje.
O segundo passo é usufruir tudo de bom que você tem hoje.
Somente no terceiro passo você decidirá sua meta de mudança.
Mudar é matar uma parte sua para que outra possa desabrochar.
Mudar é deixar algo ir embora, para que novas oportunidades apareçam.
A vergonha pode matar esta sementinha. Não deixe que isto aconteça.
Lembre-se sempre do seu prêmio: no final da jornada, aqueles que te subestimaram conhecerão uma pessoa mais forte, mais bem preparada e mais amadurecida.

Autor: Regis Mesquita
Reflexão baseada nos ensinamentos do livro “A Espiritualidade no Dia a Dia”: https://www.amazon.com.br/dp/B01LXTRN1C










Na sua vida sempre haverá mais juízes do que torcedores. Liberte-se do medo da opinião alheia.






SIGA A PSICOLOGIA RACIONAL NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/apsicologiaracional/

Instagram: https://www.instagram.com/regismesquita1/

Twitter: https://twitter.com/mesquitaregis

Canal do YouTube recomendado: https://www.youtube.com/user/CaminhoNobre








Faça o download do aplicativo através deste link: CLIQUE AQUI










Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...