segunda-feira, 30 de maio de 2011

É melhor ser ovelha negra ou ser ovelha branca? Ser diferente dos outros ao desenvolver suas qualidades









"Escolas produzem ovelhas brancas em massa, todas iguais. O que interessa em qualquer área de trabalho é a ousadia e criatividade das negras". 
Rita Lee



Amigos do site Psicologia Racional,


A cantora e poeta Rita Lee descreve lindamente um tipo de educação que elimina as diferenças (todas iguais).  E com isto mata a criatividade e a espontaneidade.

Todavia ninguém precisa ser ovelha negra para ter ousadia e criatividade.

Basta que a pessoa se aceite e procure se aprimorar. As pessoas devem ser o que são e viver o melhor a partir do que são.

A criança deve ter flexibilidade, deve estar preparada para copiar e criar, imitar e inventar, liderar e ser liderado, respeitar a autoridade e exigir da autoridade, etc.

Ou seja, ela não deve ser nem negra e nem branca.



Ela tem que aprender MUITO a matéria da escola (tirar nove, no mínimo - sempre que houver capacidade) e ser ela mesma, com suas particularidades e suas vocações.

A vida boa é um equilíbrio entre aproveitar as oportunidades que a vida nos dá (escola e trabalho, por exemplo) - posição de recepção - e seguir nossas qualidades e vocações internas - posição de oferta.

O ser humano desenvolveu a consciência através do ato de fazer. Ou seja, a capacidade de planejar na mente e testar na realidade. Fazer, agir, construir, desenvolver, organizar, etc.

Sempre que se planeja e parte para a ação, existe uma forte influência da individualidade.

Quando o sujeito abre mão do fazer, ele se despersonaliza. Ele vira um consumidor.  Sua individualidade fica amortecida, porque consumir é o mesmo que imitar alguém ou imitar um contexto. (Por favor, leia de novo este parágrafo.)


Clique Aqui


Quanto menos você cria, mais MORTA está a sua mente e a sua consciência. Mais prisioneiro você está do desejo de comprar algo para ocupar o VAZIO na mente. Este vazio surge do espaço deixado pela não criação, não realização. (leia mais em Geração Seguidora).

A liberdade está em permitir que as vocações, interesses, intuições (entre outros), que emanam do interior das pessoas, as tornem diferentes. Cada um deve construir seu mundo e eleger suas prioridades.

Concluindo: tenha a certeza de que você pode construir uma vida muito boa partindo do que você é. Use suas qualidades e potencialidades para crescer e melhorar. Você não precisa ser muito diferente do que você é. Você precisa é usar e aprimorar o que você tem de bom.

Não complique sua vida. Use o que existe de bom dentro de você. Aproveite o que existe de bom à sua volta.

Tenha força interior para aproveitar muito as oportunidades. Sonhe menos e faça mais. Aproveite hoje e construa agora o seu amanhã.


Dica de leitura:
Eu sou diferente. Histórias e decisões de quem pratica o Caminho Nobre


Autor: Regis Mesquita
Contato e Terapia: regismesquita@hotmail.com


SIGA A PSICOLOGIA RACIONAL NAS REDES SOCIAIS












Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...