sábado, 30 de julho de 2011

EUA, o consumismo é o orgulho que destrói. Sua vida é assim?



Consumismo e excesso geram confusão, desavença, desequilíbrio e trabalho inútil






Um amigo me diz: "o que sobra para os EUA além de fazer guerra? Foi guerreando que todos os impérios acabaram".

Ele se referia à proposta dos republicanos, aceita por grande parte dos democratas, que cortam gastos com saúde, educação e assistência social e mantém intacta a máquina de guerra do país.

Ele me perguntou: "como psicólogo, como você vê isto"?

Respondi: ORGULHO.



Os EUA se desenvolveram em cima de conceitos nobres: trabalho, liberdade, igualdade. Os pioneiros impediam que alguém tivesse grandes propriedades de terra. Pois todos deviam ter a sua própria propriedade e aqueles que gerissem melhor ganhariam mais. Ou seja, EFICIÊNCIA e INOVAÇÃO.

Os EUA foram e ainda são o país do trabalho comunitário. No Brasil temos a idéia do público como o espaço de ninguém. Lá o público é o espaço de todos.

Lembro que visitei uma biblioteca nos EUA. O que me chamou a atenção era a quantidade de doações que a biblioteca recebia. Livros, computadores, o prédio, reformas do prédio, cadeiras, mesas... Parecia que todos da redondeza faziam questão de colaborar. Este comportamento faz parte do ideal americano, aquele ideal que construiu o país.

Então, chegou o individualismo exacerbado, o incentivo ao orgulho, à vaidade, ao consumismo. Algumas décadas atrás a moda eram os Yuppies. Se gabavam de usar camisas apenas uma vez, depois jogavam fora. Extremamente consumistas, alienados e egoístas. Estes tipos se tornaram o ideal de vida de milhões de americanos.

Os presidentes Reagan, depois Bush, cortaram impostos dos mais ricos. (Mais ou menos o que querem fazer aqui no Brasil). Desregulamentaram o mercado financeiro - a ciranda financeira atingiu seu ápice. Enquanto isto os valores dos pioneiros foram ficando para segundo plano. Os sintomas: escândalos financeiros, um atrás do outro.

Sem valores nobres e incentivados ao consumismo exacerbado, o egoísmo tomou conta do país. Foi uma festa de consumo que já levou 15 milhões de famílias à falência. Levou o país a dever 15 TRILHÕES de dólares. Grande parte disto gasto em guerras e na máquina de guerra (pesquise aqui).

Uma nação que abandonou os ideais nobres de seus pioneiros, para se tornar uma nação Yuppie. É o caminho da destruição, da auto-destruição.

Isto acontece com pessoas e acontece com países.

Duas amigas construíram futuros muito diferentes. Uma delas está "acabada", deprimida, "sem futuro". Um dia ela foi uma jovem secretária, bonitinha, que gastava todo seu dinheiro com roupas, com "diversão" e outras vaidades. Uma vida de futilidade. Uma vida desperdiçada muito rápida. Sua amiga, que aproveitou a oportunidade para estudar e ajudar sua família, tem boa profissão, boa saúde e boa aparência. Se diverte bastante até hoje, porque construiu várias fontes de prazer além de festas e roupas. Ou seja, a boba está bem e a espertona está mal.

Os EUA resolveram ser os espertões do mundo. É o único país que imprime dinheiro à vontade (por enquanto) e repassa para o resto do mundo. Tudo para torrar!

Sem valores, sem dinheiro e preenchidos por vaidades e desejos de consumo, sobra o sentimento de derrota. Isto eles não querem aceitar.

Como se esconder deste sentimento de derrota e da necessidade de se arrepender e começar de novo? Cultivando o orgulho.

Tem pessoas que perdem a vida, mas não perdem a pose. É isto que estamos vendo acontecer ao ainda grande país que são os EUA.

Consumismo, vaidade, orgulho, exibicionismo, narcisismo, egoísmo quando presentes e fortes geram uma coisa só: autodestruição.

Seja vida da ex-secretária, atual depressiva. Seja na vida de uma nação.

Leia mais aqui: EUA: 15 milhões faliram em 4 anos

Sobre o absurdo número de depressivos em São Paulo (muitos deles prisioneiros de um estilo de vida auto-destrutivo) clique aqui.

Aqui você pode saber sobre a falta de compaixão que norteou os cortes de impostos nos EUA.

A verdade é: sem compaixão, sem apoio ao próximo e sem caridade a chance de um país ou de uma pessoa crescer fica muito reduzida.

A secretária que ajudava financeiramente sua família, e que por isto não comprava as mesmas roupas que a secretária egoísta, MELHOROU DE VIDA. É muito fácil ver milhões de exemplos como este. Ela foi solidária, fugiu do consumismo e vive bem. A outra se esbaldou no consumismo, vaidade, exibicionismo e hoje está deprimida.

Qual exemplo você vai seguir na vida? O caminho da privação baseada no amor? Ou o caminho da realização de desejos destrutivos? São duas escolhas, e NÃO EXISTE O MEIO TERMO. Não se iluda!

Sem valores nobres você pode vencer, mas fica mil vezes mais difícil.


Lembre: você pode ter muito prazer na vida. Prazer duradouro e que gerem grandes estados de felicidade ou satisfação. Para que este prazer não se transforme em autodestrutivo desenvolva a completude.



Autor: Regis Mesquita
https://twitter.com/mesquitaregis



Notícias do site Psicologia Racional no Facebook. Curta a página

https://www.facebook.com/apsicologiaracional/




Eu agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.











Leia também:

A pornografia pode te fazer aprender ou sofrer. Histórias de vícios e de descobertas libertadoras.

É o interesse que move o mundo. Saiba por que isto é bom para todos.

Aprenda a tolerar um pouco de sofrimento para fortalecer sua mente

Guerra contra o Irã: preparando uma nova guerra. Ela começa na sua mente.

Texto: guerra psicológica para sustentar as guerras militares

O enorme gasto militar do Brasil

Os animais de estimação de Sarajevo

Dezenas de textos sobre depressão



Para você que está conhecendo o site PSICOLOGIA RACIONAL: este site se propõe a ter textos originais que discutam assuntos do cotidiano. São textos que podem servir para reflexão sobre a vida que cada um leva.











Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções.


2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Mesmo sendo um texto antigo está muito atualizado, perfeito para a sociedade brasileira atual. Penso que muitas pessoas protestaram contra o governo por encontrarem se co as famílias americanas, falidas e com sentimento de revolta!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...