quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Tentar ser o que não se é gera neurose, depressão e aumenta a baixa autoestima



Entre as várias besteiras do mundo consumista uma me chamou a atenção: uma cueca que aumenta o volume na região de pênis. A cueca tem um enchimento.

O homem compra, coloca e se sente mais "macho". Correto? Errado. Erradíssimo.

A mente humana é mais complexa. Quando o homem coloca a cueca com enchimento uma parte dele fica satisfeita. Acontece que várias outras partes da sua mente vão reagir a esta mentira.

O que acontece na mente deste homem é uma guerra silenciosa. Esta guerra gera muitos problemas de saúde e sofrimento.

O sujeito compra este tipo de cueca porque está insatisfeito com o seu pênis. Tem vergonha do tamanho, provavelmente.

O sujeito busca uma forma de trapacear a realidade e compra a cueca com enchimento. Ele vive uma mentira e tem alívio momentâneo. Mas dentro dele começará a manifestação de outras partes (chamadas tecnicamente de "complexos"). Estes complexos irão acusá-lo e desqualificá-lo

No final da noite, o homem tira a cueca e retorna à verdade que o angustia. Só que desta vez a insatisfação é ampliada.

Ele, uma pessoa fraca que optou pela mentira, não tem saída. Agora é prisioneiro da vaidade e da dificuldade em se aceitar.

O resultado pode ser o surgimento de depressão, neurose e, com certeza, o aumento da baixa autoestima.






O melhor é aprender a tolerar os próprios limites físicos. Pode-se ter muito prazer e alegria com o próprio corpo, exatamente como ele é. Sem mudar nada, pode-se usufruir muito dele.

Como ser humano, que busca melhorar sempre, cada um pode e deve agregar e aumentar as qualidades nobres.

Clique Aqui
O homem, por exemplo, pode ser um cara legal, educado, amigo e intenso em sua capacidade de se entregar e viver intensamente. O resultado vai ser muito melhor.

Em outras palavras, poderá encantar as mulheres com outros atributos pessoais. E, na hora do sexo, poderá se esforçar para dar muito prazer para a mulher que é sua companheira.

A ideia é ser intenso em suas atividades, sejam sexuais ou não. O princípio da intensidade no ato sexual é a entrega, o servir e a atenção.

Ainda não descobriram uma forma mais saudável de viver do que se aceitar e procurar aproveitar muito bem as qualidades e potencialidades que existem dentro de si.

Moral da história: mentir para si mesmo ou para os outros é sempre um péssimo caminho.







"Você precisará de pouca coisa na vida se aprender a valorizar seu corpo e sua alma. Isto se chama RESPEITO para consigo mesmo."  Regis Mesquita


Autor: Regis Mesquita

Siga o site Psicologia Racional através do Twitter: https://twitter.com/mesquitaregis



Clique em "Curtir Página" pra curtir nossa página


Dica: 

Na coluna da esquerda, clicando no marcador "sexualidade" abrirão dezenas de textos sobre este tema. Escolha o que prefere e boa leitura.


Leia também:

Sou o responsável pela minha vida

A verdade é a melhor forma de ser delicado

A suprema arte de complicar a vida e ficar eternamente insatisfeito

Sobre como os desejos produzem a maldade

Aprenda a usar o ato sexual para revitalizar sua mente e seu corpo

Menos sono, menos sexo, menos qualidade de vida

A pornografia pode te fazer aprender ou sofrer. Histórias de vícios e de descobertas libertadoras.



Tenha respeito para consigo mesmo.



Para refletir:

O cultivo e priorização do que é nobre gera satisfação, autoaceitação e boas vibrações. Portanto, há menos pressão interna para se exibir e se adequar ao que é valorizado socialmente.

Trecho do Livro Nascer Várias Vezes

A melhor maneira de combater o stress da vida é cultivar o que é nobre. O sentimento de plenitude associado à paz mental produzem resultados claros na qualidade de vida. Estes benefícios são estendidos ao corpo que possui melhores condições de trabalho e repouso. Os benefícios que obtemos ao cultivar o que é nobre e positivo são enormes, razão pela qual perguntamos: porque tão poucos vão fundo nos sentimentos, pensamentos e atitudes nobres?

Lembre-se: a melhor forma de ficar satisfeito em ser você mesmo é cultivando o que é nobre. É desta forma que você liberta sua mente da necessidade de se adequar socialmente.

Saiba mais sobre o livro Nascer Várias Vezes: clique aqui.

Regis Mesquita

Reflexão postada originalmente na página Nascer Várias Vezes no Facebook



Tentar imitar os outros gera conflitos, problemas e baixa autoestima

Mais imagens como esta acima? Clique aqui.


Para você que está conhecendo o site PSICOLOGIA RACIONAL: este site se propõe a ter textos originais que discutam assuntos do cotidiano. São textos que podem servir para reflexão sobre a vida que cada um leva.

Para manter contato sugiro que você coloque este site entre seus favoritos. Na coluna da direita tem um lugar para digitar seu email, para receber as novas postagens do site Psicologia Racional no seu email. Você também pode se tornar seguidor.


Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional: siga as instruções

Um comentário:

  1. Incrivel.. nunca imaginaria algo assimm.. mas o ser humano está cada vez mais o que mesmo..????
    Gosto muito do que você escreve..te sigo também no twitter.. e compartilho no fb também... parabéns pelo teu trabalho!!

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...