terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Meu namorado me humilha. O que eu faço?










Email enviado ao autor do site Psicologia Racional (1)


"Boa tarde!

Meu nome é Marisa (nome falso) e estou passando por tanta coisa com meu namorado. Tenho sete anos com ele.

Ele me trata muito mal. Me humilha, joga as coisas na minha cara, não me liga mais; passa o dia todo e nem faz questão de mim.

Nós brigamos muito por que ele não me respeitar. Ele entra no Face e fica pegando o número do telefone de mulheres. Já me traiu com outras mulheres, no início do namoro.


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional








Os textos do site Psicologia Racional, escritos por Regis Mesquita (autor do site), não podem ser adaptados ou alterados em qualquer forma. 

Você pode copiar, imprimir e distribuir gratuitamente estes textos sem alterações, desde que sejam preservadas as fontes (nome do autor e link com o nome e endereço do site colocados no início do texto). Os links devem ser rastreáveis por mecanismos de busca (dofollow) para o URL do artigo de origem.

Não é permitido vender ou obter qualquer outro benefício financeiro usando estes textos do site Psicologia Racional escritos pelo seu autor. 

O uso maciço dos textos do site (mais de 2 textos) necessita da autorização escrita do autor.

Lembre-se: o link deve ser rastreável por mecanismos de busca (dofollow) para o URL do artigo de origem.



IMAGENS:

As imagens do site Psicologia Racional (e de outros blogs), passíveis de compartilhamento sem limites (desde que gratuito e sem modificação) estão localizadas nos seguintes endereços:




Considera-se um ato de boa vontade e retribuição divulgar o link presente em cada uma das imagens.



APROVEITE:

são mais de 350 textos para você ler e estudar.

Na coluna da esquerda do site estão todos os temas dos textos. 

Adolescentes (25) , alimentação (28) , amigos (8) , amor (20) , ansiedade (4) , auto-controle (26) , autoestima (16), autossabotagem (25), caridade (4) , casal (21), vida simples (37), neurose (11), namoro (11), morte (6), etc.




Mais textos para você ler:


O primeiro passo para mudar a realidade é mudar você mesmo 

Tentar ser o que não se é gera neurose, depressão e aumenta a baixa autoestima

Frases para esquecer e não acreditar (para não diminuir seu prazer)

É o interesse que move o mundo. Saiba por que isto é bom para todos.

Mudar a vida é renascer para a vida

O Senhor Vishnu concede três pedidos

Regras simples para diminuir o stress

Evolução é caminhar do complexo para o simples e do difícil para o fácil

Pense diferente e mantenha o bom humor

A paixão se transformando em amor

Pablo Neruda, o poeta, explica os dois caminhos da vida e do amor

Cérebro e amor: o corpo planejado para ajudar a evolução do espírito

Amor, como não deixá-lo morrer?

Dezenas de textos sobre casamento, namoro e relacionamentos

Paixão nasce do egoísmo. Amor nasce do altruísmo. É boa fortuna manter o equilíbrio.

Eu não estou neste mundo para viver as suas expectativas

Vários textos explicativos sobre a forma do ego gerar felicidade ou infelicidade

Estimulando a Felicidade

O Ego precisa de certezas

Cientistas provam que eles são pouco evoluídos 

Dezenas de textos sobre Pesquisas Científicas

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Mulheres modernas que continuam a agir como a Bela Adormecida. Mulheres que não conseguem ser líderes.



As Belas Adormecidas modernas. Princesa bela adormecida atual. Mulheres que não assumem seu poder.





Por Regis Mesquita


História real:

Ela começou a sair com um “cara” lindo que chamava atenção de todas as suas amigas. Ele foi dormir na casa dela, juntos na mesma cama. Ela esperava sexo, mas o rapaz só dormiu. Desapontada, ela chegou à conclusão de que ele era gay e acabou com o vínculo.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Maconha versus esquizofrenia: vale a pena legalizar?







Regis Mesquita



“Oficializar maconha é abrir fábrica de esquizofrênicos” ... “segundo estudos bem fundamentados, a maconha aumenta em 310% o risco de esquizofrenia quando consumida uma vez por semana na adolescência”. - Estas são as palavras de um psiquiatra da USP


Estas frases são verdadeiras? Sim e não.

O psiquiatra fez um exercício de futurologia histérico e infantil. Ao invés de se apegar à fantasias, convido-os a analisar dados muito importantes. Coloco alguns abaixo:

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Trate seus familiares como trata as visitas. Dicas para as pessoas viverem mais felizes.









Use a gentileza, mas, de modo especial, dentro da sua própria casa. Experimente atender aos familiares como você trata as visitas. (André Luiz)




Quando li esta frase me lembrei da minha mãe - saudades. No dia do "evangelho no lar" ela trazia sempre uma mensagem do André Luis (um dos espíritos que ditaram livros para o Chico Xavier).


Um dia ela trouxe a frase acima. Quando um dos participantes - crianças - questionou a frase, ela soltou uma frase assim: "nós nos acostumamos tanto com as pessoas de casa, que nos esquecemos de que ninguém precisa ficar sentindo o bafo de alguém. Com certeza, se vier alguma visita, a pessoa corre e escova o dente".


Pronto! Eu, aos 9 anos, entendi direitinho a mensagem.


Quando uma visita dorme na sua casa, você prepara um café da manhã melhor. Pode ser por exibicionismo ("veja como estou bem de vida"), como pode ser por carinho/amor (quero te oferecer algo bom - por você sou capaz de me esforçar).

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Tenha o interesse em não atrapalhar a vida de ninguém




Aprenda a não encher o saco de ninguém





Conversa de pai para filho:

Filho (F): Pai, o que você acha do casamento gay?
Pai(P): Já tem vários casais gays que se casaram nos últimos anos. Vamos pensar juntos: o que mudou na sua vida com o fato deles terem casado?
F: Nada Pai
P: O que isto significa?
F: Que eu vou ajudar muito a humanidade se eu não encher o saco de ninguém?
P: Isto mesmo, meu filho. Este assunto é tão desnecessário que você sequer precisa ter uma opinião. Basta você ter o interesse em não atrapalhar a vida de ninguém.


Uma das patologias modernas é o desejo de ter opinião sobre tudo. Não precisa. Não deve. Porque é grande a chance de você prejudicar alguém.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Povo brasileiro: até para elogiar tem que criticar alguém



catador de lixo critica ministro do meio ambiente





Por Regis Mesquita


O Brasil é uma sociedade extremamente crítica.

Uma das características de qualquer cultura crítica é a falta de incentivo para o “fazer bem feito”.

Existe pouca recompensa para a dedicação e a disciplina.

O que ganha um professor, por exemplo, se ele for um ótimo professor?


Observe a foto acima:

Um catador de lixo é muito útil para a sociedade.

Todavia, para elogiá-lo é usado uma comparação negativa com um ministro do meio ambiente.

Pela responsabilidade do cargo, um ministro do meio ambiente sempre fará muito mais que um catador.


sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Pessoa satisfeita tem motivação para mudar, pessoa insatisfeita fica paralisada. Aprenda a sair da paralisia.



Viva feliz aproveitando do que você tem de melhor. Mude seu corpo se aceitando e se curtindo.





Observe a foto acima. Uma mulher obesa, vestida de anjo, se divertindo com os seios de fora.

É uma foto fantástica, porque mostra que a felicidade independe do corpo que cada possui. Depende mais de uma decisão: vou aproveitar as oportunidades que tenho e vou aproveitar do que sou.

Suponhamos que esta mulher quisesse, por exemplo, emagrecer. Seria mais fácil ela emagrecer, pois já teria sua recompensa.  Ou seja, é sempre mais fácil lutar para atingir um objetivo quando se está feliz. Se ela estiver insatisfeita, com vergonha de si e baixa autoestima é mais difícil atingir seus objetivos.

Lembre: é mais fácil mudar quando a pessoa está satisfeita e quer ficar melhor.

domingo, 25 de agosto de 2013

A arte de bem viver: jamais desprezar o que é positivo. Identifique os tesouros da sua vida que estão escondidos.










As imagens que ilustram este texto são do museu do Louvre, em Paris.
Estavam na Grécia, largadas e desprezadas por dezenas de séculos (SIC)(1).
Até o dia que "alguém olhou para elas" e valorizou o que elas representavam.
Onde os gregos viam entulho, os franceses viram a arte.
Os franceses viram a história, a filosofia e a arqueologia.
Estas peças viraram tesouro.



sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Nossas cidades, assim como nós, precisam mudar. Saiba como são as ciclovias nas cidades da Dinamarca e da Suécia



ruas feias, cidades sem qualidade de vida. falta árvores, falta natureza.





Por Regis Mesquita


A rua da imagem acima é típica de uma cidade brasileira. Calçadas estreitas, sol infernal por falta de árvores, feias, e toda planejada para os automóveis (compare o espaço destinado ao estacionamento dos automóveis com o tamanho da calçada).

Bicicleta tem que disputar espaço com os carros. Naturalmente, vence o mais forte: os carros. Ciclistas atropelados são grande parte dos acidentados que estão nas UTIs do Brasil. 

O conceito de rua mostrado acima foi criado para servir as pessoas mais ricas, que pegavam o carro e rapidinho faziam suas compras e voltavam para suas casas.

Os pobres iam de bicicleta ou a pé. Como sempre, as necessidades dos mais pobres não foram consideradas.

A função da rua era (e continua sendo) facilitar o trânsito dos carros e o estacionamento destes.

domingo, 14 de julho de 2013

Médicos cubanos no Brasil e o negativismo das elites brasileiras







Regis Mesquita



O governo brasileiro oferece 10 mil reais para médicos trabalharem no interior do Brasil.
São milhares de vagas. Quem tiver interesse, é só se candidatar.
É o programa “Mais Médicos para o Brasil”. 

Entre a classe médica o repúdio é muito grande.
Sentem-se ofendidos, principalmente porque virão médicos de outros países para as vagas que os brasileiros NÃO quiserem.
Virão médicos de Portugal, Espanha, Cuba e outros países (isto se deputados e senadores não atrapalharem).
O que era para ser simples, torna-se complicado com as desculpas e enganações.
Existe a vaga para o profissional que quiser e existe o dinheiro para pagá-lo. Existem pessoas precisando de tratamento médico e existem sofrimentos.
Existem desafios, que com boa vontade serão resolvidos.
A vida boa é feita de desafios que são vencidos progressivamente.

Não faltam médicos, faltam condições de trabalho – dizem os cartazes de médicos (1).
A verdade: centenas de concursos públicos foram abertos e não apareceram médicos suficientes.

Todas as pessoas têm o direito de escolher onde morar e onde trabalhar. Médicos, enfermeiros, engenheiros, dentistas, encanadores – todos são livres para escolherem suas vidas.
Todavia, um país não pode ficar refém de uma classe profissional.
Existem crianças doentes que merecem ter médicos para atendê-las.
Se os médicos brasileiros não querem trabalhar no interiorzão do Brasil por 10 mil reais (ou mais), que venham médicos de outros países.
Reserva de mercado só serve para perpetuar sofrimento e enriquecer algumas pessoas; enquanto os custos aumentam e os impostos para pagar ficam maiores.
Existem municípios pagando 20 mil reais para médicos. Some-se a isto os benefícios e chegará à uma conta de mais de 30 mil reais mensais.
Haja imposto para conseguir pagar tudo isto.

Aí é que entra a maldade disfarçada de interesse e questionamentos. Desculpas e mais desculpas são usadas.
Exemplos de desculpas:
Não basta colocar médicos e não dar condições de trabalho.
Virão médicos despreparados para o Brasil. 
Como eles vão atender se não falam português?
Como um médico vai trabalhar sem hospital por perto?


O que acontece é que quem dá desculpas geralmente quer que tudo fique igual.
O alcoólatra diz que vai parar de beber.
O preguiçoso promete que no ano que vem será o mais trabalhador da cidade.
E o médico interessado em shopping diz que vai morar no interior da Amazônia se tiver melhores condições de trabalho.

A maldade da desculpa está em desmotivar as pessoas, gerar promessas que não serão cumpridas e negativizar a realidade. A desculpa gera paralisia e baixa autoestima.

Qualquer médico estrangeiro pode aprender o português. Esta é uma condição básica para que trabalhem no Brasil. Depois que aprenderem o português poderão ser contratados.

Médicos estrangeiros terão seu conhecimento avaliado. Só maluco não avaliaria o conhecimento de um profissional antes de contratá-lo. Empresas fazem isto, você faz isto, o governo federal fará isto.

Muitos de países importam médicos. Nesta reportagem você verá que a Inglaterra importa médicos até da pobre Libéria.

Negativizar a realidade é uma das táticas dos mais maldosos. Dizem que a medicina de Cuba é horrível.  Centenas de milhares de pacientes do mundo inteiro vão até Cuba todos os anos para se tratarem. Eles não vêm para o Brasil, escolhem Cuba para se tratarem. Uma das maiores fontes de renda de Cuba é justamente... os pacientes que saem da Europa, EUA, Canadá, América Latina para se tratarem com os médicos cubanos (2).

“Segundo a New England Journal of Medicine, “o sistema de saúde cubano parece irreal. Há muitos médicos. Todo mundo tem um médico de família. Tudo é gratuito, totalmente gratuito. Apesar do fato de que Cuba dispõe de recursos limitados, seu sistema de saúde resolveu problemas que o nosso [dos EUA] não conseguiu resolver ainda. Cuba dispõe agora do dobro de médicos por habitante do que os EUA”.

O que nos importa é a negativização que sempre acompanha a maldade. O preguiçoso olha para o trabalhador e diz que ele não está em casa para assistir televisão à tarde com a família. O alcoólatra chama de chato quem não bebe bebida alcoólica. Médicos que não tem o menor interesse em encarar uma vida em áreas carentes criticam a falta de estrutura destes lugares.


Imagina a cena: uma vila pobre no interior de Minas Gerais. Uma criança pisa em um caco de vidro. O dono do bar joga álcool e coloca fumo no pé da criança. Esta é uma cena real e corriqueira no Brasil.

Um médico tem sempre muita utilidade, mesmo sem ter acesso a exames sofisticados ou a hospitais. Poderia, por exemplo, fazer a sutura no pé desta criança.

Uma pessoa tem desidratação. Outra tem diarreia. Uma tem micose e a outra tem dor de ouvido.

Um médico sem recursos tecnológicos consegue fazer muita coisa boa.

A principal estrutura que um médico precisa para tratar grande parte das doenças é saber fazer diagnóstico clínico sem ficar dependente de milhares de exames.




Tendo médicos, aos poucos, pode-se estruturar melhor o posto de saúde da vila. Por exemplo, o milagre da eletrônica faz com que um eletrocardiograma seja relativamente barato e simples de ser usado.

Acontece que o médico da vila terá que saber de tudo: cardiologia, ginecologia, pediatria, etc. Ele será um médico generalista – e as escolas de medicina formam médicos cada vez mais especializados, cada vez mais dependentes de exames (mesmo para os diagnósticos mais simples). Ou seja, médicos que não entendem das outras matérias que não a dele (3).



Moro em uma cidade que tem 239 anos. Aos poucos, ela foi levando água encanada a todos os bairros.
Imagina se os maldosos de plantão dissessem que não adianta levar água para o bairro pobre porque as pessoas não têm alimentação adequada?

Os negativistas também podem dizer: de que adianta levar escola para uma criança que mora em uma casa que não tem luz?

A maldade sempre encontra problema em tudo.

Alguns problemas são reais. São desafios que devemos enfrentar e vencer. Enfrentar com paciência, dedicação, ternura e disciplina.

Ter meta, objetivos e sonhar com a solução de problemas é fundamental.

Uma caminhada começa com um pequeno passo.



Acompanhe as novidades do site Psicologia Racional no Facebook.



Eu agradeço muito se você recomendar esta postagem no G+, curtir no Facebook, retuitar ou mandar o link via email.




Para aumentar o tamanho da imagem clique sobre ela.



(1) “Segundo o último levantamento do CFM (Conselho Federal de Medicina), feito em 2012, o Brasil abriga 388.015 médicos, cerca de 1,8 por mil habitantes. A Argentina tem 3,2, Espanha e Portugal têm 4 e Inglaterra, 2,7. Ainda assim, a quantidade de médicos brasileiros é considerada razoável, mas não resolve o problema de saúde do país porque apenas 8% dos profissionais estão em municípios de até 50 mil pessoas. E municípios desse porte representam quase 90% das cidades”. Drauzio Varella

(2) Qualquer médico que venha de fora do Brasil deve ser muito bem avaliado. Não importa de onde vier, se não for aprovado deve ser rejeitado.

(3) Todo médico tem o direito de escolher onde trabalhar. Nada deve ser impositivo. Caso existam lugares nos quais médicos brasileiros não queiram trabalhar, que se contrate médico de outros países para suprirem estas vagas. 



Leia também:













Para você que está conhecendo o site PSICOLOGIA RACIONAL: este site se propõe a ter textos originais que discutam assuntos do cotidiano. São textos que podem servir para reflexão sobre a vida que cada um leva. Com isto espero contribuir um pouco com você.






domingo, 30 de junho de 2013

Um milhão de cristãos assassinados na última década – direitos humanos violados



Nigerianas sofrem após mais um ataque
contra cristãos.




O Vaticano pesquisou e descobriu: cem mil cristãos são mortos por ano por causa da fé. 

Em dez anos, UM MILHÃO DE CRISTÃOS ASSASSINADOS.

É um dos maiores genocídios da humanidade.

Egito, Paquistão, Nigéria e Sudão são os principais centros deste genocídio.

Os maiores matadores são os muçulmanos.


sexta-feira, 21 de junho de 2013

Ao assumir um compromisso você deve cumpri-lo. Torne-se forte, honesto, capaz e bem preparado




Ninguém é vitorioso reclamando. É vitorioso com a mente forte e persistente. Cumpra o combinado. Compromisso cumprido.





Por Regis Mesquita




Amigos do blog Psicologia Racional,

Cumprir compromissos, fazer bem feito e ter eficiência são os grandes desafios do Brasil e de seus habitantes. Organização, disciplina e honestidade são outras metas a serem atingidas.


Cumprir com os compromissos gera força interior. Funciona assim: falar é fácil, fazer é difícil. A pessoa ou um grupo se fortalece quando supera as dificuldades. Além de força interior, cumprir compromissos é aprender. Os desafios enfrentados sempre geram mais experiência e aprendizado. 

Portanto, cumprir compromissos é tudo de bom. É aprendizado, superação, força interior, organização, disciplina capacidade de fazer bem feito, menos briga, menos stress, etc.

Mas, nós brasileiros não agimos desta forma. É importante você saber o porquê.

Este é o tema do texto abaixo. Ele foi escrito na época da Copa do Mundo no Brasil, em 2014. Algumas pessoas reclamavam, com razão, dos gastos públicos. Queriam desistir do evento nos meses anteriores. Ou seja, queriam não cumprir o que foi combinado.

Diziam: "foda-se o que foi combinado." Será que é uma boa atitude? Ou será que esta forma de pensar é uma desgraça para nosso país?


sábado, 8 de junho de 2013

Cada um julga o outro de acordo com o que é



Julgamento, cada um julga o outro de acordo com o que é




Por Regis Mesquita


Amigos do site Psicologia Racional,

Abaixo segue um conto coletado na internet, sem indicação do autor. Após o texto estão meus comentários.

Julgamento

"Certa vez um sábio deitou-se ao lado da estrada, imerso em profunda meditação.
Passou por ali um ladrão e, ao vê-lo naquele estado, comentou:

- Este homem dever ser um ladrão. Certamente roubou alguma casa à noite e agora
adormeceu de cansaço. Logo chegará a polícia e o prenderá. Vou escapar a tempo.

E tratou de fugir.

Pouco depois, passou um bêbado e, olhando para aquele homem deitado, exclamou:

sábado, 11 de maio de 2013

Pratique a gratidão e tenha sua felicidade multiplicada. Deixe com que os bons sentimentos tomem conta do seu coração.









Conheço algumas pessoas maravilhosas.

Elas são maravilhosas porque me permito gostar delas.

Por isto, o que vem delas torna-se bom.

Na verdade, são seres humanos normais que nasceram na Terra para evoluírem.

E, se nasceram para evoluir, é porque possuem muitas limitações.

Para gostar das pessoas costumamos aceitar suas limitações.







Queremos gostar de pessoas especiais.

De certo modo, todos são especiais. De certo modo, ninguém é especial.

Portanto, o que elas são? São pessoas que tornam a vida mais legal.


sábado, 4 de maio de 2013

Os dois lados da redução da maioridade penal







(O texto abaixo foi escrito a partir de conversas com advogados e baseados nas experiências que tive ao ajudar menores de idade sair da prostituição. Todos no Brasil sabem que existem as leis escritas e a forma como estas leis são aplicadas. Infelizmente, há um grande hiato entre estes dois lados da justiça.)


O que fazer com menor de idade de 17 anos que mata um estudante à “queima roupa”?

É um sujeito maldoso, capaz de matar muitas outras pessoas. Basta ficar solto.

A infância não é mais a mesma. A adolescência não é mais a mesma.

Quando um sujeito sabe que sua pena será mínima (no máximo 3 anos recluso), ele se anima a desobedecer a lei.

É óbvio que ele merece ficar muitos anos fora do convívio social, preso.

Por isto, muitas pessoas pensam que a solução é reduzir a maioridade penal para 16 anos.

Será que é esta a solução?

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Frases para esquecer e não acreditar (para não diminuir seu prazer)



Ego grande pode transformar felicidade em infelicidade - orgulho






Duas mulheres conversavam em um bar:

- não dá para ir naquela praia maravilhosa e depois colocar uma roupa qualquer para ir embora da praia.

A outra concordou e a conversa continuou. Elas começaram a listar dezenas de agregadores para serem felizes.

O que são agregadores?


sexta-feira, 12 de abril de 2013

Viciados em negativismo 2: o preço do tomate e a mente infeliz








Por Regis Mesquita


A apresentadora Ana Maria Braga vestiu um colar de tomates. Eles estão caros, uma verdadeira joia, diz ela.

É a inflação aumentando dia-a-dia, diz seu patrão dono da Globo.

As pessoas repetem, protestam, gastam seus minutos de vida cultivando o drama do tomate na suas mentes.

Só existe uma forma de acabar com a sazonalidade na agricultura: ABOLIR A NATUREZA.


sexta-feira, 5 de abril de 2013

Como a propaganda te influencia sem você perceber







Regis Mesquita




Preste atenção no desenho acima. É uma tabela periódica com os elementos químicos.

De tanto vê-la na mesa onde irá comer, você poderá decorá-la.

Assim funciona a propaganda.

Ela te vence pela repetição.

Sem você perceber, ela entra na sua cabeça.

Mas é pior que a tabela periódica, pois usa uma arma muito mais sutil.

Ela se associa a outras coisas positivas.



28 anos atrás eu aprendi química e decorei a tabela periódica.

O professor criou associações para ficar mais fácil decorar.

A coluna da esquerda – 1A

Hoje li na cama Robson Crusoé Francês  (H, Li, Na, K, Rb, Cs, Fr)

Depois de 28 anos, quando olhei para a tabela periódica comecei a lembrar das frases que me ajudaram a decorar a tabela.

Quando a pessoa vai a um supermercado, sem perceber coloca seu cérebro para gerar associações.
Na maior parte das vezes são associações menos explícitas e subliminares (abaixo da linha de consciência).






Exemplo: uma marca de inseticida quer se associar ao amor e proteção da mãe.

A propaganda mostra uma mulher ativa, determinada, amorosa e preocupada com a família.

A mulher compra o inseticida que solta veneno na casa automaticamente a cada 30 minutos.

Os mosquitos vão embora e o filho está protegido (será?).

A associação é: amor, proteção, inseticida que solta veneno o dia inteiro.



A mulher vai ao supermercado, ao avistar o inseticida... a associação começa a funcionar.

Ela não lembrará que veneno é tóxico e pode causar câncer, alergias, etc.

Ela despertará seu lado amoroso, protetor. Despertará o desejo de ser a melhor mãe e esposa do mundo.

Tudo subliminarmente associado a usar inseticida.

Esta associação irá influenciar a decisão de compra.

Talvez influencie 10%, talvez influencie 5%.

O que importa é que a propaganda FUNCIONA. Por isto, as empresas gastam cada vez mais em marketing.



Algumas pessoas são mais influenciáveis, outras menos.

Na sociedade atual, onde as pessoas estão treinadas a aceitar a propaganda recheada de mentiras, existem poucas pessoas não influenciáveis.

A maioria é bastante influenciável.

Alguns aderem mais facilmente a alguns produtos; outros aderem a outros produtos. Depende da personalidade e da vida de cada um.

A propaganda da inseticida influencia menos quem é natureba ou não tem filhos.

Influencia mais quem tem filhos ou tem personalidade fóbica.



A propaganda tenta criar associações na sua mente.

Quem está treinado a aceitar propagandas, está mais aberto a fazer associações subliminares.

Quanto mais tempo exposta à anúncios e outras técnicas de marketing, mais oportunidade da repetição impregnar a mente da pessoa.



Uma boa dica para ser menos influenciado é desligar a TV.

Viver de verdade, no sentido de ser real (aqui e agora).

Beije de verdade, não fique vendo os outros se beijarem.

Abrace de verdade, não seja apenas telespectador.

Tenha ação, participe de atividades, arrisque ser feliz.



Da mesma forma que uma tabela periódica pode ser o estímulo para desencadear inúmeras associações, um produto qualquer também pode desencadear.

É sua mente que funciona assim. Você não controla plenamente a necessidade que sua mente tem de criar associações.




Fique atento: receba no seu email os novos textos do site Psicologia Racional.

Na coluna da direita existe um lugar para você digitar seu email. Depois você receberá um email de confirmação: clique no link e pronto. Todas as novas postagens serão mandadas para você.

É simples, fácil e útil.




Leia também:












Salve este site nos seus favoritos, ele é sempre atualizado.


Sinta-se em casa para comentar ou mandar email - suas contribuições são muito bem vindas.













Licença para reprodução dos textos do site Psicologia Racional, siga as instruções






quarta-feira, 20 de março de 2013

Automutilação: se cortar , se bater, arrancar cabelos, se machucar...








Toda vez que alguém se machuca, sem a intenção consciente de se matar, é considerado automutilação.

Uma das redes sociais mais populares do mundo (Tumblr) anunciou a lista dos assuntos (tags) mais populares. Entre os mais populares estão várias personalidades e assuntos como amor, melhor amiga, frases legais e... cortes.

Entre as 15 tags mais populares duas são relacionadas ao ato de se cortar. Em quinto lugar vem “cortes”. Em décimo quarto lugar, logo atrás de ciúmes, vem “corte” (singular).

Parte das pessoas que buscam este tema estão atrás de cenas extravagantes. Outros, porém, procuram pessoas com quem possam compartilhar seus pensamentos, sentimentos, sonhos e pesadelos. Eles se identificam com o “cutting”.


Cutting cortando o próprio corpo. Automutilação



terça-feira, 5 de março de 2013

Quando o amor dos pais destrói os filhos. Descubra se você está cometendo este erro.










O pai chega ao consultório e diz:

“Fiz tudo certo, mas na prática deu errado”.

O olhar é de incredulidade!

Bons pais, dedicados, carinhosos, amigos e bons exemplos.

O que deu errado?

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Os animais têm sentimentos e sabem escolher o que é realmente importante. Aprenda com eles e aumente sua felicidade.








O ser humano está tomando conta do planeta.

Os leões, quem diria, estão sendo massacrados porque perdem seu habitat pela expansão populacional na África. O rei da floresta caminha a passos largos para o fim da espécie em liberdade. Vão sobrar os que estão em cativeiro. Triste futuro!

O ser humano, com sua sede de dominação e a luta pela sobrevivência, avança sobre tudo.

O que pode mudar esta situação?

A eficiência e a bondade.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Música para perdedores: Starships de Nicki Minaj. O perdedor restringe a vida, o vencedor amplia



Música para perdedores: Starships de Nicki Minaj





Por Regis Mesquita



A sociedade americana "vive" de criar dívidas e tentar pagá-las.

Quando a economia entra em crise, as oportunidades diminuem.

Quem não desenvolveu habilidades e potencialidades sofre muito mais.

A crise não atinge todas as pessoas da mesma forma.

Algumas nem sentem, outras sentem pouco. Algumas vão à lona.

Quem sofre mais busca compensações e ilusões.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...